11/12/2023

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Acordo diminui pena a Wallace e dá fim à suspensão da CBV. CONFIRA NOTA OFICIAL DO COB!

3 min read

Por Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br

Wallace, jogador de vôlei Matteo Ciambelli/NurPhoto via Getty Images

A polêmica envolvendo o oposto da seleção brasileira de vôlei Wallace chegou ao fim nesta segunda-feira (15). E a pena do jogador que o impedia de atuar pela seleção foi diminuída de 5 anos para 90 dias, enquanto a CBV pagará apenas uma multa.Wallace disputou a final da Superliga mesmo estando suspenso por incitar ataques a tiro ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, nas redes sociais.

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgou uma nota falando sobre um acordo que foi feito entre todas as partes envolvidas.

O acordo desta segunda-feira foi assinado pelo presidente do COB, Paulo Wanderley; pelo presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca; além do próprio Wallace, do Conselho de Ética do COB e da Advocacia Geral da União (AGU).

Veja abaixo na íntegra a nota divulgada pelo COB:

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) informa que as partes envolvidas no processo ético relacionado ao jogador de vôlei Wallace Leandro de Souza chegaram a um acordo nesta segunda-feira, dia 15 (veja abaixo).

A intenção das entidades esportivas, da Advocacia Geral da União e do Conselho de Ética do COB foi preservar a preparação de atletas e seleções brasileiras, adultas e de base, do vôlei e do vôlei de praia até o fim do ciclo Paris 2024.

“Desde o início, apesar do expresso repúdio do COB e da CBV ao ato do atleta, a tentativa foi sensibilizar todos os envolvidos para que houvesse o menor prejuízo possível para o esporte olímpico e o vôlei brasileiro na caminhada a Paris 2024. A todos eles deixo um agradecimento, pois houve um esforço multilateral para que se chegasse ao entendimento. Entendemos que o momento é de união e retomada, e o acordo consensual não deixa de espelhar valores olímpicos. Entre eles o respeito, que sempre nutrimos pela CBV”, afirmou o Presidente do COB, Paulo Wanderley.

Além disso, COB e CBV promoverão um programa educacional voltado a atletas, treinadores e gestores das confederações para a correta utilização das mídias sociais. O conteúdo será financiado com recursos próprios da confederação.

Confira os pontos do acordo celebrado:

1 – COB e CBV reconhecem a punição de afastamento das competições por 90 (noventa) dias do jogador Wallace Leandro de Souza das quadras, em razão de ter descumpridor punição do CECOB, o que lhe impõe cumprir novamente o período de suspensão antes aplicada por disseminação de violência através de redes sociais, tendo por ofendido o Sr. Presidente da República. Fica mantida a suspensão por 1 (um) ano de convocações ou participações na Seleção Brasileira da Modalidade.

A CBV compromete-se a não questionar o presente acordo em nenhum juízo, instância ou Tribunal, seja no âmbito esportivo ou na Justiça Comum, fazendo cumprir a decisão punitiva em todos os seus termos.

O atleta se compromete a cumprir o afastamento das quadras por esse período.

2 – O COB não reconhece a validade do resultado do jogo Minas Tênis x Sada/Cruzeiro em razão da participação de atleta afastado por determinação do Conselho de Ética do Comitê Olímpico do Brasil, resultado que permanece nulo, para todos os efeitos, para o Comitê Olímpico do Brasil.

3 – A CBV fica obrigada a financiar, com recursos próprios, programa de valorização da postura ética de atletas nas redes sociais, sob a coordenação do Compliance Officer do COB.

4 – Ficam retiradas as demais condenações impostas à CBV.

5 – Ficam retiradas as demais condenações impostas ao senhor Radamés Lattari Filho.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.