Morre no Paraná aos 48 anos ex-artilheiro de Coritiba, Guarani e Jundiai. Entenda o fato.

Spread the love

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto da redação.

O Covid-19, fez mais uma vitima neste início de ano de 2021. Morreu na manhã deste sábado, em Curitiba (PR), o ex-atleta do América e Rio Preto, Cléber Arado. Com apenas 48 anos, portanto fora do grupo de risco, ele descobriu o vírus no último dia 29 de novembro e desde então foi internado.

Revelado pelo América de São José do Rio Preto, na década de 1990, e ídolo do Coritiba, o ex-atacante e empresário, Cléber Eduardo Arado, 48 anos, estava internado e entubado na UTI do Hospital dos Trabalhadores, em Curitiba ao contrair o Covid-19.

Artilheiro não resistiu ao covid

Artilheiro não resistiu ao covid

Nascido em 11 de outubro de 1972, em São José do Rio Preto, ele foi grande artilheiro do Coritiba durante os anos 90 e vestiu também a camisa do rival Athletico Paranaense.

CARREIRA E TÍTULOS

Arado, tinha encerrado a carreira em 2004 no Ceará por problemas no joelho direito, mas decidiu voltar para ajudar o Rio Preto Esporte Clube, time da sua terra natal, em 2006. Pouco tempo depois, pendurou definitivamente as chuteiras.

Na carreira, o ex-atleta também defendeu o Guarani, o Etti Jundiaí, o Avai-SC, a Portuguesa de Desportos e Mogi Mirim, respectivamente. Fora do país, atuou no futebol japonês no Kyoto Sanga e ainda no Mérida, da Espanha.

Foi campeão do Festival Brasileiro de Futebol em 1997, pelo Coritiba e o Campeonato Paranaense de 1999, também pelo coxa, conquistou pelo América-SP, o Campeonato de Aspirantes de 1992, além do Campeonato Paulista da Série A2, de 1995, defendendo as cores do Mogi Mirim e sagrou-se campeão Cearense em 2002.

Colaboração Oscar Silva por Futebol Interior.com.br

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta