27/02/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Santos vence Bahia e mantém sonho da Libertadores

4 min read

Cícero e Montillo brilharam e fizeram os gols da vitória santista sobre o Bahia.

Do ZigZag do Esporte/Santos 3 x 0 E.C. Bahia.

Brasileirão nesta quinta-feira (14/11/13)

 

Montillo tenta armar a jogada para o Santos contra o Bahia pelo Brasileirão. Junior Lago/UOL

 

O Santos recorreu aos três jogadores mais experientes do time, Cícero, Montillo e Thiago Ribeiro, para vencer o Bahia por 3 a 0 nesta quinta-feira, no estádio do Pacaembu, em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O “trio de medalhões” deu show, fez belas jogadas de triangulação e participou dos três gols da equipe santista.

 

O argentino abriu o marcador no primeiro tempo, enquanto Cícero, artilheiro do time na competição, com 12 gols, e na temporada, com 21, marcou mais dois na etapa final, com assistências perfeitas de Montillo e Thiago Ribeiro. O jovem Geuvânio também se destacou na partida, com boas jogadas individuais.

 

A vitória mantém o sonho de disputar a Copa Libertadores da América no próximo ano. O Bahia, por sua vez, se complica na competição e pode terminar a rodada na zona do rebaixamento.

 

Na próxima rodada do Brasileirão, Santos e Bahia jogam fora de casa. O alvinegro praiano encara o Vitória, domingo, às 17h (de Brasília), no Barradão, em Salvador. No Mesmo dia, o Bahia enfrenta o Náutico, às 19h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco.

 

O técnico Claudinei Oliveira escalou o Santos no esquema 4-4-2, utilizando dois atacantes de velocidade, Thiago Ribeiro e Geuvânio, e apostando em Montillo como uma espécie de falso centroavante. As melhores oportunidades da equipe santista saíram dos pés da revelação santista, que abusava das jogadas individuais contra os defensores do Bahia. Quando não sofria faltas, Geuvânio cruzava ou arriscava finalizações.

 

Aos 30 minutos da primeira etapa, o jovem atacante fez boa tabela com Montillo, e tentou encobrir Marcelo Lomba com um belo chute colocado de perna esquerda, mas o goleiro do Bahia se recuperou na jogada e espalmou para escanteio.

 

Apesar de apostar na velocidade de seus atacantes, o Santos enfrentava dificuldades para superar a retranca do Bahia, que entrou em campo com três volantes e apostava em contra-ataques ou tentava se aproveitar de falhas individuais do time paulista.

 

Em uma dessas falhas, do zagueiro Edu Dracena, que perdeu o “tempo da bola”, o atacante Wallysson teve liberdade na entrada da área e deixou Obina na cara do gol. O centroavante tocou com categoria no canto direito de Aranha, que espalmou para escanteio e salvou o Santos de sair perdendo no placar.

 

O Bahia priorizava as jogadas pelo lado esquerdo do ataque, com Wallyson e o lateral esquerdo Raul. Os dois tentavam aproveitava a fragilidade defensiva do lateral direito Bruno Peres, e insistiam nas jogadas de linha de fundo.

 

Mesmo sem pressionar muito, o Santos fez o gol devido a categoria de Montillo. O gol começou com uma bela assistência do lateral Emerson Palmieri, que driblou o defensor e tocou para o argentino, que driblou o defensor, invadiu a área e chutou cruzado para abrir o marcador.

 

No segundo o tempo, o Santos viu o “trio de medalhões” acelerar o ritmo e garantir a vitória do time. Thiago Ribeiro aproveitou lançamento de Geuvânio, cruzou para Cícero, que cabeceou na entrada da pequena área para ampliar a vantagem.

 

Pouco minutos depois, Cícero, artilheiro da equipe santista em 2013, voltou a brilhar. Em uma bela triangulação que envolveu Thiago Ribeiro e Montillo, o camisa 8 marcou o terceiro do Santos. Além de uma bola na trave no final do jogo, o Bahia não demonstrou reação em nenhum momento da partida, e a equipe santista venceu com facilidade por 3 a 0.

 

FICHA TÉCNICA – SANTOS 3 X 0 BAHIA

Data: 14/11/2013
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ-Fifa)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Público: 13.597 pagantes
Renda: R$ 133.102,00
Cartões amarelos: Hélder (BAH)

Gols: Montillo, aos 36 do primeiro tempo e Cícero aos 20′ e 26 do segundo tempo

SANTOS: Aranha, Cicinho, Edu Dracena, Gustavo e Emerson Palmieri; Alison (Alan Santos), Arouca (Renato Abreu), Cícero e Montillo (Marcos Assunção); Geuvânio e Thiago Ribeiro.
Técnico: Claudinei Oliveira.

BAHIA: Marcelo Lomba, Fabricio Lusa (Madson), Demerson, Titi, Raul; Fahel (Souza), Rafael Miranda, Hélder e Marquinhos (Talisca); Wallyson e Obina.
Técnico: Cristóvão Borges.

 

Fonte: Do UOL, em Santos (SP)

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.