01/08/2021

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Noticiario do Mundial de Clubes; confira tudo que precisa saber para atualizar-se.

4 min read

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto da redação.

De olho na final, Al Ahly desafia favoritismo do Bayern de Munique.

Um dia depois de o Tigres, representante da América do Norte, Central e do Caribe, eliminar o Palmeiras, campeão sul-americano, é a vez de Al Ahly, ‘dono da África’, e Bayern de Munique, que conquistou a Europa, se enfrentarem pela semifinal do Mundial de Clubes de 2020.

O confronto entre egípcios e alemães acontece às 15h desta segunda-feira (8), no Ahmad Bin Ali Stadium, em Al Rayyan, no Catar. A decisão diante dos mexicanos, por outro lado, está agendada para acontecer às 15h de quinta-feira (11), no Education City Stadium, também em Al Rayyan. Haverá disputa pelo terceiro lugar no mesmo local e dia, às 12h.

Cabe destacar que os africanos, que não têm desfalques para a partida, eliminaram o Al Duhail, campeão local, na primeira fase: vitória simples, por 1 a 0, na última quinta-feira (11). Por outro lado, os bávaros vão estrear no Mundial, no qual não contarão com Javi Martínez e Leon Goretzka. Ambos testaram positivo para covid-19.

“Merecemos chegar às semifinais do torneio, depois de vencer o Al Duhail nas quartas de final. Além disso, somos os campeões africanos e merecemos estar aqui neste lugar.

Acredito na minha equipe e tenho fé nela. No entanto, sei que meus jogadores cometem erros, assim como os jogadores do Bayern de Munique. Isso é futebol no mundo todo”, falou o técnico do Al Ahly, Pitso Mosimane.

“Nossa meta é ganhar esse torneio. Sabemos que é considerado como um fardo, mas estamos motivados e queremos fechar um ano excelente com o sexto título. No futebol, você define metas e depois segue em frente”, disse o treinador Hansi Flick.

Ele valorizou o fato de que o Bayern de Munique é atual campeão da Liga dos Campeões da Europa, da Copa da Alemanha, do Campeonato Alemão, da Supercopa da Europa e da Supercopa da Alemanha.

FICHA TÉCNICA

 

Al Ahly-EGY

El Shenawy;
Hany, Banoun, Ashraf e Maaloul;
Fathi e Al Sulaya;
El Shahat, Magdi Katsha e Mohamed;
Bwalya.
Técnico: Pitso Mosimane
Bayern de Munique-ALE

Manuel Neuer;
Pavard, Boateng, Alaba e Alphonso Davies;
Kimmich e Tolisso;
Douglas Costa, Thomas Müller, Coman;
Robert Lewandowski.
Técnico: Hansi Flick

Palmeiras 0 x 1 Tigres-MEX – Muitos afirmavam que a final seria Palmeiras e Bayern esqueceram de avisar o Tigres.

Campeão da Libertadores é eliminado na semifinal e disputará o terceiro lugar.

7 de fevereiro virou o #TigresDay! A ‘piada’ para os rivais nunca esteve tão na moda como neste domingo. Campeão da Libertadores, o Palmeiras foi eliminado pelo Tigres (1 a 0) no estádio Education City, em Al Rayyan, no Catar, ainda na semifinal do Mundial de Clubes e não poderá brigar pelo título.

O grandalhão Gignac marcou, de pênalti, o gol que colocou os mexicanos na final. Agora, o Tigres espera pelo vencedor de Al Ahly, do Egito, ou Bayern de Munique, da Alemanha, que se enfrentarão nesta segunda-feira. O perdedor pegará o Palmeiras na disputa do terceiro lugar.

Se o debate sobre o Mundial do Palmeiras, em 1951, no Rio de Janeiro, seguirá a todo vapor, é fato que o Verdão segue sem o Mundial da Fifa. Assim como Internacional, em 2010, e Atlético-MG, em 2013, os paulistas caíram na semi. Há 21 anos, o Palmeiras ficou com o vice ao perder do Manchester United.

Gignac foi novamente o herói do Tigres. (Foto: Divulgação)

Gignac foi novamente o herói do Tigres. (Foto: Divulgação)

 

O Palmeiras pode ter entrado em campo como favorito, mas foi o Tigres que deu as caras. Logo aos 3 minutos, Weverton foi obrigado a fazer uma grande defesa. González aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou firme, mas o goleiro palmeirense se esticou todo e evitou o gol mexicano.

O Palmeiras assustou aos 17 minutos com Rony. O atacante recebeu de Viña e experimentou, mas Guzmán fez boa defesa. Destaque do Tigres, Gignac chutou firme e Weverton trabalhou bonito outra vez. Três minutos depois, os dois voltaram a ficar frente a frente e o goleiro do Palmeiras pegou a cabeçada do atacante do Tigres.

No segundo tempo, o Tigres seguiu em cima e conseguiu abrir o placar. Luan puxou González na área e foi amarelado. Na cobrança de pênalti, o artilheiro Gignac soltou o pé no canto direito e Weverton, mesmo acertando canto, não conseguiu a defesa.

Aos 11 minutos, o Palmeiras até foi para as redes, mas a arbitragem deu impedimento de Rony. O jogo teve uma queda após o gol e só voltou a esquerda no final. Aos 31 minutos, Willian cruzou para Luiz Adriano. A bola, porém, passou pelo atacante, bateu em Rodríguez e quase entrou. Aos 50, Viña bateu e a bola lambeu a trave. O Palmeiras, porém, não teve força para buscar o empate.

FICHA TÉCNICA

 

Palmeiras-BRA

Weverton;
Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gómez e Viña;
Danilo (Felipe Melo), Zé Rafael (Patrick de Paula), Gabriel Menino (Willian) e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa);
Rony e Luiz Adriano.
Técnico: Abel Ferreira
Tigres-MEX

Guzmán;
Rodríguez, Reyes, Rafael Carioca e Salcedo;
Quiñones (Fulgencio), Guido Pizarro, Dueñas (Meza) e Javier Aquino (Sierra);
Carlos González e André-Pierre Gignac.
Técnico: Ricardo Ferretti

Deixe uma resposta

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.