25/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Atlético goleia com acrobacia de Diego Costa e tira Milan e Itália da Champions

4 min read

oZigzadoesporte por espn.com.br/UEFA Champions League.

Caiu o último representante na Champions League da Itália, país com maior número de finalistas do principal torneio do futebol europeu, 26 e com o segundo maior número de títulos, 12.

Derrotado por 1 a 0 na ida das oitavas de final, em San Siro, o seu estádio, o Milan voltou a perder do Atlético de Madri, nesta terça-feira, no Vicente Calderón, por 4 a 1 e afundou as chances italianas de voltar a ver a ‘Orelhuda’, apelido dado ao troféu da Champions. O último campeão da ‘Bota’ foi a Internazionale, em 2010.

LEIA MAIS
Assista aos MELHORES MOMENTOS de Atlético de Madri 4 x 1 Milan
Bayern ‘aprende a lição’, empata com Arsenal e garante vaga nas quartas
‘Karate Kid’ Costa: golaço do brasileiro impressiona jornais europeus

Diego Costa começou a eliminar os milanistas já aos dois minutos de partida, em uma espécie de voleio bem ao seu estilo, sacrificando-se para alcançar a bola. Ele ainda fecharia a goleada com chute cruzado no finalzinho. Com sete tentos pelos ‘colchoneros’ em cinco partidas, o brasileiro naturalizado espanhol se tornou o maior artilheiro da história do clube na competição, ultrapassando Aguero e Pantic, com cinco cada um.

Kaká empatou de cabeça, mas Arda Turan recolocou os mandantes em vantagem ainda na etapa inicial. Raul Garcia ampliou de cabeça no segundo tempo.

Fora do torneio europeu pelo segundo ano consecutivo nas oitavas – no ano passado o algoz foi o Barcelona -, resta ao heptacampeão europeu Milan apenas o Campeonato Italiano. E a situação é pouco animadora. Os comandados de Clarence Seedorf estão na décima colocação, com 35 pontos, 20 a menos que o primeiro time hoje classificado à Champions, o Napoli, em terceiro lugar. No próximo domingo, o duelo é contra o Parma, em casa.

O Atlético, campeão europeu em uma oportunidade, em 1974 e de volta às quartas de final após 17 anos, está vivo na liga europeia e na liga nacional, onde no próximo sábado pega o Espanyol, em Madri. A equipe do técnico Diego ‘El Cholo’ Simeone, que há 17 anos era jogador do Atlético, é vice-líder do Espanhol e tem 64 pontos, a três do Real.

O sorteio dos confrontos das quartas de final acontece no dia 21 de março, em Nyon, na Suiça. Os duelos da próxima fase serão disputados em 1 ou 2 e 8 ou 9 de abril.

Único invicto na Champions – ao lado do rival Real Madrid -, o Atlético também tem a melhor defesa da competição – apenas quatro gols tomados -, junto com o Chelsea.

Os atletas de ambos os times usaram braceletes pretos nos braços nesta terça-feira em lembrança a atentado terrorista cometido pela Al Qaeda a quatro trens da rede ferroviária de Madri, em 2004. Foram assassinadas 191 pessoas naquela ocasião.

O jogo 

Com apenas dois minutos de partida, Koke cruzou da entrada da área por cima do zagueiro Rami, e Diego Costa acertou um chute acrobático, pulando com a pena esquerda esticada para abrir o marcador. Foi o gol mais rápido do Atlético na história da Champions.

O Milan só conseguiu finalizar a primeira bola no goleiro Courtois aos 24 minutos. Balotelli finalizou prensado, e o belga agarrou sem dificuldades. E dois minutos depois, Kaká empatou de cabeça. Balotelli lançou Poli na direita com precisão, o jovem meia cruzou, e o veterano brasileiro mandou para a rede. Ele é o maior artilheiro verde-amarelo da Champions, com 30 gols, três a mais que o segundo colocado, Rivaldo. Kaká quase fez outro em cabeçada, aos 35. A bola saiu por cima do travessão.

O confronto havia virado a favor do Milan, mas aos 39, Arda Turan dominou na coxa na entrada da área, arrematou de primeira e contou com desvio de Rami para deixar os mandantes à frente mais uma vez. Raul Garcia, que nesta terça igualou a lenda Luis Aragonés, falecido em fevereiro deste ano, como homem com mais partidas pelo Atlético na Champions – 21 -, ainda esteve próximo de ampliar de voleio antes do intervalo: ‘tirou tinta’ da trave direita de Abbiati.

O técnico Clarence Seedorf sacou o marroquino Taarabt e colocou Robinho na volta para a segunda etapa na esperança de dar novo gás à sua equipe. O ex-santista tentou bom chute cruzado e carimbou o travessão em outra oportunidade, mas não ajudou os italianos.

Aos 25, Raul Garcia decretou a classificação espanhola cabeceando falta enfiada por Gabi na área. Aos 39, com Diego, ex-parceiro de Robinho, em campo pelo Atlético, Diego Costa fez o quarto.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.