Quem é Anthony Smith, o ‘desconhecido’ que desafia Jon Jones e pode ser campeão do UFC

Do Zigzagdoesporte.com.br por espn.com.br

Smith (31v/13d) vai enfrentar Jon Jones (23v/1d), o lutador mais dominante da história do UFC, neste final de semana. Em Las Vegas, o confronto vale o título dos meio-pesados. Entre os apostadores, Bones é tido como o grande favorito, com uma cotação de 12 para 1.

“Quem é Anthony Smith? Ele tem alguma chance?”

Essa é uma das perguntas mais comuns do UFC 235.

Smith (31v/13d) vai enfrentar Jon Jones (23v/1d), o lutador mais dominante da história do UFC, neste final de semana. Em Las Vegas, o confronto vale o título dos meio-pesados. Entre os apostadores, Bones é tido como o grande favorito, com uma cotação de 12 para 1.

Smith, que mora em Omaha, Nebraska, precisou de mais de uma década de trabalho duro para chegar onde está – mas, de certa forma, ele surgiu do nada. O lutador completa um ano ser perder no domingo e compete na categoria de meio-pesados há apenas nove meses.

Afinal, quem é esse desafiante ao título? E será que ele realmente tem alguma chance contra um dos maiores lutadores de todos os tempos? A ESPN norte-americana foi direto na fonte para encontrar estas respostas: família, amigos, equipe de luta e outros que viveram a jornada de Anthony Smith falaram sobre o adversário de Jon Jones. O confronto acontece sábado à noite, em Las Vegas.

 

Jon Jones e Anthony Smith posam para fotos durante o media day do UFC 235.

Anthony Smith em evento aberto ao público do UFC 235, no MGM Grand Hotel & Casino Chris Unger/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Dixie Tonacchio, mãe de Smith

Eu me separei do pai do Anthony quando ele tinha apenas quatro anos, e ele achou que era o trabalho dele cuidar de mim e da minha irmã. O pai dele tinha problemas com álcool e drogas, e eu tive que deixá-lo. Anthony foi o homem da casa e ele fez isso com o coração. Quando era nós três sozinhos, ele sempre dizia: “Está tudo bem, mamãe. Está tudo bem, mamãe. Eu vou cuidar de você”.

Meus pais foram morar com a gente, então eu pude continuar trabalhando, e Anthony construiu uma relação muito forte com o meu pai. Meu pai era velha guarda e ensinou ao meu filho como ele achava que um homem deveria ser. Anthony estava bem até o meu pai falecer. Ele foi diagnosticado com câncer na garganta e morreu seis meses depois. Isso deu para a gente muito pouco tempo para entender que ele não estaria mais com a gente.

Aos 16, Anthony teve que me ajudar a cuidar do meu pai, só assim ele poderia morrer em casa. Meu pai era alto e eu não conseguiria manejá-lo sozinho. Anthony teria que me ajudar a cuidar dele fisicamente, e eu não percebi naquela época o quão devastador foi para ele. Ele era apenas um jovem, perdendo o avô, e foi um tempo horrível.

Após a morte do avô dele, começou um período muito complicado. Eu estava preocupada com ele. Eu não sabia o que se passava com ele, e estávamos todos lidando com a perda.

Jon Jones e Anthony Smith posam para fotos durante o media day do UFC 235, na T-Mobile Arena Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Deputado Brian Briley, escritório do xerife de Otoe County (Nebraska)

Anthony estava em sua adolescência quando nos vimos pela primeira vez. Ele tinha um problema de bebiba quando ele era mais jovem. Ele bebia muito, e era a todo momento. Eu acho que o Anthony segue sendo o menor com mais detenções em Otoe County. Ele é um dos poucos que acabou mesmo indo para a cadeia por conta disso.

O que posso dizer sobre Anthony é que ele sempre dominou o que estava fazendo, durante minhas interações com ele. Ele sabia das consequências. Ocasionalmente ele se envolvia em agressões físicas, o que me parecia ser problema do álcool. E eu soube de alguns policiais locais em Nebraska que ele fugia deles, mas eu nunca tive esse problema com ele.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta