16/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Kenenisa Bekele quer o ouro da maratona na Olimpíada do Rio

3 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por Carlos Machado com  com agência Reuters.

Kenenisa Bekele, recordista mundial dos 5.000 e dos 10.000 metros, está de olho na medalha de ouro da maratona na Olimpíada de 2016.
Kenenisa Bekele, recordista mundial dos 5.000 e dos 10.000 metros, está de olho na medalha de ouro da maratona na Olimpíada de 2016.

Kenenisa Bekele, recordista mundial dos 5.000 e dos 10.000 metros, está de olho na medalha de ouro da maratona na Olimpíada de 2016, embora o etíope tenha falado neste domingo que poderia voltar a competir em distâncias mais curtas nos Jogos do Rio de Janeiro.

Ele pode não ser um nome familiar como seu compatriota Haile Gebrselassie ou o britânico Mo Farah, mas o corredor de voz macia é um dos grandes nomes do atletismo, com três ouros olímpicos e mais de uma dezena de títulos mundiais em seu currículo.

Apesar de todas as façanhas, a determinação do corredor de 32 anos continua intacta e ele quer repetir seus feitos na maratona.

“Não há mais nada para mim nos 5.000 e 10.000 metros, então, a maratona é muito importante para a minha carreira — é um novo desafio”, disse Bekele à Reuters, em Dubai.

“A maratona é uma corrida diferente, você tem de correr em um ritmo constante desde o início.”

Bekele quebrou o recorde da Maratona de Paris em sua estreia na distância, com o tempo de 2h05min03s, em abril, enquanto que um tempo 48 segundos mais lento o deixou em quarto na Maratona de Chicago, em outubro, atrás do trio queniano formado por Eliud Kipchoge, Sammy Kitwara e Dickson Chumba.

Ele disse que pretende correr a maratona na Olimpíada do Rio em 2016, mas vai ver como irá se sair na distância até lá antes de descartar completamente o retorno aos 10.000 metros, título que ele conquistou em 2004 e 2008.

Em janeiro, a Maratona de Dubai será a sua terceira.

“Quero correr para o recorde, mas não acho que conseguirei isso na minha terceira maratona. É muito difícil”, disse Bekele.

“Dubai tem um percurso reto e existe a possibilidade de fazer um tempo rápido, mas a temperatura é um pouco quente.”

Ao contrário de corridas em estádios, os percursos da maratona podem variar muito e foi apenas em 2003 que a Federação Internacional de Atletismo ratificou um recorde mundial.

Desde então, a marca foi baixada quase dois minutos, dando início aos questionamentos se os homens seriam capazes de correr abaixo das duas horas. Bekele duvida que possam –pelo menos os atletas atuais.

“Não acho que seres humanos são capazes disso, mas talvez uma nova geração no futuro, talvez em dez anos”, acrescentou Bekele.

O queniano Dennis Kimetto é o atual recordista com a marca de 2h02min57s, tempo que ele fez na Maratona de Berlim, em setembro.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.