Lewis Hamilton domina o GP do Japão para vencer pela quarta vez consecutiva; confira o resultado final .

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto da redação.

Esta marcou a quarta vitória consecutiva de Hamilton, e a sexta nas últimas sete etapas.

Lewis Hamilton aumentou sua vantagem no campeonato da Fórmula 1 com uma vitória enfática no GP do Japão, enquanto as esperanças de título de Sebastian Vettel foram drasticamente reduzidas.

Hamilton completou um fim de semana dominante com uma vitória tranquila em condições ensolaradas e quentes em Suzuka, liderando seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, para terminar com uma dobradinha.

Esta marcou a quarta vitória consecutiva de Hamilton, e a sexta nas últimas sete etapas.

Isto fez com que sua vantagem na disputa pelo título sobre Vettel aumentasse para 67 pontos, enquanto o piloto da Ferrari bateu com Max Verstappen e terminou somente em sexto.

Vettel subiu da oitava para a quinta posição na primeira volta, passando ambas as Toro Rosso e Romain Grosjean, e subiu para quarto quando Verstappen forçou Kimi Raikkonen a abrir sua trajetória na chicane.

Verstappen recebeu uma punição de cinco segundos por aquele incidente, e ficou sob pressão de Vettel depois de um período de Safety Car, que foi causado por detritos que foram deixados na pista por um contato entre Kevin Magnussen e Charles Leclerc.

Vettel pulou para cima de Verstappen na relargada e mergulhou na Curva ‘Spoon’, resultando num contato entre os dois pilotos. Vetel rodou para a área de escape e entrou no fim do pelotão, enquanto Verstapen manteve a terceira posição; os comissários investigaram o incidente, mas decidiram que nenhuma punição era necessária.

Verstappen segurou a terceira posição e usou seus pneus macios pós-parada para chegar em Bottas, que conseguiu reconstruir uma vantagem de dois segundos, apenas para escapar na chicane.

Isto fez com que Verstappen se aproximasse de Bottas novamente, mas o finlandês ficou à frente para assegurar uma segunda dobradinha em apenas sete dias para a Mercedes.

Verstappen terminou no pódio pelo terceiro ano consecutivo no Japão, enquanto seu companheiro na Red Bull, Daniel Ricciardo, conseguiu escalar o pelotão rapidamente para terminar em quarto depois de partir de 15º no grid.

Raikkonen, tendo quase sido jogado para fora da pista por Verstappen, acabou ficando atrás de Ricciardo após a rodada de pit-stops e então ficou na quinta posição, mais de meio minuto atrás de Ricciardo, e muito à frente de seu companheiro Vettel.

As aspirações de Vettel pelo título estão agora por um fio, e ele precisa evitar que sua desvantagem de 67 pontos suba para 75 na próxima etapa nos Estados Unidos, senão Hamilton será coroado campeão.

Romain Grosjean inicialmente liderou a batalha do pelotão intermediária, como ele fez na qualificação, tendo permanecido por pouco à frente da briga entre Sergio Perez e Leclerc quando ele saiu dos boxes. Mas Perez conseguiu achar um espaço por fora do seu rival na chicane para subir para sétimo e ficar como o melhor dos “outros” pela Force India.

Grosjean permaneceu à frente da outra Force India de Esteban Ocon para conquistar a oitava posição, enquanto a sexta e a sétima posições da Toro Rosso no grid não resultado em nenhum ponto.

Pierre Gasly acabou caindo fora da zona de pontuação quando Carlos Sainz Jr. o ultrapassou a três voltas do final.

Brendon Hartley, enquanto isso, perdeu terreno na primeira volta e terminou na 13ª posição, marcando uma conclusão desapontadora para um fim de semana encorajador para a fabricante de motores Honda, que correu em casa.

A dupla da Toro Rosso foi separada por Marcus Ericsson, que conseguiu escalar e terminar em 12º, tendo mais cedo acertado seu companheiro Leclerc na relargada.

A saga miserável da McLaren continuou com Fernando Alonso penalizado por cortar a chicane na primeira volta, depois de um acidente com Lance Stroll, pelo qual o canadense também foi punido.

Alonso terminou em 14º, na frente do seu companheiro de equipe Stoffel Vandoorne, enquanto Stroll caiu para 17º, atrás do seu companheiro na Williams, Sergey Sirotkin.

O dia de Leclerc terminou mais cedo quando “algo quebrou” quando ele fazia a Degner 1 na volta 40 e foi para a brita, antes de encostar seu carro um pouco mais para frente.

Nico Hulkenberg nunca esteve na briga pelos pontos e encerrou seu fim de semana quando parou por conta de um problema na traseira da sua Renault R.S.18.

Magnussen foi outro que abandonou por conta do incidente com Leclerc que lhe deixou com um furo no pneu.

A próxima etapa da temporada 2018 de Fórmula 1 será no Circuito das Américas, em Austin, nos Estados Unidos, entre os dias 19 e 21 de outubro.

 

Confira o resultado do GP do Japão:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)
2) Valtteri Bottas (Mercedes)
3) Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer)
4) Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer)
5) Kimi Räikkönen (Ferrari)
6) Sebastian Vettel (Ferrari)
7) Sergio Pérez (Force India/Mercedes)
8) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)
9) Esteban Ocon (Force India/Mercedes)
10) Carlos Sainz (Renault)
11) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda)
12) Marcus Ericsson (Sauber/Ferrari)
13) Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda)
14) Fernando Alonso (McLaren/Renault)
15) S.Vandoorne (McLaren/Renault)
16) Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes)
17) Lance Stroll (Williams/Mercedes)
OUT) Charles Leclerc (Sauber/Ferrari)
OUT) Nico Hülkenberg (Renault)
OUT) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari).

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta