Brasil perde para Porto Rico na prorrogação e fica longe de vaga para Tóquio 2020. Confira.

Spread the love

Do Zigzagdoesporte.com.br por agência AFP.

Brasil perde para Porto Rico na prorrogação e fica longe de vaga para Tóquio 2020

Foto: Divulgação Fiba

Mais uma vez, Porto Rico frustrou o basquete brasileiro, e a seleção feminina está longe da vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Depois de tirar o Brasil do Mundial de 2018, a equipe caribenha voltou a atravessar bruscamente o caminho das brasileiras com uma virada heroica na estreia do Pré-Olímpico, em Bourges, na França: 91 a 89 na prorrogação. O Brasil chegou a liderar por 12 pontos de vantagem, mas deixou Porto Rico reagir, sofrendo apagão no período extra.

Para seguir sonhando com a vaga, o Brasil terá que conquistar pelo menos uma vitória diante das fortíssimas França e Austrália, números 5 e 2 do ranking da Fiba respectivamente, algo que não acontece desde 2002. Além disso, o Brasil precisa torcer para que Porto Rico não consiga vencer francesas e australianas. Nesse cenário, o saldo de pontos decidirá quem ficará com a vaga.

 

O jogo

1º Quarto: Brasil cochila na defesa, mas assume as rédeas do jogo com Damiris e Débora
O jogo começou com um ‘toma lá, dá cá’ nas bolas de três. As porto-riquenhas abriram o marcador com uma bola de fora, Damiris devolveu logo em seguida. Só que a defesa brasileira não entrou com o nível de intensidade necessário, e agressivas, as caribenhas abriram 4 pontos a seis minutos do fim da parcial.

Com Damiris como ponto focal do ataque, o Brasil evitou que Porto Rico se distanciasse no placar. A transição ofensiva passava a ser uma arma da seleção, assim como as bolas de três. Ao fim do primeiro quarto, o Brasil vencia por 20 a 18. Damiris e Débora comandavam o ataque com 7 e 5 pontos respectivamente.

2º Quarto: defesa evolui, Érika domina o garrafão e Brasil deslancha
O Brasil começou o segundo quarto sendo incisivo com Érika no garrafão. A defesa dava sinais de melhora e dificultava as ações de Porto Rico. A primeira grande vantagem da seleção aparecia na casa dos 8 pontos, apesar da grande partida de Jennifer O’Niell por Porto Rico. A jogadora terminou o primeiro tempo com 17 pontos.

Com Érika no banco, era a vez de Damiris assombrar as adversárias no garrafão. Alguns erros do Brasil no ataque recolocaram voltaram a dar ânimo a Porto Rico, que se aproximava no placar. A defesa brasileira mais uma vez voltava a trabalhar, recolocando o time nos trilhos. Ao fim do primeiro tempo, a seleção vencia por 42 a 36. Érika e Damiris reinavam no garrafão, com 11 e 9 pontos respectivamente.

TABELA DOS JOGOS NO GRUPO DO BRASIL:

Sede: França

Bourges

Pontos Vitórias Derrotas
1º França 2 1 0
2º Porto Rico 2 1 0
Brasil 1 0 1
4º Austrália 1 0 1

 

 

–:–/–:–

 

Melhores momentos de Porto Rico 91 x 89 Brasil pelo pré-olímpico de basquete feminino

Melhores momentos de Porto Rico 91 x 89 Brasil pelo pré-olímpico de basquete feminino

Homenagem a David Stern e Kobe Bryant
Antes de a bola subir, foi prestado um minuto de silêncio em memória de David Stern, ex-comissário da NBA, e a Kobe Bryant, morto no dia 26 de janeiro em um trágico acidente de helicóptero.

Damiris, Patty e Érika são os destaques do Brasil
Damiris teve um jogo grandioso ao anotar 26 pontos e 15 rebotes. Érika também foi bem no garrafão, com, com 15 pontos e 8 rebotes. Entre as armadoras, se destacou Patty Teixeira, com 10 pontos.

Um show de Jennifer O’Neill
O grande destaque da partida foi a armadora Jennifer O’Neill, que marcou 30 pontos, pegou 6 rebotes e deu 3 assistências. Ela comandou as ações ofensivas de Porto Rico do início ao fim.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta