O time baiano ‘escalado’ por torcedores que conquistou uma vaga na Copa do Brasil.

Spread the love

D o Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br com Rádio ESPN.

GAZETA PRESS

Jacuipense: com o dedo da torcida, equipe conquistou inédita vaga na Copa do Brasil
Jacuipense: com o dedo da torcida, equipe conquistou inédita vaga na Copa do Brasil

No Brasil existem 200 milhões de técnicos. Uma expressão utilizada para demonstrar que todos têm opinião quando o assunto é futebol. Mas algo que, na prática, não se encaixa na realidade dos clubes brasileiros. Com exceção de um: o Jacuipense, da Bahia.

Por um ano, a equipe experimentou um aplicativo, chamado Total Choice, que permitia aos torcedores escolherem os jogadores que iniciariam as partidas pelo clube. Ao técnico, cabia apenas determinar quais atletas estavam em condições de jogo e dar aos fãs a chance de fazer o papel de comandante.

“Fizemos essa experiência durante o Campeonato Governador do Estado da Bahia de 2013 e no Baiano deste ano. Tínhamos dois objetivos com essa ideia: uma era aproximar a torcida do time, já que mandamos nossos jogos no Pituaçu, em Salvador, e a nossa cidade, Riachão do Jacuípe, fica a 180km da capital. A outra era dar projeção nacional ao time: sabíamos que isso criaria uma certa polêmica”, afirmou Felipe Salles, presidente do clube, em entrevista à Rádio ESPN.

De acordo com o dirigente, difícil mesmo foi achar um treinador que aceitasse trabalhar em conjunto com o aplicativo. Mas que, quando achou, o resultado final acabou sendo extremamente positivo, com a o clube conquistando vaga para a Copa do Brasil, um feito inédito para a agremiação.

“O Emerson Pereira, que hoje está no sub-17 do São Paulo, aceitou bem a situação. Na escalação, ele só trocava às vezes o lado que os jogadores escolhidos pela torcida atuariam, como um zagueiro que era melhor na direita do que na esquerda. O torcedor escolhia a partir do esboço dele, o Emerson dividiu com a torcida a responsabilidade de escalar.”

Além dos resultados dentro de campo, as escolhas da torcida se mostravam acertadas na maioria dos casos. Apenas em uma situação o técnico Emerson Pereira teve que optar por fazer uma mudança ainda na primeira etapa. “Com 30 minutos de jogo, ele tirou um meia canhoto. A gente tinha um pouco de dúvida se ele daria certo, e acho que a torcida escolheu ele por ser uma novidade. Mas o Emerson teve que trocar”, afirmou Salles.

Na Série D, o aplicativo continua na ativa, mas o treinador não tem mais obrigação de seguir as escolhas dos torcedores. No fim, virou uma oportunidade: o fã que escalar bem a equipe ganha pontos e pode levar prêmios.

“O projeto não foi renovado com a empresa que era a nossa parceira e por isso o aplicativo não funciona mais como antes. O nosso técnico atual, o Ricardo Silva, que foi vice-campeão da Copa do Brasil com o Vitória, também não aceitou. Então, deixamos como uma forma de ganhar prêmios. A torcida ficou dividida com a situação do aplicativo. Alguns gostavam, mas outros disseram que, escalando ou não, só queriam que o time ganhasse. O feedback foi bem tranquilo quando cancelamos o modo obrigatório e passamos a usar só o modo simulado”, finalizou o mandatário.

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta