25/05/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Campeão olímpico em 2008, Cielo revela quem foi seu maior rival e admite: ‘Ele me fazia perder o sono’. ENTENDA O FATO!

2 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por espn.com.br

“Eu treinei com meu maior rival por muitos anos, o Frédérick Bousquet. Ele foi meu maior rival, de longe.

O ex-nadador César Cielo é o convidado do Bola da Vez. O programa com o multicampeão vai ao ar às 20h30 (de Brasília), com transmissão pela ESPN no Star+.Na entrevista, Cielo repassou os grandes momentos de sua carreira e ativou o modo “sincerão” ao revelar quem foi seu maior rival durante a longa carreira no mundo da natação.

Segundo o medalhista de ouro dos 50m livre dos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, o francês Frédérick Bousquet chegava a tirar seu sono antes das provas.

“Eu treinei com meu maior rival por muitos anos, o Frédérick Bousquet. Ele foi meu maior rival, de longe. Ele fazia eu perder sono”, admitiu Cielo.

“Eu dormia mal por causa dele. Antes de uma competição eu falava: ‘Meu, ele está ali’. Foi o único na minha carreira que eu ficava nervoso por dias”, seguiu o brasileiro, que foi só elogios ao também multicampeão.

“Era tudo. Ele era um pacote. Eu falava que estávamos de igual para igual”, salientou.

Segundo Cielo, ele e Bousquet tinham uma rivalidade forte, mas que nunca passou dos limites. Na verdade, parecia a relação de “dois irmãos idiotas”.

“Rolava (rivalidade). Era uma coisa invisível para quem não sabia. Era coisa pequena, mas assim, o tempo inteiro. Durante competições por exemplo, a gente sempre ficava junto, vamos sair para jantar, equipe toda. Coisa idiota assim… Chega meu prato, ele pegava meu prato e deixava no lado dele. Aí eu falava: ‘Cadê o meu?’ Eu reclamava, chamava o garçom, fazia uma cena. Depois de dois minutos, ele me dava meu prato. Sabe aquelas coisas de irmão mais velho? Dois idiotas (risos)?”, divertiu-se.

“Era uma coisa que a gente fazia de forma respeitosa e educada, sem passar do ponto. Mas eu via nele um cara que ia me derrubar a qualquer momento. Se eu vacilasse… Eu via um cara, na minha cabeça, tão bom ou melhor que eu. Eu olhava para ele e falava: ‘Eu tenho que ir lá no fundo. Com esse cara não dá para vacilar não”, finalizou.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.