25/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Com ‘reservas de luxo’, Cruzeiro inicia defesa de título ante Bahia em alta

4 min read

DoZigzagdoesporte por UOL, em Belo Horizonte.

Atual campeão nacional, o Cruzeiro enfrenta o Bahia, neste domingo, às 16h, na Fonte Nova, em Salvador, disposto a provar que a qualidade do elenco, fator fundamental na conquista do título do ano passado, será novamente o seu diferencial e que poderá levá-lo ao bicampeonato. Para evitar o desgaste dos titulares, em função da Libertadores, o time celeste estreia na competição com 10 reservas e o titular Fábio no gol. O jogo marca o encontro de dois campeões regionais e valerá a entrega simbólica das faixas dos títulos dos estaduais mineiro e baiano.

Para que a festa seja completa, dentro e fora de campo, Bahia e Cruzeiro esperam que a questão de segurança não seja comprometida. Durante a semana, uma greve da Polícia Militar baiana gerou os adiamentos de jogos do Vitória e Bahia, contra J. Malucelli e Villa Nova, pela Copa do Brasil. O fim do movimento, na quinta-feira, tranquilizou a situação, mas a prisão do vereador Marco Prisco (PSDB) e líder grevista, na sexta-feira, gerou nova apreensão, sem que, no entanto, o jogo pelo Brasileiro ficasse ameaçado.

Apontado pela maior parte da imprensa esportiva como o grande favorito – quatro dos sete blogueiros do UOL o apontaram como o campeão do Brasileirão deste ano em enquete – o Cruzeiro concentra boa parte das atenções neste começo de competição. Os jogadores celestes reconhecem que a responsabilidade aumentou e prometem trabalho para confirmar esse favoritismo. Para o técnico Marcelo Oliveira, sua equipe não é a grande favorita, mas um dos candidatos ao título e tem que provar isso, em campo, como fez em 2013.

Um dos mais experientes jogadores do elenco celeste, o volante Tinga, que começará o jogo contra o Bahia, destaca a responsabilidade cruzeirense e vê o time em condições de atingir o objetivo. “Primeiro por defender título, somos os atuais campeões, a responsabilidade grande. Mantivemos grupo de qualidade, chegaram reforços, então, temos a obrigação de jogar o campeonato visando o titulo”, analisou. “Na primeira rodada está todo mundo igual, mas a gente já tem que pensar no primeiro lugar”, acrescentou.

O que faz a equipe mineira ser considerada a grande favorita é o fato do clube ter mantido todo o seu elenco da temporada passada, quando conquistou, sem maiores dificuldades, o título nacional. Ainda chegaram reforços, como Marlone, Marcelo Moreno e Willian Farias, para encorpar o elenco, além do paraguaio Samudio, que se tornou titular.

“É uma coisa que demorou para se adaptar ao campeonato de pontos corridos. Vínhamos durante muitos anos disputando o mata-mata, demoramos a entender que cada jogo é uma decisão, atualmente qualquer time brasileiro sabe a importância desse jogo, do caráter de decisão, temos que iniciar bem o campeonato, ir bem no segundo jogo e encarar cada partida como uma final”, comentou Tinga.

O confronto deste domingo, em Salvador, terá uma atração especial: o encontro do campeão baiano com o campeão mineiro, ambos os títulos conquistados no final de semana passado, diante dos seus principais rivais, Vitória e Atlético-MG. Por isso, antes de a bola rolar, haverá a entrega simbólica das faixas referente aos títulos regionais.

Preocupado com o desgaste dos atletas e de olho na Libertadores, o Cruzeiro repetirá a tática de quase todos os times que iniciam o Brasileirão com foco na competição continental e irá poupar as suas principais estrelas. A equipe que enfrenta o Bahia terá apenas um titular, o goleiro Fábio. Mas isso não significa time fraco. A equipe alternativa tem nomes como Borges, Willian, Nilton, Mayke, Tinga e Léo, entre outros.

O Bahia inicia o torneio nacional motivado a ser uma surpresa. Com a participação na atual edição do Brasileirão, O Bahia se torna o clube nordestino recordista de temporadas seguidas na elite, desde que o campeonato adotou a fórmula de pontos corridos, em 2003, com quatro participações, superando as marcas do Sport, Náutico e Vitória.

O Bahia manteve a base do ano passado, mas trouxe reforços. Os volantes Pittoni e Uelliton, o meia Lincoln e o atacante Maxi Biancucchi chegaram no começo do ano e se juntaram aos remanescentes Marcelo Lomba, os zagueiros Titi e Lucas Fonseca e o volante Fahel, que foram os destaques da equipe em 2013.

Para esta partida Marquinhos Santos não poderá contar com Uelliton, por questões contratuais, já que o o jogador pertence ao Cruzeiro e está emprestado ao clube baiano. Guilherme Santos e Maxi estão machucados. Fahel, com dores no pé direito, é dúvida.

BAHIA X CRUZEIRO

Data: 20/4/2014 (domingo)
Horário: 16h
Local: Fonte Nova, Salvador
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (ASP FIFA-SP)
Auxiliares: Flávio Gomes Barroca (CBF-RN) e Lorival Candido das Flores (CBF-RN)
Transmissão: Globo Minas e Premiére

Bahia
Marcelo Lomba, Diego Macêdo, Demerson, Titi e Pará; Rafael Miranda, Pittoni, Lincoln, Rhayner e Rafinha; Anderson Talisca
Técnico: Marquinhos Santos

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Leo, Wallace e Egídio; Nilton, Souza, Tinga e Marlone; Willian e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.