Atleta do polo lança sunga com Cristo no bumbum e diz ‘faz sucesso’.

Spread the love

Daniel Brito e Fábio Aleixo Do UOL, em Brasília e São Paulo.

  • Reprodução Instagram

O jogador da seleção brasileira de polo aquático Rudá Franco, 25, postou em seu perfil no Instagram uma foto de uma sunga personalizada para utilizar nos treinamentos. A foto inusitada mostra ele e seu companheiro de equipe, Adrià Delgado, de costas, com os detalhes do design no bumbum.

Ela é predominantemente amarela, com destaque para o nome “Brasil” de borda verde com um fundo branco, o número da toca que utilizam quando defendem a seleção brasileira, os nomes dos perfis de cada um no Instagram e, o mais marcante, a imagem do Cristo Redentor de braços abertos ao centro, como se estivesse separando as duas nádegas.

“A gente pediu para uma fabricante de sungas lá do Peru para fazer para gente. Está fazendo sucesso, estamos pensando em colocar para vender”, contou Rudá ao UOL Esporte.

Adrià, que é espanhol, mas filho de brasileiros, pediu dois exemplares. Em uma delas, há a bandeira do Espanyol, equipe de futebol da Catalunha, do qual é torcedor.

O design foi feito, contou Rudá, pelo pessoal da fábrica peruana. “Havia outras opções de desenhos, a cor amarela é marcante, muito legal. Só o Cristo que ficou ali centralizado, foi a primeira coisa que falei quando peguei a sunga”, disse o atleta, que defendeu o Sesi no Troféu Brasil de polo, vice-campeão nacional.

Ele pediu o aval do croata Ratko Rudic, treinador da seleção brasileira, para utilizar a sunga em alguns treinamentos. “Ele autorizou, desde que não sejam os treinos em competições oficiais da Fina ou tipo o Pan de Toronto”, disse, citando a Federação Internacional de Natação, que rege o polo aquático internacional.

Em campeonatos oficiais, todos os jogadores da seleção têm que vestir o material do fornecedor oficial da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), que, no caso do polo, é a Speedo.

O material, no entanto, não agrada. “As sungas da Speedo que usamos aqui não têm durabilidade muito boa. Aguenta um ou dois meses de treinamentos, que são sempre muito puxados e rasgam facilmente. Esta que eu e Adrià mandamos confeccionar tem uma durabilidade bem maior”, justificou Rudá, que está em treinamento com a seleção brasileira. “Enquanto o material da Speedo não for de qualidade, vou usar outras marcas”, avisou.

A CBDA já avisou que a sunga que a seleção usará não terá tantos decalques como a de Adrià e Rudá. Terá apenas uma cor e o nome “Brasil” em destaque.

Mas outros países já ousaram nas sungas de atletas. Nos Jogos Asiáticos de 2010, A seleção de Cingapura, por exemplo, foi motivo de chacota por utilizar os símbolos da bandeira nacional, como a lua crescente e as estrelas na parte da frente da sunga. As autoridades do país criticaram o design, citando-o como “inapropriado” e pediram que houvesse respeito à bandeira nacional.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta