O fim e quase patetico adeus de Anderson Silva; confira tudo aqui.

Spread the love

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto da redação.

UFC é só amor e agradecimentos a Anderson Silva.

Neste sábado, Anderson Silva se despediu do UFC. O brasileiro foi nocauteado por Uriah Hall no quarto round do evento principal em Las Vegas e, pós-luta, Dana White confirmou que não dará mais nenhuma oportunidade ao Spider na organização.

Durante e após o combate, diversos lutadores do mundo inteiro reagiram ao fim da trajetória de um dos maiores – talvez o maior – nomes da história do UFC.

“Obrigado Anderson Silva por ter introduzido milhões de pessoas ao mundo do MMA e inspirada muitas gerações de futuros lutadores. Você é uma lenda!”, postou Jairzinho Rozenstruik.

“Nosso herói! Nós te amamos e somos todos gratos por tudo que você fez”, disse o brasileiro Marlon Moraes. “O legado será para sempre”, completou Cris Cyborg.

“Obrigado por cada segundo de sua mágica, Spider”, postou o campeão do meio-pesado Jan Blachowicz.

“A última saída! Esse devia ser o nome da história de Anderson Silva. Que momento emocionante para Hall e especialmente para Silva. Não sei nem se palavras são capazes de descrever os pensamentos e o que Silva sentiu pré e pós-luta. Anderson The Spider Silva – para sempre uma lenda!”, postou Aljamain Sterling.

“Você tem que respeitar um cara de 45 anos por se colocar em forma, bater peso e competir com jovens/alguns dos melhores atletas do mundo. Obrigado por tudo lenda Anderson Silva, carregando nosso esporte nas costas!”, postou Derek Brunson.

“Ele é o cara, ele é o cara. Não consigo achar palavras, ele é o cara. Ver ele no octógono… se você luta, você sabe. Se você está no UFC, entende. Eu aproveitei muito o momento após minha última luta, imagina ele. Ele tem muita coisa nas costas porque faz essa m.. desde sempre. Estou honrado de estar aqui vendo o cara que me colocou nesse esporte lutar pela última vez no UFC”, disse Israel Adesanya, campeão dos médios, em entrevista para o UFC após a luta.

play
0:59

Após nocautear Anderson Silva, Hall se emociona em conversa com brasileiro: ‘Você é a razão pela qual eu faço isso. Eu te amo’

Lutador se emocionou muito ao falar com Anderson após o fim da luta

“Obrigado, Spider, por todos os momentos incríveis”, postou Dana White no Twitter.

Veja todos os resultados do UFC: Anderson Silva x Hall:

CARD PRINCIPAL

Uriah Hall (JAM) nocauteou Anderson Silva (EUA) a 1:24 do 4º round – médios
Bryce Mitchell (EUA) venceu Andre Fili (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 30-27) – penas
Greg Hardy (EUA) nocauteou Maurice Greene (EUA) a 1:12 do 2º round – pesados
Kevin Holland (EUA) nocauteou (lesão) Charlie Ontiveros (EUA) aos 2:39 do 1º round – médios
Thiago Moises (BRA) venceu Bobby Green (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – leves

CARD PRELIMINAR

Alexander Hernandez (EUA) nocauteou Chris Gruetzemacher (EUA) a 1:46 do 1º round – leves
Adrian Yanez (EUA) nocauteou Victor Rodriguez (EUA) aos 2:46 do 1º round – galos
Sean Strickland (EUA) venceu Jack Marshman (GAL) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-27) – médios
Jason Witt (EUA) finalizou Cole Williams (EUA) com um katagatame aos 2:10 do 2º round – meio-médios
Dustin Jacoby (EUA) nocauteou Justin Ledet (EUA) aos 2:38 do 1º round – meio-pesados
Miles Johns (EUA) nocauteou Kevin Natividad (EUA) a 1:47 do 3º round – galos

Anderson Silva é nocauteado por Uriah em despedida muito emocionada.

Anderson começa melhor, mas é nocauteado; algoz chora de emoção

Anderson Silva nunca mais lutará no UFC. Quem afirmou isso foi o presidente da organização, Dana White.

A maior lenda da história do MMA brasileiro se despediu do UFC de uma forma muito diferente do que merecia. Aos 45 anos de idade, Anderson Silva até começou muito bem, mas acabou nocauteou por Uriah Hall, justamente um daqueles que já foi chamado de ‘novo Spider’.

O brasileiro chegou a ser melhor nos dois primeiros rounds em pé, enquanto o rival o respeitava bastante. No fim do terceiro assalto, porém, Hall achou o rosto do rival e conseguiu um knockdown. Anderson até foi salvo pelo gongo, mas acabou sofrendo logo no começo do quarto round e foi nocauteado no ground and pound.

Anderson e Hall ainda protagonizaram um momento bem marcante ao se cumprimentarem após a luta. O jamaicano chegou a chorar copiosamente. No meio da conversa entre os dois, pediu desculpas pelo nocaute e disse amar o Spider.

O UFC anunciou a luta contra Hall como a última de Anderson no evento, e o próprio brasileiro chegou a confirmar isso. Neste sábado, chegou a falar em “dia final”, mas deixou em aberto a possibilidade de seguir lutando.

