Bahia goleia o Tupi na Fonte Nova e segue na caça ao G-4 da Série B; confira os detalhes do triunfo tricolor.

Do Zigzagdoesporte.com.br por Agência Gazeta Press.

622 737de7eb dde2 3737 88bd 386c1263e46e
Lance do gol de Wesley Natã na  vitória do Bahia sobre o Tupi por 4 a 0.

O Bahia recebeu o Tupi neste domingo, na Arena Fonte Nova, e mostrou que está vivo na briga pelo acesso para a primeira divisão. Em jogo válido pela 30ª rodada da Série B, o Bahia não deu chances à equipe mineira e goleou pelo placar de 4 a 0.

Com o resultado, o Bahia chegou à sexta colocação, com 46 pontos, e aparece a apenas dois do Avaí, primeira equipe dentro do G-4. Já o Tupi se manteve na 18ª posição, com 26 pontos, e se mostra cada vez mais ameaçado pelo rebaixamento.

Melhor mandante da Série B, o Bahia volta à Fonte Nova na próxima sexta-feira, às 21h30(de Brasília), desta vez para medir forças com o Brasil de Pelotas. Já o Tupi entra em campo apenas no sábado, às 21h(de Brasília), visitando o Avaí, na Ressacada.

O jogo

O Bahia começou a partida com muita força ofensiva. Com isso, praticamente decidiu o jogo em 20 minutos.

O Bahia fez seu primeiro gol aos 11 minutos. Hernane ajeitou a bola para Renato Cajá próximo à entrada da área e o meia chutou forte de perna direita para acertar o cantinho e abrir o placar para os mandantes.

Após o gol, o Bahia seguiu com muita força ofensiva e perdeu uma grande chance com Hernane, aos 14 minutos, em chute de dentro da área. A oportunidade, no entanto, não fez falta, já que o time ampliou logo na sequência. Aos 17 minutos, Edigar Junio acertou cruzamento na medida para Wesley Natã, que só teve o trabalho de completar de cabeça para fazer o segundo dos mandantes.

O terceiro gol ocorreu logo na sequência. Aos 19 minutos, Juninho cobrou falta de muito longe, a bola desviou em Gabriel Santos e pegou ainda mais velocidade. Com isso, o goleiro Rafael Santos não conseguiu realizar a defesa e o chute estufou a rede para ampliar ainda mais a vantagem do Bahia.

Após abrir grande vantagem, o Bahia diminuiu o ritmo. Com isso, o Tupi conseguiu criar uma chance de perigo. Aos 31 minutos, Pedrinho arriscou de fora da área e obrigou Muriel a cair para realizar a defesa.

Antes do intervalo, o Bahia ainda teve uma boa chance para fazer o quarto, em chute de Juninho que saiu raspando a trave, aos 41 minutos. A bola, no entanto, foi para fora e o duelo se encerrou no primeiro tempo com vantagem de 3 a 0 para os mandantes.

Tranquilo após construir grande vantagem, o Bahia voltou para a segunda etapa com menos força ofensiva. Com isso, o Tupi aproveitou para criar chances de ataque. Aos 17 minutos, Giancarlo aproveitou um vacilo da defesa e apareceu cara a cara com Muriel. O atacante da equipe mineira finalizou, mas o goleiro realizou uma grande defesa para evitar o gol.

Nos minutos seguintes, a equipe mineira chegou com perigo mais duas vezes. Na primeira, aos 18, Giancarlo cabeceou dentro da área e mandou com perigo por cima do gol. Logo na sequência, aos 19, foi a vez de Bruno Costa finalizar de longa distância e mandar ao lado da trave.

Apesar da pressão do Tupi, foi o Bahia que novamente chegou ao gol. Aos 24 minutos, Régis aproveitou cruzamento de Tinga, cortou a marcação e finalizou no canto para fazer o quarto.

O gol jogou um balde de água fria no Tupi, que diminuiu a pressão em busca do gol. Com isso, os minutos finais foram repletos de substituições e de um grande controle de jogo do Bahia.

Vendo a partida definida, o juiz aproveitou os 46 minutos do segundo tempo e apontou o centro de campo para dar o apito final ao jogo, decretando a grande goleada do Bahia.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 4 X 0 TUPI

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 09 de outubro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Marcione Mardonio da Silva Ribeiro (CE) e Armando Lopes de Sousa (CE)
Público: 17.075 torcedores
Renda: R$ 271.450,50
Cartões Amarelos: Gabriel Santos e Marcel (Tupi)
Cartões Vermelhos: Nenhum
GOLS: BAHIA – Renato Cajá, aos 11, Wesley Natã, aos 17, e Juninho aos 19 minutos do primeiro tempo; Régis, aos 24 minutos do segundo tempo

BAHIA: Muriel; Eduardo, Tiago, Jackson e Tinga; Luiz Antônio, Juninho(Feijão) e Renato Cajá (Régis); Wesley Natã(Victor Rangel), Edigar Junio e Hernane. Técnico:Guto Ferreira

TUPI: Rafael Santos; Henrique, Gabriel Santos, Thiago Sales e Bruno Costa; Renan Teixeira, Pedrinho(Marcos Serrato), Marcel e Hiroshi(Giancarlo); Jonathan(Thiago Espíndula) e Ygor. Técnico: Ricardinho

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta