25/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Teliana começa mal, mas ‘acorda’ e acaba com jejum de vitórias do Brasil em Roland Garros.

2 min read

Do Zigzagdoesporte Por ESPN.com.br.

Efe

Teliana Pereira levou susto, mas virou sobre Luksika Kumkhum e venceu na estreia em Roland Garros
Teliana Pereira levou susto, mas virou sobre Luksika Kumkhum e venceu na estreia em Roland Garros

Após 24 anos de ausência, uma mulher brasileira voltou a vencer em Roland Garros. Na manhã desta terça-feira, Teliana Pereira, primeira tenista do país a disputar o torneio francês desde 1990, estreou bem e garantiu vaga na segunda rodada ao vencer a tailandesa Luksika Kumkhum, por 2 sets a 1.

O triunfo, com parciais de 4-6, 6-1 e 6-1, ainda encerra um jejum de tenistas brasileiras na França, já que, desde 1989, quando Andrea Vieira e Niege Dias avançaram à terceira rodada, o país não tinha uma vitória em Roland Garros – em 1990, as representantes do Brasil caíram logo na primeira fase.

A vitória veio com susto, é verdade. A brasileira começou a partida de maneira apática, sentindo a pressão da estreia, e permitiu que a rival abrisse 5-0 no primeiro set. Daí em diante, porém, Teliana acordou e, embora tenha perdido a primeira parcial, não teve dificuldades para buscar a virada na sequência.

Para repetir o desempenho de suas compatriotas em 89 e ir para a terceira rodada, Teliana encara a romena Sorana Cirstea, 26ª cabeça de chave, que venceu a canadense Aleksandra Wozniak, também de virada – parciais 6-7 (3-7), 7-5 e 6-2.  No único encontro entre as tenistas, a brasileira levou a melhor, neste ano, em Charleston.

EFE

Kumkhum começou melhor, mas levou virada de Teliana
Kumkhum começou melhor, mas levou virada de Teliana

“Estou muito feliz. Ninguém pode imaginar o quanto esse momento é especial. Não tenho o que falar. Fiquei muito nervosa, muita coisa passou na minha cabeça. Só quero desfrutar desse momento em Roland Garros. Não sei nem o que dizer”, disse Teliana, ainda em quadra, ao ‘Bandsports’.

O nervosismo de Teliana foi perceptível. Kumkhum conseguiu três pontos no saque da brasileira e serviu para fechar o set com um ‘pneu’, mas não aproveitou. A atual número 94 do mundo diminuiu sua desvantagem para 5-4 e só foi permitir que a tailandesa fechasse a parcial após cinco tentativas.

No segundo set, contudo, Teliana já estava no jogo. A primeira quebra veio no quarto game, abrindo 3-1 para a brasileira. Na sequência, Kumkhum perdeu mais um ponto em seu saque e acabou derrotada, por 6-1. No set decisivo, a parada foi decidida mais rápido, com quebra logo no primeiro game. Resultado: novo 6-1.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.