Fifa arma plano emergencial para Itaquerão e reclama do Corinthians

Spread the love

Do Blog de Rodrigo Mattos.

A Fifa perdeu a paciência com o Corinthians e exigiu um plano emergencial para deixar o Itaquerão pronto para a Copa-2014. Isso porque as estruturas complentares para a abertura do Mundial não ficariam prontas a tempo pelo cronograma inicial, e por isso decidiu-se por acelerar o processo em reunião em Zurique, nesta semana.

As instalações provisórias se tornaram a maior dor de cabeça da federação internacional no final da preparação da Copa. A maior preocupação é em São Paulo, mas também há temor em relação ao Beira-Rio e à Arena da Baixada. Os outros estádios têm processos de contratação já encaminhados.

No caso do Itaquerão, o Corinthians ainda reluta em pagar pelos cerca de R$ 60 milhões em custo das estruturas complementares. O governo do Estado e a prefeitura já rechaçaram participar dessas despesas. Pelo contrato com a Fifa, é obrigação do clube custear esses itens.

“O Corinthians quer ganhar tudo de presente”, observou o membro do comitê executivo da Fifa Rafael Salguero para o blog. Ele explicou o plano para terminar as provisórias do Itaquerão para a abertura, discutido em reunião na Fifa. “Havia uma empresa que faria em 90 dias, mas não dá mais tempo. Então, vão contratar outra que fará em 40 dias. Não deve mudar de tamanho.”

Questionado sobre as provisórias, o COL (Comitê Organizador Local) negou interferência no processo. Alegou que as instalações são responsabilidade única do dono do estádio, o Corinthians.

“A informação não procede. Os fornecedores das estruturas complementares sob responsabilidade da autoridade do estádio são apontados e contratados pela própria sede, não havendo qualquer envolvimento do Comitê Organizador Local (COL) ou da FIFA neste processo”, disse a assessoria do COL.

Só que outra fonte envolvida na questão confirmou que há séria preocupação com as instalações provisórias do Corinthians, principalmente as relacionadas às telecomunicações. E não há como o COL e a Fifa ficarem parados nesta situação. O próprio comitê organizador confirmou que não houve nenhuma contratação das instalações a apenas três meses do Mundial.

“Em São Paulo, o cronograma ainda não foi confirmado. Permanecemos trabalhando de forma integrada com a sede para que a contratação e montagem das estruturas ocorra entre abril e junho, de maneira gradativa”, disse o comitê. Ou seja, por esta informação, seriam postas infraestruturas provisórias até em junho, mês em que no dia 12 ocorre a abertura da Copa no Itaquerão.

Embora seja do dono do estádio a prerrogativa providenciar as estruturas complementares, cabe a Fifa e ao COL cobrar para garantir que estejam prontos para o Mundial. É o que dirigentes da Fifa fizeram em reunião nesta semana.

Outra motivo de discórdia da federação internacional com o Corinthians é que o clube prevê o estádio para abril, mas está claro para a entidade que este só ficará pronto em maio. Ninguém na Fifa crê na data de 15 de abril estabelecida pelo clube como entrega da arena. O prazo para que a federação internacional assuma a arena é de 15 dias úteis antes do jogo de abertura.

Além das instalações complementares, outra séria preocupação no Itaquerão é em relação aos números de lugares disponíveis para venda de bilhetes. A entidade precisa entrar no estádio e contar assento por assento para poder ter certeza de quantos bilhetes poderão ser negociados. ”É preciso saber quantos ingressos existem para vender”, ressaltou Salguero.

Tanto que estádios como o corintiano e a Arena da Baixada terão uma carga extra de cerca de 9% do total para venda de última hora. Essa é a contingência feita pela Fifa por não saber o exato número de lugares em cada um desses dois estádios, os mais atrasados.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta