Noticiario da F-1 as últimas atualizadas.

Spread the love

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br por F-1.com

FIA desclassifica Renault do GP do Japão por denúncia da Racing Point.

Nesta quarta-feira, a FIA anunciou a desclassificação da Renault no GP do Japão de Fórmula 1. O protesto feito pela equipe Racing Point, que dizia respeito à irregularidades da montadora francesa, foi analisado e acatado em Genebra.

A reclamação era de que a Renault contava com uma especia de freios com ajuste automático, que beneficiava os pilotos. Segundo a própria FIA, o sistema não é ilegal de acordo com o Regulamentos Técnicos da F1, entretanto ele fere o Regulamento Esportivo, que declaram que “o motorista deve dirigir o carro sozinho e sem ajuda”.

Renault foi desclassificada do GP do Japão (Foto: Reprodução)

Com a decisão, os pilotos da Renault, Daniel Ricciardo e Nico Hülkenberg acabaram desclassifcados. Dessa forma, perderam, respectivamente, o sexto e o décimo lugar em Suzuka. De quebra, a equipe ainda perdeu os nove pontos conquistados no circuito, passando de 77 para 68 pontos na classificação geral.

Lance Stroll, da Racing Point, herdou a nona colocação, enquanto Daniil Kvyat ficou com o décimo lugar. O canadense soma mais dois pontos, que o permite pular para a 15ª posição. Já o russo, com mais um ponto, deixa a 13ª colocação e vai para a 11ª.

Confira o Top 10 atualizado do GP do Japão:

1. Valtteri Bottas (Mercedes)

2. Sebastian Vettel (Ferrari)

3. Lewis Hamilton (Mercedes)

4. Alex Albon (Red Bull)

5. Carlos Sainz (McLaren)

6. Charles Leclerc (Ferrari)

7. Pierre Gasly (Toro Rosso)

8. Sergio Perez (Racing Point)

9. Lance Stroll (Racing Point)

10. Daniil Kvyat (Toro Rosso).

Hamilton revela motivo que o fez recusar papel no filme Top Gun.

Por Laurence Edmondson.

O apertado calendário de Lewis Hamilton na Fórmula 1 fez o corredor recusar um papel no filme Top Gun: Maverick, mas o cinco vezes campeão mundial admite que ainda tem planos para estrelar em Hollywood.

Hamilton já tem histórico no cinema com participações na franquia Carros e em Zoolander 2. O papel na sequência de Top Gun prometia ser o maior de seus compromissos, mas ele foi obrigado a recusá-lo por falta de tempo.

“Eu estava tentando entrar no Top Gun porque sou um grande fã, mas não tinha o tempo para fazer as filmagens”, disse em entrevista à ESPN. “Eu tive a oportunidade e não pude aproveitá-la”.

Desde o início de 2018, Hamilton tem explorado uma carreira paralela como designer de roupas na Tommy Hilfiger e também foi produtor executivo em The Game Changers – um documentário sobre atletas veganos estrelando Arnold Schwarzenegger. Hamilton revelou que tem um agente trabalhando para ele na área do cinema e que chegou até a mandar vídeos de audições para tentar encontrar um papel nos últimos anos.

“Eu realmente quero fazer isso. Fiz uma audição para um filme há um tempo e demorei um dia para aprender o papel. Eu tinha um desfile em Paris e, provavelmente, uns quatro ou cinco desfiles, então, no meio disso, eu me trocava e via essa professora de atuação. Via ela por 20 minutos e rapidamente passávamos uma parte, então desfilava, e voltava para a outra parte do papel. No final do dia eu tive que gravar um vídeo e mandar para Los Angeles – foi demais!”

Com o calendário de 21 finais de semana com corrida por ano (que deve aumentar para 22 em 2020), testes de pré-temporada, trabalhos publicitários e seus compromissos pessoais, Hamilton admite que um papel grande num filme, enquanto corre pela F1, é algo improvável.

“Eu definitivamente não tenho tempo para filmes (neste momento)”, afirmou. “Eu ocuparia todo o meu inverno e não teria um descanso, então essa é a dificuldade que tenho agora”.

“Se você visse o meu calendário… É muito pesado e estou tentando tirar uns dias de descanso para me dar um respiro e poder ser o melhor que posso aqui (na F1). Então só busco um equilíbrio”.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta