Takuma Sato na famosa linha de chegada de Indianápolis
Takuma Sato na famosa linha de chegada de Indianápolis

O japonês Takuma Sato, da Andretti, afirmou neste domingo que viveu dia inesquecível ao vencer a 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis, em que desbancou nas últimas voltas o brasileiro Hélio Castroneves, da Penske.

“Toda equipe fez um grande trabalho. A chave é que acredito em mim e sei o que sou capaz de fazer no carro. É um dos melhores momentos da minha vida”, garantiu o primeiro piloto do país a vencer a tradicional prova realizada em circuito oval.

Sato, que correu pelas equipes BAR, Jordan e Super Aguri na Fórmula 1 e está desde 2010 na Indy, admitiu estar curioso para saber a repercussão da vitória nas 500 Milhas no Japão, país que é apaixonado por automobilismo.

“É enorme! Muito grande! Não posso imaginar a reação das pessoas. Os fãs japoneses estão gratos e isto é muito especial. Hoje em dia, há muita gente que acompanha a Indy, e muitos vieram para cá, acompanhar a carreira”, disse o vencedor da prova.

Sato aproveitou para elogiar o espanhol Fernando Alonso, que também correu pela equipe Andretti, abrindo mão da disputa do GP de Mônaco de Fórmula 1. O novato abandonou a 21 voltas do fim das 500 Milhas.

“Ele fez um trabalho fantástico, alucinante. Chegou a liderar a corrida por 27 voltas e esteve muito bem. Aproveitou muito durante estas semanas aqui, mas, nesta corrida, até o fim, não se sabe o que vai acontecer”, avaliou o japonês.