19/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Cartolas ‘inventam’ novo formato: ‘Brasileiro com mata-mata e pontos corridos’. Entenda o fato; confira.

3 min read

Camila Mattoso e Marcus Alves, do ESPN.com.br.

Gabriela Batista/Divulgação/WTorre

Allianz Parque Palmeiras Sport Campeonato Brasileiro 19/11/2014
Allianz Parque lotado na partida entre Palmeiras e Sport, nas rodadas finais do Brasileiro do ano passado
Em reunião na CBF nesta segunda-feira, dirigentes de clubes e federações aproveitaram o momento para falar sobre a necessidade de mudanças no formato do Campeonato Brasileiro. Embora não fosse essa a pauta agendada para esta semana, o tema virou assunto em algumas partes do encontro e também em conversas de bastidores, após o fim da programação oficial.Uma das propostas que surgiu foi a de uma competição que misturasse a fórmula dos pontos corridos com um mata-mata ao final. A ideia dos cartolas é discutir possíveis mudanças em uma comissão formada pela entidade máxima do futebol brasileiro.

“A ideia é muito simples. A gente reconhece a importância dos pontos corridos, mas é um consenso que ninguém mais quer que seja assim. O campeonato precisa de mudanças e a CBF também sabe disso. Então, uma proposta que está em pauta é uma mistura de pontos corridos com mata-mata no final. É uma forma de dar mais emoção na competição, com mais gente nos estádios, mais audiência”, afirmou Evandro de Barros Carvalho, presidente da federação pernambucana.

“Falei com várias pessoas que também têm essa mesma ideia. Apenas o Grêmio e mais um ou dois preferem só o mata-mata. Vamos discutir melhor mais pra frente. Tem de partir dos clubes e federações isso, pra depois apresentarmos uma proposta para a CBF. Tudo indica que caminhamos pra esse formato misturado. A Globo nunca vai admitir, mas ela também gostaria que fosse assim. Ela precisa das finais para melhorar a audiência. A comissão pode nos ajudar a falar disso também”, completou.

Uma comissão foi formada no final da reunião desta segunda-feira para tratar de diversos assuntos do futebol brasileiro. Os mais urgentes são a lei de responsabilidade fiscal e alguns ajustes do regulamento específico de competição para esta temporada.

“Foi montada uma comissão e essa comissão ficou com a pauta livre para fazer isso. São oito clubes nessa comissão. Ficaram de fazer pauta para o futebol brasileiro: TV, fórmula, sugestões. Não ficou estabelecido prazo para fechar tudo. Vamos nos posicionar. A CBF deixou na mão dos clubes. Vou demandar essa comissão para trabalhar (risos)”, disse Romildo Bonzan Jr, presidente do Grêmio, em contato com a reportagem.

“Não foi uma discussão organizada. Cada um falou uma coisa. O São Paulo é contra o mata-mata, por exemplo. Vamos ver isso melhor mais pra frente. Tem muita coisa pra discutir”, finalizou.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.