23/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Filipe Toledo é quase perfeito na primeira final da carreira e fica com título na Austrália.

2 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br.

Divulgação/WSL

Brasileiro Filipe Toledo comemora o título na etapa de Gold Coast, na Austrália
Brasileiro Filipe Toledo comemora o título na etapa de Gold Coast, na Austrália

Surfista mais jovem do circuito mundial, o brasileiro Filipe Toledo surfou como gente grande em sua primeira final no WCT. Em Gold Coast, na Austrália, o jovem de Ubatuba deu um verdadeiro show, bateu o australiano Julian Wilson e conquistou o título da primeira etapa da competição.

Depois de eliminar o compatriota Adriano de Souza, o Mineirinho, nas semifinais, Filipinho, como é conhecido o surfista, foi quase perfeito na decisão, com direito a uma nota 10 no fim da bateria, para fazer a festa dos brasileiros que assistiam à decisão na areia da praia de Snapper Rocks.

No fim, Filipinho acabou com a marca de 19,60, a mais alta de toda a competição. Wilson, que tem 26 anos e foi campeão em Pipeline, Havaí, na última temporada, também conseguiu uma boa onda, com nota superior a nove, mas somou apenas 14,70, sem conseguir fazer frente ao brasileiro.

Para chegar à decisão, o surfista australiano já havia batido um brasileiro, Miguel Pupo, na semifinal. Mas a estratégia que o colocou na final, de aguardar as melhores ondas, não surtiu efeito com Filipinho, que já largou com notas 8 e 9,6 antes mesmo que Wilson surfasse sua primeira onda.

Divulgação/WSL

Filipe Toledo deu show na final em Gold Coast
Filipe Toledo deu show na final em Gold Coast

“É a melhor sensação do mundo. Estou muito feliz. Só Deus e minha família sabem o quanto treinei, tanto fisicamente, quanto mentalmente. Fico muito feliz de vencer uma etapa e bastante confiante também. Vai ser um ótimo ano para os brasileiros”, celebrou Filipinho, após o título.

“Todos na praia sabiam que Filipe era quem estava surfando melhor na etapa, então, parabéns para ele”, elogiou Wilson. “Eu fiz um bom evento, esse foi obviamente um bom resultado. Estou mantendo o bom momento de Pipe(line)”, acrescentou o australiano, sem lamentar a derrota.

As duas próximas etapas Mundial de surfe voltam a acontecer na Austrália, no mês abril. Entre os dias 1 e 12, os surfistas competem em Bells Beach. Na sequência, entre 15 e 26, o evento é o de Margaret River. Depois das disputas, o circuito desembarca em solo brasileiro, no Rio de Janeiro.

Entre as mulheres, hexacampeã bate brasileira, mas cai na final

Na disputa feminina, a favorita Stephanie Gilmore não conseguiu confirmar a condição. Hexacampeã mundial, ela até levou a melhor sobre a brasileira Silvana Lima nas quartas de final, mas acabou perdendo a decisão Carissa Moorem. Nas notas, a havaiana somou 18,43 contra 15,50 da rival.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.