24/07/2021

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Roger Machado lamenta revés em casa e exalta qualidade do Santos; confira detalhes da derrota tricolor.

3 min read

Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br direto do Estádio de Pituaçu.

O Bahia foi superado pelo Santos (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

O Bahia viu a invencibilidade dentro de casa no Campeonato Brasileiro chegar ao fim neste sábado. A equipe segurou o empate diante do Santos em Pituaçu até os 42 minutos do segundo tempo, quando Carlos Sánchez a decretou a vitória rival por 1 a 0 ao converter cobrança de pênalti. Apesar da derrota, os torcedores, no final da partida, aplaudiram o time de Roger Machado, que exaltou o adversário para explicar o resultado.

“O torcedor entendeu que nós fizemos um bom jogo e esforçamos até o fim. E, no final, jogamos cinco a oito minutos com um a menos pela lesão do Guerra. Aplausos são muito importantes, porque reforçam a confiança na partida de quarta. Brasileiro é duro, ninguém gosta de perder em casa. Nós perdemos para uma grande equipe, produzindo bem. Torcedor aplaude, e isso gera confiança para o próximo jogo”, disse o treinador.

“Jogo disputado do início ao fim, cada um com sua proposta. Um jogo de poucas chances, naturalmente as equipes marcando bastante. Um gol de penalidade, logo em seguida de uma grande oportunidade que criamos e que poderia ter definido o jogo. Mas é um tropeço que ninguém fica contente”, completou.

Agora, o Bahia muda o foco para a Copa do Brasil, onde enfrenta o Grêmio nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), na Fonte Nova, pela volta da quartas de final. Após empatar em Porto Alegre, o Esquadrão de Aço joga por uma simples vitória para avançar. No Brasileiro, o time de Roger Machado ocupa a 10ª posição, com 14 pontos, e enfrenta o Cruzeiro no próximo sábado.

Confira os melhores momentos do confronto:

 

FICHA TÉCNICA
Bahia x  Santos
Campeonato Brasileiro – 10ª rodada

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 13/07/2019 (sábado)
Horário: 19h
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima
Auxiliares: José Eduardo Calza e Michael Stanislau
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira, de Minas Gerais, com auxílio de Vinicius Gomes do Amaral e Lucio Beiersdorf Flor, do Rio Grande do Sul.

Bahia: Douglas; Ezequiel, Marlon, Juninho e Moisés; Gregore, Elton e Ramires; Élber (Arthur Caíke), Artur e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.

Santos: Everson (Vanderlei); Victor Ferraz, Felipe Aguilar (Lucas Veríssimo), Gustavo Henrique (Lucas Veríssimo) e Jorge; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Eduardo Sasha, Uribe e Marinho. Técnico: Jorge Sampaoli.

Deixe uma resposta

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.