16/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Após nove anos, Barão volta a perder e não é mais campeão dos galos do UFC.

3 min read

Do Zigzagdoesporte Por ESPN.com.br.

Reuters

TJ Dillashaw comemora a conquista do cinturão dos galos do UFC após vitória sobre Renan Barão
TJ Dillashaw comemora a conquista do cinturão dos galos do UFC após vitória sobre Renan Barão

O cinturão dos pesos galos do UFC tem um novo dono. Depois de nove anos sem saber o que é perder, o brasileiro Renan Barão foi derrotado na noite deste sábado, no evento principal do UFC 172, e perdeu seu título. O novo rei da categoria é TJ Dillashaw, que surpreendeu e saiu com a vitória por nocaute.

Amplo favorito na bolsa de apostas de Las Vegas, palco de sua terceira defesa de cinturão (duas como campeão interino), Barão foi amplamente dominado pelo desafiante, que sequer figurava como um dos principais nomes da categoria. Depois dessa noite, contudo, Dillashaw provou que merece respeito.

Desde o primeiro round, o norte-americano mostrou que seria um duro desafio para Barão, que só havia sido derrotado no MMA em sua primeira luta como profissional, em abril de 2005. Quando a mão direita de Dillashaw encontrou o rosto do brasileiro, já no fim do assalto, o nocaute só não veio por milagre.

A sobrevida de Barão nos primeiros cinco minutos de combate até poderiam indicar aquilo que alguns chamam de sorte de campeão. Mas não neste sábado. Dillashaw seguiu perfeito, sem deixar o brasileiro ser contundente nos ataques, se movimentando bem e, claro, golpeando, minando o jogo do campeão.

Reuters

TJ Dillashaw dominou Renan Barão no UFC 172 e é o novo campeão dos galos da organização
Dillashaw dominou Barão no UFC 172 e é o novo campeão

No terceiro assalto, mais uma vez, Barão flertou com a sensação de ser nocauteado pela primeira vez – sua única derrota viera por decisão dos jurados. Mais uma vez na reta final do round, Dillashaw foi duro nos golpes, mas não finalizou o combate. Àquela altura, porém, tudo já parecia questão de tempo.

 

O quarto round veio e, com ele, a certeza que brasileiro teria dificuldades para reverter a situação. A movimentação de Dillashaw deixou Barão perdido, assim como seu cinturão seria perdido mais tarde: aos 2min26s do último assalto, a mão esquerda do desafiante entrou em cheio e derrubou o campeão.

Foram precisos ainda mais alguns golpes de Dillashaw para que Herb Dean intervisse e decretasse a vitória por nocaute. Com Barão derrubado, os galos tinham um novo campeão, para o delírio do público local e dos companheiros de academia do norte-americano – até então fregueses da Nova União.

Mais do que derrubar Barão, o triunfo de Dillashaw faz com que o Brasil fique com apenas um cinturão no UFC, com José Aldo entre os penas. Para o agora ex-campeão dos galos, contudo, a situação é passageira. “Foi o dia do Dillashaw, mas eu vou voltar. Pode anotar. Vou recuperar o que é meu”, disse.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.