16/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Jon Jones perde cinturão do UFC e é suspenso por tempo indeterminado. Entenda o fato.

4 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br.

Getty

Jon Jones foi pego em exame antidoping pelo uso de cocaína
Jon Jones não é mais o campeão meio-pesado do UFC

Jon Jones não é mais o campeão meio-pesado do UFC. A entidade resolveu tirar o cinturão do norte-americano e suspendê-lo por tempo indeterminado depois de vê-lo se envolver em mais uma polêmica, desta vez com direito à prisão após se tornar o principal suspeito de um caso de fuga sem prestar socorro de um acidente automobilístico.

Além disso, claro, ele está fora do UFC 187. Jones defenderia o cinturão dos meio-pesados contra o também norte-americano Anthony Johnson, em Las Vegas, no dia 23 de maio. A nova luta pelo cinturão, não interino, mas oficial, será no mesmo dia, e Daniel Cormier substituirá Jones. Os dois se enfrentaram no começo deste ano, quando Bones levou a melhor.

“Obviamente, ele está muito desapontado. Ele queria ser lembrado como um dos grandes, mas essa foi a decisão que tivemos que tomar. Não é legal, mas você sabe o que dizem, o show continua… Não sei o que acontecerá (com Jon Jones). Ele foi suspenso por tempo indeterminado. Vamos ver o que vai acontecer”, declarou Dana White, presidente do Ultimate, ao canal Fox.

“Cormier, assim que soube, disse para colocá-lo. Ele falou comigo e com Lorenzo [Fertitta, um dos donos da marca do UFC] logo depois que soube”, afirmou Dana, sobre o novo adversário de Johnson.

Jones se envolveu em nova polêmica por suspostamente ter causado e fugido de um acidente de carro no último domingo, em Albuquerque, no Novo México. Um veículo avançou o sinal vermelho e colidiu com outro, deixando uma mulher grávida com o braço quebrado.

O carro que causou tal acidente era alugado e contava com os documentos de Jon Jones em seu interior. O motorista, que teria sido identificado por testemunhas como o próprio lutador, fugiu do local a pé, voltou, pegou uma quantia em dinheiro e fugiu novamente. Para piorar ainda mais a situação, maconha e um cachimbo foram encontrados no veículo abandonado.

Jon Jones ficou um dia incomunicável até se apresentar à polícia e ser detido na noite de segunda-feira. Ele ficou cerca de três horas preso até pagar a fiança e ser liberado.

Já nesta terça, o agora ex-campeão dos meio-pesados compareceu a uma audiência e não teve nenhum pedido de prisão decretado novamente, já que o juiz considerou que não há provas suficientes para incriminá-lo.

O caso só deve seguir na justiça e ganhar um julgamento de fato se a Procuradoria Geral de Albuquerque decidir seguir com o caso de Jones adiante. Mesmo que isso aconteça, ele não será incriminado por posse de drogas e nem por dirigir sob efeito de álcool e drogas.

Pouco antes de ser punido pelo UFC, ele publicou no seu Twitter um pedido de desculpas. “Tenho muito a refletir. Perdão a todo mundo que eu desapontei”, disse o lutador.

Esta não é a primeira polêmica de Jon Jones. O campeão já havia sido detido em 2012 por dirigir alcoolizado. No ano passado, chegou às vias de fato em uma encarada com Daniel Cormier e quase viu a Comissão Atlética de Nevada cassar sua licença. Para piorar, ainda foi pego em um exame antidoping pelo uso de cocaína antes do combate. Ele admitiu ter usado a droga e ficou um dia em uma clínica de reabilitação.

Cormier

Substituto de Jones no UFC 187, Cormier falou, em entrevista ao “MMAFighting.com”, sobre o caso.

“É um dia triste para o nosso esporte. Um dos melhores lutadores de todos os tempos se envolveu em problemas novamente. É um saco. Apesar de nossas diferenças, eu desejo, verdadeiramente, o melhor para Jon e sua família, e sei que ele pode superar isso”, disse.

“Mas, na vida, a oportunidade bate e só depende de você abrir a porta. Então, estou abrindo a porta. Estarei em Las Vegas no dia 23 de maio – você pode contar comigo -, conquistarei o cinturão, e quando Jon estiver pronto para voltar, eu estarei feliz em dar a ele uma chance pelo meu cinturão”, afirmou.

Leia o comunicado do UFC sobre o caso:

O UFC anunciou que suspendeu Jon Jones indefinidamente e tirou dele o título dos meio-pesados como resultado da violação do Código de Conduta dos Atletas da organização. Jones foi preso recentemente em Albuquerque, Novo México, acusado de fugir de um acidente que deixou um ferido. Como resultado das acusações e de outras violações do códio de conduta, a organização acredita que o melhor é permitir que Jones permaneça focado nas questões legais.

O UFC tem a forte percepção que seus atletas precisam manter certos padrões tanto dentro como fora do octógono. Apesar de desapontados com as recentes acusações, a organização permanece apoiando Jones enquanto ele atravessa os processos legais.

Com esta decisão, o UFC determinou que o 1º colocado Anthony Johnson enfrentará agora o 3º colocado, Daniel Cormier, pelo cinturão dos meio-pesados no UFC 187, no dia 23 de maio, em Las Vegas.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.