Resumo da 27 ª rodada no brasileirão; confiram !

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br por Agência Gazeta Press.

GAZETAPRESS

São Paulo pega o Atlético-MG nesta quarta
São Paulo pega o Atlético-MG nesta quarta

Após sair da incômoda zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o São Paulo agora visa dar o segundo passo rumo à fuga do que seria o maior vexame de sua história. A partir das 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Independência, o São Paulo enfrentará o Atlético-MG, pela 27ª rodada da competição, em confronto direto da parte de baixo da tabela, da qual busca se distanciar ainda mais.

Defendendo uma invencibilidade de quatro jogos e vindo de uma vitória a duras penas sobre o Sport, o São Paulo vive o seu momento de maior estabilidade sob o comando de Dorival Júnior. Ainda assim, o discurso cauteloso é o que impera no clube, que ocupa o 14 º lugar do torneio nacional, com 31 pontos ganhos, e que tenta se manter fora do pesadelo que é figurar entre os quatro últimos colocados.

“Demos um primeiro passo, mesmo que pequeno, para sair dessa zona. Agora temos de ter consciência de que temos de nos estabelecer na competição. É uma necessidade. Todos estão conscientes e espero que façamos um jogo superior aos demais”, garantiu o treinador.

Além de dar uma tranquilidade ainda maior no Morumbi, um triunfo em Belo Horizonte faria com que o São Paulo ultrapassasse os mineiros na tabela de classificação.

“Será um confronto muito difícil, duas equipes que praticamente estão nas mesmas condições no campeonato. É natural que um resultado positivo seria muito importante para nossa sequência, passaria uma confiança muito maior”, projetou Dorival.

O comandante, aliás, tem alguns problemas para montar a equipe. Com os compromissos em suas seleções na véspera do duelo em Minas Gerais, o peruano Cueva e o equatoriano Arboleda estão fora. Jonatan Gomez e Bruno Alves os substituirão, respectivamente.

Em compensação, Dorival conta com Rodrigo Caio, que foi convocado de última hora para compor o banco de reservas do Brasil na partida contra o Chile em São Paulo, e com o retorno do lateral esquerdo Júnior Tavares, livre de suspensão.

No Atlético-MG, apesar da fraca campanha, o clima também é de confiança. No nono lugar com 34 pontos, a equipe vem de boa vitória sobre o Atlético-PR, por 2 a 0, em plena Arena da Baixada. O objetivo, assim como o do rival, é afugentar o fantasma do rebaixamento. O embate marca a estreia de Oswaldo de Oliveira no Horto e o primeiro encontro com a torcida, para a qual o treinador fez um apelo.

“É um desafio, mas não é só para mim. É um desafio para o time e para a torcida também. A nossa torcida tem que entender que ela tem que jogar 90 minutos do nosso lado. Nós passamos por momentos de erros. Ela tem que ter a humildade de entender que o Atlético está se reestruturando. Temos que ter essa consciência, porque se a torcida começar a pegar no pé e começar a vaiar, vai passar para o lado do adversário”, alertou o treinador.

Assim como o colega Dorival, Oswaldo tem de lidar com desfalques. O zagueiro Leonardo Silva, lesionado, e o volante Elias, suspenso, serão substituídos por Felipe Santana e Roger Bernardo, respectivamente. O treinador ainda espera contar com Marcos Rocha, recém-recuperado de um estiramento no joelho. Se ele não reunir condições de jogo, Alex Silva será o titular.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de outubro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Labes (ambos de SC)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Alex Silva), Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Roger Bernardo; Cazares, Robinho e Valdívia; Fred. Técnico:Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros; Marcos Guilherme, Jonatan Gomez, Hernanes e Lucas Fernandes; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

 

Tempo para treinar atrapalha? Corinthians de Carille tem a 4 ª chance para provar que não.

GAZETA PRESS
Corinthians teve tempo livre para retomar a boa fase
Corinthians teve tempo livre para retomar a boa fase

Em meio à desgastante sequência de jogos e viagens, todos os técnicos e jogadores de futebol sonham com um tempo a mais para descansar e treinar a equipe.Para o Corinthians, porém, isso tem sido um pesadelo.

Nas últimas três vezes que o time de Fábio Carille teve a semana livre, sem jogos, foram duas derrotas e um empate.

O tempo livre deu justamente o pontapé inicial à sequência ruim da equipe no segundo turno do Brasileirão. Por conta do adiamento do jogo diante da Chapecoense, a equipe alvinegra ficou duas semanas sem jogar após vencer o Sport e fechar a primeira parte da competição invicta, em uma campanha história.

No retorno, porém, uma derrota surpreendente por 1 a 0 para o Vitória dentro de casa, que acabou com a invencibilidade do time no torneio.

Depois, o Corinthians voltou a ter uma semana livre antes do clássico contra o Santos – que também teve a semana livre, é verdade. O descanso, porém, não valeu de nada: nova derrota, desta vez por 2 a 0 na Vila Belmiro.

A última chance foi contra o Cruzeiro, que inclusive vinha de um jogo desgastante diante do Flamengo, que deu aos mineiros o título da Copa do Brasil. O resultado até foi melhor, mas continuou sem ser positivo: empate por 1 a 1 no Mineirão.

O curioso é que boa parte dos números alvinegros melhoram após uma semana livre. O time tem mais posse de bola, troca e acerta mais passes e até finaliza mais vezes. O problema tem sido mesmo fazer os gols.

Bem verdade que tudo isso coincide e até se confunde com a queda de rendimento geral do time em campo.

Afinal de contas, no começo do torneio, o Corinthians teve outros três jogos após uma semana só de treinos. E venceu os três, contra Vitória, Atlético-GO e Santos – dois deles, portanto, até com os mesmos rivais da segunda sequência.

Diante do Coritiba, em casa, às 21h (de Brasília) desta quarta, o Corinthians tem mais uma chance para provar que o descanso ajuda.

Mas, de qualquer jeito, – e para tristeza dos jogadores -, o time também volta a enfrentar uma sequência dura de 4 jogos em apenas 11 dias – contado o duelo contra o Coritiba.

  • Ficha técnica

CORINTHIANS X CORITIBA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 11 de outubro 2017, quarta-feira
Horário: 21h(de Brasília)
Árbitro:  Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes:  Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique (Balbuena), Pablo e Guilherme Arana; Camacho e Maycon; Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Jadson; Kazim (Jô). Técnico: Fábio Carille

CORITIBA: Wilson; Léo, Cleber Reis, Werley e Carleto; João Paulo (Edinho), Alan Santos, Matheus Galdezani e Tiago Real; Rildo e Henrique Almeida. Técnico: Marcelo Oliveira.

Grêmio e Cruzeiro se enfrentam para seguir na busca do líder.

GIAZI CAVALCANTE/CÓDIGO19/GAZETA PRESS

Cruzeiro e Grêmio empataram em 3 a 3 na oitava rodada do primeiro turno
Cruzeiro e Grêmio empataram em 3 a 3 na oitava rodada do primeiro turno

 

Na noite desta quarta-feira, o Grêmio tenta emplacar a segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, algo que não acontece desde agosto quando venceu o Atlético-GO e o Atlético-MG. Para isso, o time tricolor terá que vencer o duelo contra o embalado Cruzeiro na Arena. A raposa está invicta há sete jogos no torneio e apenas dois pontos separam os dois times na tabela.

As duas equipes já se enfrentaram em outras quatro oportunidades em 2017. A vantagem até o momento é dos mineiros que possuem duas vitórias (Copa do Brasil e Primeira Liga), um empate (Campeonato Brasileiro) e uma derrota (Copa do Brasil).

Para o duelo desta quarta-feira, o técnico Renato Portaluppi deve ter os retornos de Lucas Barrios, Edílson e Fernandinho. Os três foram ausências da última partida devido a lesões. Contudo, o Grêmio ainda não vai contar com o meia-atacante Luan e o meia Ramiro, que seguem se recuperando de problemas musculares.

Além deles, o volante Michel é outro desfalque. O jogador passou por uma cirurgia e deve ficar 30 dias afastado dos gramados. Desta forma, Arthur e Jailson devem formar a dupla de volantes. No meio de campo, os garotos Patrick e Everton se juntam a Fernandinho.

O torcedor gremista não guarda boas recordações em relação ao Cruzeiro, pois foi eliminado nos pênaltis pelo clube mineiro nas semifinais da Copa do Brasil. Porém, o zagueiro Walter Kannemann destacou que a eliminação é passado.

“A Copa do Brasil já passou. Eles foram campeões com justiça. Parabéns para eles, mas agora é Campeonato Brasileiro. Os dois times querem ganhar para tentar perseguir o Corinthians, que está muito longe, e tentar alcançar eles. Se não der, ficar o mais em cima que podemos ficar na tabela”, afirmou.

Se o Grêmio comemora o retorno de vários titulares, o Cruzeiro lamenta não poder contar com várias peças importantes. O primeiro desfalque fica por conta do goleiro Fábio, que voltou aos treino nesta segunda-feira devido a problemas particulares. Outra ausência sentida é a da dupla titular da equipe mineira: Léo e Murilo. Ambos apresentam problemas musculares.

E não é só dentro de campo que o time mineiro está desfalcado. Se recuperando de um procedimento em sua pele. o técnico Mano Menezes será substituído pelo auxiliar técnico Sidnei Lobo.

Apesar dos problemas, os atletas do Cruzeiro esperam aumentar a sequência de 12 jogos de invencibilidade e buscam ultrapassar os rivais gaúchos na tabela de classificação, mesmo que momentaneamente já que a equipe celeste possui um jogo a mais.

Com a possibilidade de subir para a segunda colocação na tabela, o volante Hudson não descarta uma possível perseguição ao Corinthians neste reta final de competição.

“No futebol a gente é colocado à prova todo dia. E já tomamos ciência que quanto melhor colocados terminarmos o Brasileiro seremos premiados e vamos provar nossa qualidade. O Corinthians está longe, mas futebol é imprevisível. A gente tem a chance de passar o Grêmio, ainda que com um jogo a mais, e podemos fazer isso”, declarou.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO X CRUZEIRO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 11 de outubro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo – DF
Assistentes: José Reinaldo Nascimento Junior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Arthur, Fernandinho, Patrick e Everton; Lucas Barrios. Técnico:Renato Portaluppi

CRUZEIRO: Rafael, Ezequiel, Manoel, Digão e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Rafinha, Thiago Neves e Alisson; Rafael Sobis. Técnico: Sidnei Lobo.

Vasco visita Avaí para se distanciar da zona de rebaixamento.

GAZETAPRESS

Nenê deverá ser titular do Vasco no jogo contra o Avaí
Nenê deverá ser titular do Vasco no jogo contra o Avaí
Um confronto direto entre dois times ameaçados pelo fantasma do rebaixamento. Assim será o encontro entre Avaí e Vasco, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h45(de Brasília), no Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC), pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time cruz-maltino tem 33 pontos e está na décima posição, apenas três acima da equipe catarinense, que está na zona de degola.

Zé Ricardo, técnico do Vasco, orientou seus jogadores a não levarem em consideração a posição do Avaí na tabela de classificação. Isso porque, mesmo vindo de derrota, o Leão é dono de uma das melhores campanhas do segundo turno e está em uma crescente.

“O Avaí cresceu muita na competição, parece ter se acertado. A derrota na rodada passada pode ter sido um acidente, pois o time vinha em recuperação e é complicado se manter em alto nível em uma competição como essa. Nós sabemos que vamos encontrar dificuldades e procuramos trabalhar muito ao longo deste período para encontrarmos a melhor fórmula para derrotarmos esse adversário”, comentou o zagueiro Anderson Martins.

Durante a paralisação do Campeonato Brasileiro por conta das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia, o treinador vascaíno mostrou a seus jogadores que algumas vitórias podem tornar até mesmo a Libertadores possível. Porém, o foco é primeiro assegurar a permanência na Primeira Divisão. Independentemente do objetivo, a ordem é sempre pensar jogo a jogo.

“Temos consciência do que podemos fazer na competição e por isso mesmo estamos trabalhando para ganhar todos os jogos que teremos pela frente. Mas o ideal neste momento não é fazer contas e sim pensar no jogo a jogo, analisando cada adversário e olhando a melhor maneira de ganhar. O Vasco tem condições de enfrentar qualquer adversário de igual para igual e é assim que temos que pensar”, disse o meia Nenê.

Em termos de escalação, o Vasco não poderá contar com o zagueiro Breno, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Assim, Paulão deve ganhar uma chance e formar dupla com Anderson Martins. O volante Andrey, revelado nas categorias de base, também terá uma oportunidade por vir impressionando nos treinos. Assim, Wellington ou Jean irão deixar a equipe. O goleiro Martín Silva, recuperado de uma lombalgia, e o meia Wágner, livre de dores na perna esquerda, confirmaram escalação. O atacante Luis Fabiano, recuperado de uma artroscopia no joelho direito, tem chance de ser relacionado, mas para iniciar o choque no banco de reservas.

Pelo lado do Avaí, o técnico Claudinei Oliveira pediu a seus comandados uma atitude vencedora.

“Vamos jogar em casa, diante de nossa torcida, contra um adversário que está próximo da nossa pontuação e que não podemos deixar que vença. Isso tudo exige de nós uma postura muito vitoriosa, de quem tem personalidade e precisa se impor. Tenho convicção de que podemos deixar o gramado com os três pontos se mostrarmos essa postura e atuarmos como quem sabe que tem condições de atingir todos os seus objetivos no Campeonato Brasileiro”, disse Claudinei.

O treinador do Avaí não quis valorizar muito em termos de escalação e por isso mesmo mostrou nas últimas atividades da semana que pretende repetir a escalação que foi derrotada pelo Atlético-GO, já que não tem problemas de lesão ou de suspensão.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e naquela ocasião os vascaínos levaram a melhor, ganhando por 1 a 0, com um gol de Yago Pikachu. O jogo ficou marcado por um apagão no sistema de luz e por tumultos na arquibancada entre os próprios torcedores vascaínos. Na época, surgiram rumores de que as confusões tinham finalidade eleitoreira. Em novembro o clube vai definir o presidente para o próximo triênio.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ-SC X VASCO-RJ

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 11 de outubro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)

AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Judson, Simião e Pedro Castro; Juan, Joel e Júnior Dutra. Técnico: Claudinei Oliveira

VASCO: Martín Silva, Madson, Paulão, Anderson Martins e Ramon; Wellington (Jean), Andrey, Mateus Vital, Wágner e Nenê; Andrés Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

 

 

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta