Giro pelos campeonatos Europeus; confiram excelente resumo.

Do Zigzagdoesporte.com.br por Carlos Fiúza com espn.com.br.

Com expulsão de Mertesacker e Diego Costa decisivo, Chelsea tira Arsenal da ponta.

622 c093fa6b 5242 30d6 b691 42e6ac827053
Veja o gol da vitória do Chelsea sobre o Arsenal por 1 a 0 

Diego Costa provocou a expulsão de um adversário, marcou o gol da vitória e saiu machucado. Em um clássico que teve o brasileiro/espanhol como protagonista, o Chelsea venceu o Arsenal por 1 a 0 em pleno Emirates Stadium, neste domingo, pela 23ª rodada do Campeonato Inglês.

Com o resultado, os Gunners, completam três jogos sem vencer, estacionam nos 44 pontos e caem do primeiro para o terceiro lugar, já que o Leicester City venceu na rodada e chegou a 47 pontos, e o Manchester City empatou com o West Ham, foi a 44 pontos e leva a melhor no saldo de gols (22 a 15). Já o Chelsea, que, assim como os Gunners, vinha de dois empates na Premier League, vai a 28 pontos e fica na 13ª posição.

O placar ainda confirma a freguesia do Arsenal para o Chelsea no Inglês. Já são nove partidas sem vitórias – sendo seis derrotas (uma delas por 6 a 0) e três empates – e seis confrontos sem sequer ter balançado as redes do rival. O último triunfo dos comandados de Arsene Wenger ocorreu em outubro de 2011, quando venceu por 5 a 3, fora de casa. No período, os Gunners até ganharam uma vez, mas foi pela Supercopa da Inglaterra.

Precisando da vitória para seguir na liderança e entrando em campo como favorito, o Arsenal tomou a iniciativa e começou melhor a partida, com trocas de passes rápidas e com muita movimentação de seus jogadores de ataque. Porém, o bom início dos mandantes sucumbiu em um intervalo de cinco minutos. Aos 18, Mertesacker via Diego Costa disparar com o campo livre e acertou um carrinho por trás, recebendo o cartão vermelho direto.

GETTY

Meresacker foi expluso por carrinho em Diego Costa
Meresacker foi expluso no 1º tempo

Assim, o zagueiro Gabriel Paulista entrou na vaga do atacante Giroud. Vale lembrar que o brasileiro foi expulso no duelo entre os dois times no primeiro turno depois de ter se desentendido justamente com Diego Costa.

Não bastasse a frustração de ficar com um jogador a menos, o Arsenal levou um gol aos 23 minutos. Ivanovic, que renovou seu contrato até o meio de 2017 na sexta-feira, cruzou da direita, Diego Costa se antecipou à marcação e completou para o fundo da rede.

Em dupla desvantagem, o Arsenal passou a ficar menos tempo com a bola e viu seu ritmo de jogo ser freado. Assim, passou a investir em lances rápidos, que foram pouco frutíferos. Os Blues, por sua vez, adotaram uma postura cautelosa, sem se arriscarem e sem sofrerem riscos.

Na etapa final, os mandantes quase empataram aos 18 minutos, quando houve um bate-rebate na área do Chelsea após saída ruim de Courtois. Porém, a defesa adversária bloqueou todas as tentativas e se safou.

Cinco minutos depois, os visitantes sofreram um revés. Diego Costa sentiu lesão e precisou ser substituído por Remy.

Mesmo com um a menos, o time da casa mostrou empenho e foi para cima, mas, apesar de ter tido o controle territorial na maior parte da etapa final e até ter pressionado, encontrou dificuldade para finalizar e não conseguiu evitar mais um revés para o rival.

Os dois times agora voltarão a campo pela Copa da Inglaterra. O Arsenal receberá o Burnley, da segunda divisão, no sábado, às 13h (de Brasília). Um dia depois, o Chelsea visitará o Milton Keynes Downs, também do segundo escalão, às 14h.

Pela Premier League, os Gunners duelarão com o Southampton no Emirates Stadium, no dia 2 de fevereiro, às 17h45. No dia seguinte, os Blues irão ao Vicarage Road Stadium encarar o Watford, às 17h45.

Atlético de Madri para na trave, empata com Sevilla e não tira Barça da liderança.

JAVIER SORIANO/AFP/GETTY IMAGES

Griezmann Lamenta Atletico de Madri Sevilla Campeonato Espanhol 24/01/2016
Griezmann lamenta chance perdida no 0 a 0 entre seu Atlético e o Sevilla

No estádio em que menos acontecem gols no Campeonato Espanhol (apenas 17 até agora), Atlético de Madri e Sevilla não saíram do 0 a 0, neste domingo, pela 21ª rodada.

O resultado, segundo 0 a 0 seguido dos alvirrubros, foi péssimo para a equipe comandada por Diego Simeone, que precisava vencer para retomar a ponta do torneio. O time até foi a 48 pontos, mas está atrás do Barcelona, que venceu o Málaga por 2 a 1 no sábado, nos critérios de desempate, já que a equipe catalã venceu o primeiro confronto direto.

