23/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

San Lorenzo vence Auckland na prorrogação e encara Real na final do Mundial de Clubes; confira detalhes do confronto.

2 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br com AFP AFP.

O San Lorenzo sofreu muito mais que o esperado, mas conseguiu derrotar o semiprofissional Auckland City neo-zelandês por 2 a 1.
O San Lorenzo sofreu muito mais que o esperado, mas conseguiu derrotar o semiprofissional Auckland City neo-zelandês por 2 a 1.

Marrakech, Marrocos, 17 dez 2014 (AFP) – O San Lorenzo sofreu muito mais que o esperado, mas conseguiu derrotar o semiprofissional Auckland City neo-zelandês por 2 a 1, nesta quarta-feira em Marrakesh, na segunda semifinal do Mundial de Clubes, e fará a final da competição com o Real Madrid.

Os argentinos abriram o placar com um gol de Pablo Barrientos nos acréscimos do primeiro tempo, encaminhando a classificação para a final, mas não esperavam o empate do modestíssimo Auckland City, que balançou as redes com o espanhol Ángel Berlanga, aos 22 do segundo tempo.

Os times tiveram que decidir a vaga na prorrogação, e, logo aos 2 minutos, Mauro Matos marcou o gol da vitória argentina.

Os Neo-zelandeses ainda tiveram a chance de empatar o jogo no fim do tempo extra, mas o chute de De Vries acertou a trave.

Pela terceira vez em três participações no Mundial de Clubes, a Argentina conseguiu colocar seu representante na final e, agora, o San Lorenzo espera levantar um troféu que o Boca Juniors, em 2007, e o Estudiantes, em 2009, falharam em conquistar.

Em caso de vitória na final, o San Lorenzo se tornaria o primeiro campeão sul-americano não-brasileiro, mas, para isso, terá que passar pela maior pedreira de sua história: derrotar o Real Madrid, vencedor das últimas 21 partidas em todas as competições.

“Acredito que temos 100% de chances de ganhar do Real. Não existe futebol se você não pode sonhar em vencer”, respondeu o técnico do San Lorenzo, Edgardo Bauza, sobre as chances do time vencer o gigante espanhol na decisão.

Já o Auckland fica de fora da final depois de fazer um grande Mundial, no qual eliminou o marroquino Moghreb Tetuán e o argelino Setif. Os neo-zelandeses ainda disputam a terceira colocação do torneio contra o Cruz Azul, do México.

“Moralmente, somos os campeões do mundo, com todo o respeito ao Real Madrid, ao San Lorenzo e até ao Tetuán”, afirmou o treinador do Auckland, o espanhol Ramón Tribulietx.

“Dentro de campo, às vezes parecia que nós erramos o time profissional, com os argentinos na defesa. Isso mostra que, com muito esforço e trabalho, podemos colher frutos”, concluiu.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.