Rio foi escolhido para sediar dois Mundiais em 2017/18. O prefeito não quer. Entenda o fato.

Guilherme Costa Vinicius Konchinski Do UOL, no Rio de Janeiro.

  • Júlio César Guimarães/UOL

    Pista de canoagem não está pronta e já virou tema de polêmica no Rio

    Pista de canoagem não está pronta e já virou tema de polêmica no Rio

A construção de uma pista de canoagem no Rio de Janeiro visando à Olimpíada de 2016 credenciou a cidade para que ela também receba outros grandes eventos do esporte. Levando em conta raia olímpica, a Federação Internacional de Canoagem escolheu o Rio como sede de dois campeonatos mundiais pós Rio-2016: o de canoagem freestyle, em 2017, e o de canoagem slalom, em 2018.

O problema que a realização de ambos os eventos ainda não foi combinada com o prefeito Eduardo Paes. E, sabendo dos planos de Paes para a pista de canoagem olímpica, há grande chance dos campeonatos nunca ocorrerem no Rio.

Isso porque o prefeito já declarou que pretende transformar a pista de canoagem em construção para a Olimpíada numa área de lazer após o final do Jogos. Ele, aliás, já declarou que só construiu a pista porque ela era uma exigência do COI (Comitê Olímpico Internacional). Acabada a Rio-2016, ela deve ser transformada em “esquibunda” para crianças.

“A pista de canoagem vai virar um parque, vai virar ‘esquibunda’ para a molecada”, disse o prefeito a jornalistas, durante a última visita de membros do COI ao Rio de Janeiro.

Essa visita aconteceu em fevereiro. Em março, a federação de canoagem apontou o Rio como sede de dois torneios mundiais. Segundo Paes, entretanto, ninguém perguntou a ele se a pista poderá ser usada nos eventos.

“Antes que a cidade sedie um evento desses, tem que chegar alguma carta à prefeitura. Eu não sei nada sobre esses mundiais”, afirmou Paes no final do mês passado, enquanto inspecionava a obra do campo de golfe da Olimpíada.

Na quinta-feira, Paes visitou o canteiro de obras da raia de canoagem. Ratificou que sua intenção é transformar a área numa área de lazer após a Olimpíada.

“Isso aqui é uma área estratégica da cidade. Muitos bairros do subúrbio e até outras cidades da região metropolitana ficam logo ali. Por isso, quero transformar isso num parque para a população”, explicou o prefeito.

Confederação espera torneios

Apesar dos planos de Paes, a CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem) já se programa para os dois mundiais de canoagem no Rio. O presidente da entidade, João Tomasini, aliás, disse que os torneios são legados olímpicos.

“O fato de ter um canal com a qualidade do que está sendo construído no Rio, proporcionou que ganhássemos a disputa com a Cracóvia, na Polônia”, afirmou ele, após a escolha do Rio para os eventos.

Tomasini disse não vai comentar as últimas declarações do prefeito Paes sobre o futuro da raia olímpica de canoagem. Ressaltou, só que a CBCa tem planos para o espaço e tentará garantir que ele seja usado para o esporte.

“Estamos estruturando um projeto para a pista desde 2010. Ele prevê um uso múltiplo do espaço. Vamos apresentar às autoridades no segundo semestre.”

About admin

O nosso site é voltado para o esporte, escrevemos e publicamos sobre 40 modalidades esportivas. A nossa meta é levar o esporte cada vez mais longe para o maior número possível de pessoas. O ZigZag do Esporte é a nossa Revista Eletrônica do Esporte, acesse, curta, comente e mande sugestões.

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta