27/09/2021

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Brasil participa dos Jogos em Tóquio com a maior delegação no exterior.

2 min read

Por Carlos Fiúza de Salvador de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br por agência AFP.

Divulgado o Pôster Oficial da Paralimpíada de Tóquio. – CINTESP.Br

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começaram. A abertura ocorreu nesta terça-feira (24), no Estádio Nacional do Japão, com mensagens de crença na capacidade humana e sobre a necessidade de uma sociedade mais inclusiva. O Brasil é um dos 162 países que disputam medalhas no evento representado por 236 atletas titulares que vão competir em 20 modalidades. O evento esportivo segue até o dia 5 de setembro.

Os porta-bandeiras da delegação brasileira na cerimônia de abertura foram Evelyn de Oliveira, campeã por equipes na bocha nos Jogos Rio 2016, e o velocista Petrúcio Ferreira, campeão mundial nos 100m e 400m.

O Brasil compete em Tóquio com a maior delegação em Jogos Paralímpicos fora do país. São 259 atletas, incluindo atletas-guia, calheiros, goleiros e timoneiro. Desse total, são 236 atletas titulares, dos quais 226 (95,7%) integram o Bolsa Atleta, programa do Governo Federal que é considerado um dos maiores do mundo de patrocínio individual.

Atleta da modalidade do tênis de mesa, Cátia Oliveira, tem boa expectativa para os jogos que começam. “Eu vim em busca de dar o meu melhor, esse momento é único. Um ano atrás a gente tinha incerteza se ia ter as Paralimpíadas de Tóquio, então, só quero curtir, e claro, o objetivo é sair com a medalha de ouro”, disse.

Ela e os outros atletas brasileiros do tênis de mesa já fizeram o reconhecimento do Ginásio Metropolitano de Tóquio, local onde serão realizadas as competições na capital japonesa. Um dos pontos conferidos por eles foi a iluminação do espaço, que é essencial para as partidas de tênis de mesa.

Modalidades disputadas

Os atletas brasileiros participam de 20 das 22 modalidades dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Em 15 delas, 100% deles recebem o Bolsa Atleta. O Brasil só não tem participantes no basquete em cadeira de rodas e no rúgbi em cadeira de rodas.

Em seu planejamento estratégico, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) estabeleceu como meta, manter-se entre as dez principais potências do planeta nos Jogos Paralímpicos.

Esportes estreantes

Os Jogos de Tóquio marcam a estreia de duas modalidades, o parabadminton e parataekwondo. Ambas começam na segunda metade dos Jogos e contam com a participação de atletas brasileiros.

Deixe uma resposta

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.