Além disso, os blaugranas têm uma partida a menos, por causa da disputa do Mundial de Clubes, e podem ampliar a vantagem na próxima rodada, quando recebem justamente os madrilenhos, no Camp Nou.

Em um duelo muito equilibrado, oscolchoneros criaram as melhores chances da partida. A mais clara delas aconteceu no início da segunda etapa, quando o francês Griezmann cabeceou bonito, mas viu a bola explodir na trave do goleiro Sergio Rico.

A pressão ficou ainda maior depois que o meia Vitolo levou o segundo amarelo e foi expulso, deixando o clube da Andaluzia com um a menos no Vicente Calderón.

EFE/KIKO HUESCA

Atletico de Madri Sevilla Campeonato Espanhol 24/01/2016
Partida foi marcada pelo equilíbrio no Calderón

O Atlético partiu para cima de vez e só não abriu o placar aos 32 porque Rico fez defesa espetacular em chute rasteiro de Ferreira Carrasco.

Pouco depois, o arqueiro ainda apareceu bem de novo, em batida de fora da área feita por Gabi.

Para o Sevilla, por sua vez, o resultado não foi ruim. O time foi a 33 pontos e em 7º lugar, disputando uma vaga na Liga Europa com Celta de Vigo (34 pontos) e Eibar (33).

Na próxima rodada, o Atlético de Madri encara o Barça, fora de casa, no sábado (30), às 12h (horário de Brasília). No mesmo dia, às 9h, o time andaluz recebe o Levante.

Antes, porém, os colchoneros entram em campo na quarta-feira, às 17h30, contra o Celta de Vigo, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Rei.

Napoli responde pressão da Juve e faz 4 na Samp; Inter sofre gol de Lasagna e tropeça.

622 20d50619 74bf 31cc ae8d 2fb4142d6334
Veja os melhores momentos da vitória do Napoli sobre a Sampdoria por 4 a 2 

O Napoli resiste. Pressionado diante de uma inspirada Juventus, que soma 13 triunfos seguidos na Itália, a equipe do sul do país se mantém firme na liderança do Campeonato Italiano. Na tarde deste domingo, Gonzalo Higuaín novamente balançou as redes, e o time comandado por Maurizio Sarri derrotou a Sampdoria pelo placar de 4 a 2, no Luigi Ferraris, em Gênova, e se sustentou na ponta.

Independente de qualquer resultado nesta 21ª rodada da Série A, o Napoli permanece na liderança. Com 47 pontos, a equipe agora pressiona a Juventus, que precisa vencer o duro duelo com a Roma ainda neste domingo, a partir das 17h45 (de Brasília), para chegar aos 45 e novamente se aproximar da disputa pela primeira colocação na liga.

Prejudicado pela expulsão de Mattia Cassani logo no início da segunda etapa e derrotado pela terceira vez consecutiva no Italiano, a Sampdoria segue na parte baixa da tabela. Depois de 21 jogos, o clube de Gênova soma 23 pontos, seis a mais do que o Carpi, o primeiro time na zona de rebaixamento.

Mesmo fora de casa, o Napoli procurou controlar o jogo desde o apito inicial. Logo aos 4min, Gonzalo Higuaín perdeu um gol inacreditável, de frente para o goleiro Viviano. Cinco minutos depois, em nova chance, o argentino não perdoou e anotou o 21º gol em 21 rodadas de competição.

A vantagem soltou ainda mais o líder do Campeonato Italiano. Aos 18min, Barreto fez pênalti em Albiol e deu a chance para Lorenzo Insgine, de pênalti, anotar o segundo gol do Napoli. A partida, contudo, ficou longe de qualquer definição, já que a Sampdoria, enfim, acordou depois de sofrer mais um tento.

O presente para os donos da casa veio aos 45min. Correa recebeu cruzamento da direita e pegou de primeira para superar o experiente goleiro espanhol José Reina. A segunda etapa prometia.

GETTY IMAGES

Hamsik comemora depois de anotar um golaço
Hamsik comemora depois de anotar um golaço

A tal promessa de jogão foi cumprida. Logo aos 15min, Marek Hamsik anotou um golaço: o eslovaco driblou dois zagueiros dentro da área e finalizou no canto esquerdo de Viviano. Aos 18min, o ítalo-brasileiro Éder aproveitou cobrança de escanteio para diminuir o marcador, mesmo quando a Samp já sofria com a expulsão de Cassani, que recebeu o vermelho aos 14min.

A pressão (da Juve na Série A e da Sampdoria no jogo) durou pouco. Aos 33min, Higuaín driblou o goleiro Viviano e finalizou para fora, perdendo mais um gol inacreditável. O lance apenas previa o que estava por vir: Mertens, aos 34min, deixou Carbonero no chão e finalizou de canhota para sacramentar mais três pontos para o Napoli na tabela de classificação do Calcio.

GONZALO….HIGUAÍÍÍN

Uma das principais cenas do Campeonato Italiano é o grito da torcida do Napoli a cada gol de Gonzalo Higuaín. Mesmo de longe, o torcedor prestigiou mais uma exibição com gols do argentino.

Em 21 rodadas, o camisa 9 balançou pela 21ª vez as redes de um adversário na Série A. A média de um tento por jogo impressiona, ainda mais por se tratar de um campeonato caracterizado pela segurança defensiva das equipes.

Apesar de mais um gol, Higuaín pode deixar Gênova com um gosto amargo. O centroavante perdeu dois gols – um deles inacreditável, após driblar o goleiro. A conta seria ainda maior…

622 3997c198 d008 3cf6 997d 4247806436e2
INACREDITÁVEL! Higuaín perde dois gols feitos contra a Sampdoria no italiano

HOMENAGEM AO AMIGO

Mertens, depois de anotar um golaço, se mostrou solidário ao companheiro de time Nathaniel Chalobah.

O inglês, que não entrou em campo, desfalcou o Napoli na última semana por um dos motivos mais tristes para um ser-humano: a morte da mãe.

Neste domingo, no retorno ao elenco, Chalobah ganhou um abraço de Mertens, depois de o belga definir a vitória do Napoli com o quarto gol diante da Sampdoria.

LASAGNA INDIGESTA

622 f29d9d19 099d 3ac3 9553 331d7827b4e6
Veja os gols do empate entre Internazionale e Carpi por 1 a 1 pelo Campeonato Italiano

Rodrigo Palacio abriu o placar aos 39min para a Inter, que controlou o jogo até o final. A equipe de Roberto Mancini parecia ainda mais próxima da vitória aos 38min da etapa final, quando Lorenzo Pasciuti recebeu o cartão vermelho.A Internazionale tropeçou pelo terceiro duelo consecutivo no Campeonato Italiano. O reencontro com os três pontos parecia destinado a acontecer, mas Kevin Lasagna tratou de tornar o domingo indigesto para o torcedor interista: empate por 1 a 1 do Carpi, em pleno Giuseppe Meazza.

Mas, aos 47min da etapa final, Lasagna empatou. A massa saiu fora do ponto para o torcedor da Inter neste domingo.

PRÓXIMO DESAFIO

Depois de sustentar a liderança de forma categórica, o Napoli retorna a campo pelo Campeonato Italiano somente no próximo domingo. A partir das 12h (de Brasília), o líder do Calcio recebe o Empoli, no San Paolo. A Sampdoria tentará a reação na competição na mesma data e horário contra o Bologna, fora de casa.

Já a Internazionale, em uma fase irregular na Itália, terá uma semana complicada. Na quarta-feira, a equipe encara a Juventus no primeiro duelo semifinal da Copa Itália. Domingo, por outro lado, é dia do duelo mais esperado da temporada: dérbi contra o Milan, a partir das 17h45.

OUTROS RESULTADOS DESTE DOMINGO

Lazio 4 x 1 Chievo
Palermo 4 x 1 Udinese
Sassuolo 0 x 2 Bologna
Verona 1 x 1 Genoa.

Com Love na arquibancada, Monaco atropela Toulouse e volta à vice-liderança.

GETTY IMAGES

Monaco não deu chances para o Toulouse
Monaco não deu chances para o Toulouse

Com a presença na arquibancada do atacante Vágner Love, reforço comprado no Corinthians, o Monaco não tomou conhecimento do Toulouse e venceu por 4 a 0.  A partida foi disputada no Estádio estádio Louis II e foi válida pela 23 ª rodada do Campeonato Francês.

O resultado fez o time comandado por volta ao segundo lugar e chegar aos 39 pontos, abriu três em relação ao Nice (3º), mas tem 21 pontos a menos do que o líder Paris Saint Germain. Os visitantes estão na zona de rebaixamento na penúltima colocação (19ª) com 20.

O Tolouse começou melhor na partida e buscaram abrir o placar. Os donos da casa, porém, aos poucos foram dominando as ações ofensivas.

O ímpeto deu resultado e o primeiro gol saiu aos 28 minutos com Bernardo Silva, que recebeu passe de Traoré, antes de balançar as redes.

REPRODUÇÃO INTERNET

Vágner Love foi aoa estádio ver a partida
Vágner Love foi aoa estádio ver a partida

O português Fábio Coentrão, ex-Real Madrid, ampliou o marcador aos 36 minutos. Ele aproveitou a bola rebatida na trave para cabecear e estufar as redes

O Tolouse ainda desperdiçou uma boa oportunidade de diminuir a vantagem do adversário. Subasic pegou uma penalidade cobrada por Ben Yedder. Isso esfriou o ânimo dos visitantes e o Monaco aproveiou para costruir a goleada.

Carrillo marcou em uma jogada ensaiada de falta, aos 25 minutos. Após bom passe da direita de Bernardo Silva, ele teve o trabalho apenas de empurrar para as redes. No final do jogo ainda deu tempo para sair o quarto gol com Helder Costa, aos 45 minutos.

O Tolouse voltá a campo contra o Paris-Sanit Germain pela Copa da Liga no Estádio Parque dos Principes na quarta-feira, às 18h. O Monaco visitará o Angers no Estádio Jean Bouin, no sábado, às 14h.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta