Athletico devolve resultado ao Grêmio, vence nos pênaltis e vai à final da Copa do Brasil.

Spread the love

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto da redação.

Equipe paranaense superou a gaúcha por 2 a 0 no tempo normal e depois voltou a vencer nas penalidades graças à defesa de Santos na última cobrança.

Foto: edayFM.

Na última cobrança, Pepê parou em Santos, que colocou o time da casa na final da Copa do Brasil pela segunda vez na história.

O Athletico-PR é o primeiro finalista da Copa do Brasil. Jogando em Curitiba, a equipe venceu o Grêmio por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (4), mesmo placar conquistado pelos gaúchos no jogo de ida, e se classificou após vitória nos pênaltis por 5 a 4.

A equipe espera agora o vencedor do duelo entre Internacional e Cruzeiro para conhecer o seu adversário na final do torneio. Na ida, em Minas Gerais, os gaúchos venceram por 1 a 0.

O jogo

Precisando de pelo menos dois gols para ter alguma chance de se classificar apra a final, o time da casa contou com o apoio da torcida para partir para cima. A situação quase se complicou ainda no início, quando o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães recorreu ao VAR para analisar possível pênalti para o Grêmio após a bola bater no braço de Wellington.

Como ele não viu a infração, o Athletico se animou ainda mais e passou a dominar completamente as ações na primeira etapa. O gol saiu aos 16. Após jogada de Rony pela esquerda, Bruno Guimarães chutou de primeira, com a bola explodindo na trave. No rebote, Nikão bateu colocado para colocar os paranaenses em vantagem.

Aos 40 e aos 46, o Athletico voltou a assustar o goleiro Paulo Victor, mas Lucas Halter e Bruno Guimarães acabaram errando o alvo.

E se na primeira etapa o gol do time da casa não demorou a sair, na segunda foi ainda mais rápido. Logo aos 3 minutos, Rony cruzou na medida para Marco Ruben, que cabeceou para deixar o confronto semifinal empatado.

A situação do Grêmio ficou ainda mais complicada aos 14, com a expulsão de Kannemann após falta violentíssima em Léo Cittadini.

E foi com um a menos que os gaúchos quase retonaram a vantagem no placar agregado. David Braz marcou de cabeça, mas a arbitragem flagrou impedimento do zagueiro. E foi novamente ele quem protagonizou outro lance perigoso do Grêmio. Após cobrança de falta, o defensor cruzou a bola para a área. Ela bateu em Marco Ruben e obrigou o goleiro Santos a fazer uma excelente defesa.

Nos minutos finais, o Athletico voltou a pressionar, mas o placar ficou mesmo nos 2 a 0 e a semifinal foi então decidida nos pênaltis. Na marca da cal, o único a falhar foi Pepê, que parou no goleiro Santos na última cobrança, garantindo o time paranaense na decisão.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta