Alemão terá que sair em último na largada do GP da Malásia
Alemão terá que sair em último na largada do GP da Malásia

O treino classificatório para o Grande Prêmio da Malásia, 15ª etapa da temporada 2017 de Fórmula 1, realizado na manhã deste sábado, no circuito de Sepang, em Kuala Lampur, foi muito favorável ao líder do campeonato, Lewis Hamilton. Além de garantir a 70ª pole position da carreira (1min30s076), o inglês viu Sebastian Vettel ter problemas no motor, abandonar no Q1 e ter, agora, que largar na última posição. Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi o segundo (1min30s121), seguido pelo aniversariante do dia, Max Verstappen, da Red Bull (1min30s541).

Desta forma, Hamilton passou a ser o piloto com o maior número de pole positions da história da categoria. Além desta marca, o tempo feito por ele é o novo recorde extraoficial do local. Esta é a quinta pole do inglês na Malásia – bem como havia sido em 2015 e 2016 -, a oitava no ano.

O sábado foi um verdadeiro pesadelo para Sebastian Vettel. O vice-líder do mundial, a 28 pontos de Hamilton, viu-se obrigado a trocar o motor após um problema durante o terceiro treino livre. No entanto, pelo pouco tempo entre as sessões para trocar a unidade, o alemão não põde sequer marcar tempo no Q! e, por isso, sairá de 20º.

Completa a segunda fila Daniel Ricciardo, também da Red Bull. Já Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton, foi apenas o quinto, logo à frente de Esteban Ocon, da Force India. O brasileiro Felipe Massa, por vez, parou na segunda parcial, tempo de 1min32s267, e largará na 11ª colocação.

  • Q1
  • Sebastian Vettel teve de trocar o motor logo após o terceiro treino livre, quando teve problemas, e foi prejudicado no classificatório. Após tentar ir à pista e retornar aos boxes reclamando de estar sem o auxílio do turbo, o alemão viu seu carro não ter força para sequer completar uma volta rápida. Desta forma, ele largará em último no GP da Malásia.

    Enquanto isso, seu maior rival na briga pelo título foi a principal surpresa em Kuala Lampur. Lewis Hamilton liderou esta parte do treino, seguido por Verstappen e seu companheiro, Valtteri Bottas. O brasileiro Felipe Massa, por vez, teve bom desempenho e acabou em quinto.

    Além de Vettel, impossibilitado de fazer uma volta rápida, Grosjean e Magnussen, ambos da Haas, e Pascal Wehrlein e Marcus Ericsson, da Sauber, não avançaram.

  • Q2
  • Assim como deram indício no período anterior, as Mercedes seguiram apresentando melhora e estiveram entre os primeiros nesta parte. Bottas foi o mais rápido, Raikkonen foi o segundo e Hamilton o terceiro – os três correram na casa de 1min30s.

    As grandes novidades foram Stoffel Vandoorne e Fernando Alonso, da McLaren, nono e décimo, respectivamente. Apesar do motor Honda contestado na temporada, ambos os pilotos conseguiram avançar em uma pista com bastante retas.

    Felipe Massa foi superado por Alonso no final da parcial e acabou eliminado, assim como seu companheiro, Lance Stroll. Além deles, Jolyon Palmer, da Renault, e Carlos Sainz e Pierre Gasly, da Toro Rosso, não prosseguiram.

  • Q3
  • Lewis Hamilton “voou” na parte mais importante do treino classificatório. Com o caminho livre após a saída de Vettel, ele conseguiu superar o finlandês Kimi Raikkonen, seu principal concorrente na briga pela pole position, e fazer o melhor tempo. Abrindo a segunda fila veio Max Verstappen, seguido pelo companheiro Daniel Ricciardo.

    Valtteri Bottas, que havia sido o mais rápido no Q2, não teve a mesma felicidade e teve de se contentar com a quinta melhor marca. Confiram abaixo como ficou o Grid de largada:

    GRID DE LARGADA DO GP DA MALASIA 2017