“Luta é luta. Quando você vai lá, tem 50% de chances de ganhar. Hoje, o Uriah foi melhor. Eu aproveitei o meu momento. Esse momento é muito difícil para gente. Parar. Mas hoje foi o dia final. Estou feliz por ter vindo aqui e ter dado um show para os meus fãs”, disse.

“Primeiro eu vou para casa. Verei com meu time. Vamos ver! É difícil dizer se é minha última ou não. Isso é o que eu faço por toda a minha vida, eu faço com o meu coração”, completou.

O presidente Dana White, porém, fechou as portar para um possível retorno ao UFC ao dizer que até se arrependeu de ter deixado Anderson lutar neste sábado.

De qualquer forma, Anderson Silva não precisava de mais nada para dizer que sua carreira foi brilhante.

O brasileiro ainda detém recordes importantes no UFC – e muitos dizem que eles podem nunca ser quebrados. Ele tem o maior reinado como campeão: foram 2.457 dias como campeão dos pesos médios. Também tem o recorde de nocautes em lutas por cinturão (7).

No total, foram 46 lutas na carreira, com 34 vitórias, 11 derrotas e um combate sem resultado.

Mas Anderson ainda fez muito mais do que os números mostram. Maior responsável pela popularização do MMA no Brasil, ele simplesmente inspirou gerações ao redor do mundo. Israel Adesanya, por exemplo, é o atual campeão da categoria e nunca escondeu sua idolatria por Spider.

Anderson Silva vai para hospital, e Dana White diz: ‘Cometi um grande erro de deixá-lo lutar.

Se ainda havia alguma dúvida, não há mais: Anderson Silva nunca mais lutará no UFC. Quem afirmou isso foi o presidente da organização, Dana White. E com palavras bem fortes. Logo após anunciar que o brasileiro deixou a arena direto para o hospital, o chefe disse até ter cometido um erro de deixá-lo lutar nesta noite.

“Essa noite eu não me sinto bem comigo mesmo por ter deixado ele lutar essa última luta. Nós não tratamos ele com nada além de respeito, se vocês soubessem o que ele recebe para lutar, c.. nas calças. Então a gente trata ele como família. Eu não deveria ter deixado ele lutar essa noite”, disse Dana White.

“Ele lutou contra um cara que tem zero potência. Durante um main event de cinco rounds, eles trocaram 11 socos no segundo round. Sabe, se ele luta contra outros caras que são animais, ele vai se f*** de tanta punição que vai tomar. Uriah Hall tentou 11 socos no segundo round. E olhe para Anderson, quando a luta acabou ele nem conseguia ficar de pé, teve que ficar sentado para dar entrevista. Eu cometi um grande erro e não deveria ter deixado ele lutar hoje à noite, mas por puro respeito a ele, uma lenda desse esporte e dessa companhia, eu fiz algo que eu não concordei. E eu sabia que estava certo e essa noite provou que eu estava certo. Anderson Silva não deveria nunca mais lutar”, seguiu.

“Eu não estou tentando definir o que ele deve fazer da vida. Ele é um cara crescido. Ele tem uma luta conosco ainda, mas eu nunca mais vou deixá-lo lutar aqui. O que eu espero é que ele vá para casa e a família dele fale a mesma coisa para ele. Estou numa posição realmente difícil porque é um cara que eu realmente me importo, é um cara que é uma lenda dessa companhia e eu não quero ficar sentado aqui c*** na cabeça dele. Mas ele tem quase 46 anos e, a não ser que você esteja tentando salvar sua vida ou a da sua família, ninguém de 46 anos deveria estar lutando. Ponto”, completou.

Anderson Silva foi derrotado neste sábado por Uriah Hall. Mas o desempenho do brasileiro não foi tão ruim quanto as frases de Dana White fazem parecer. Spider equilibrou e chegou a ser superior até o meio da luta. O jamaicano, porém, conseguiu um knockdown no final do terceiro round e outro logo no começo do quarto. O nocaute veio no ground and pound.

Em entrevista logo após a luta, Anderson não chegou a confirmar que vai se aposentar.

“Luta é luta. Quando você vai lá, tem 50% de chances de ganhar. Hoje, o Uriah foi melhor. Eu aproveitei o meu momento. Esse momento é muito difícil para gente. Parar. Mas hoje foi o dia final. Estou feliz por ter vindo aqui e ter dado um show para os meus fãs”, disse, se despedindo do UFC.

“Primeiro eu vou para casa. Verei com meu time. Vamos ver! É difícil dizer se é minha última ou não. Isso é o que eu faço por toda a minha vida, eu faço com o meu coração”, completou logo na sequência, sem dizer que essa seria a sua aposentadoria de fato.

Assim, ainda é possível que vejamos Anderson Silva lutando em outro evento que não seja o UFC. Mas para isso ele ainda precisará ser liberado de seu contrato – e Dana não confirmou que vai fazer isso, apesar de não querer mais colocá-lo para lutar.

“Não farei nada para prejudicar o Anderson, mas não posso dizer agora que vamos liberá-lo. Vamos ver”, disse.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta