John Kleber é sensação da Ponte Preta no sub-17
John Kleber é sensação da Ponte Preta no sub-17

John Kleber tem apenas 17 anos. Mas já é uma das sensações do futebol do interior de São Paulo na atual temporada. O menino virou a principal promessa da base da Ponte Preta, soma 28 gols em 25 jogos no Paulistão Sub-17 desse ano, tem multa rescisória de R$ 16 milhões, patrocínio da Puma e já chamou a atenção de ninguém menos que Mino Raiola, super agente do sueco Ibrahimovic.

Segundo apurou a reportagem, o italiano entrou em contato com representantes do centroavante por meio de um intermediário no Brasil, país onde possui muitos parceiros. Chamou a atenção do empresário não apenas a facilidade em fazer gols, mas também o porte atlético: com 1,93 m de altura, John Kleber se assemelha muito ao próprio Ibrahimovic fisicamente.

“Ele é muito forte e alto, tem 1,93m e sabe se posicionar muito bem. O que mais impressiona nele é que sabe os lugares que precisa estar para pegar a sobra ou cabecear mesmo com tão pouca idade.  Além de fazer a maioria dos gols de cabeça por causa da altura, ele sabe jogar bem com os pés. Apesar de ser destro, finaliza com as duas pernas sem problema”, disse o empresário Junior Pedroso, que agencia o atleta.

O menino já tem tratamento de promessa, com sete pessoas trabalhando ao seu redor.

“Temos um staff da empresa que cuida dele. O mesmo tratamento que damos para o Lucas Moura (PSG), Gabigol (Benfica), ele também tem. São sete pessoas que trabalham para ele só na parte de comunicado. Temos o pessoal que cuida das mídias sociais dele também, e assessoria de imprensa e o coaching. O trabalho é o mesmo que fazemos com os outros jogadores que temos”, continuou Pedroso.

Natural de Campo Mourão, no Paraná, John atuou na Portuguesa Santista e Inter de Limeira antes de chegar à Ponte Preta, há três anos, quando veio por convite de um observador técnico. “É um garoto introvertido. Ele é bastante religioso e estudioso. Leva muito a serio a escola e não abre mão disso. Hoje, está namorando uma menina de Jaguariúna.  A vida é escola, treinos, igreja e namorada”, contou seu empresário.

Conforme verificou a reportagem, o atleta também já foi procurado por um grande clube paulista, mas a ideia é que possa estrear no profissional da Ponte antes de qualquer coisa. Seu contrato atual vai até junho de 2020, e se algum clube quiser tirá-lo de Campinas tem que pagar R$ 16 milhões de multa, pelo menos. “Ele é muito grato ao clube e gosta demais da equipe. Ele dá muito valor por tudo que está acontecendo na vida dele. Isso tem muito valor para ele, jogar pela Ponte”, finalizou Pedroso.