14/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Spurs vencem Thunder na prorrogação, fecham série e terão chance de vingança contra Heat.

3 min read

Do Zigzagdoesporte Por ESPN.com.br.

Getty

Destaque novamente, Tim Duncan foi decisivo para o San Antonio vencer o Thunder, de Kevin Durant, e avançar à final da NBA
Tim Duncan foi decisivo para os Spurs vencerem o Thunder, de Kevin Durant, e avançar à final da NBA

Em jogo equilibradíssimo e de final emocionante, o San Antonio Spurs garantiu sua presença pelo segundo ano consecutivo na final da NBA. Neste sábado, a franquia do Texas venceu o Oklahoma City Thunder por 112 a 107 na Chesapeake Energy Arena e fechou a série final da Conferência Oeste em 4 a 2.

Com o resultado, o time comandado por Gregg Popovich terá a chance de enfrentar novamente o Miami Heat na final da NBA, repetindo o duelo do último ano. A franquia do Texas, aliás, é a primeira ir para duas finais consecutivas após perder o jogo 7 da decisão anterior – o último havia sido o Detroit Pistons de 1988-1989. A equipe, vice-campeã em 2013, tentará o quinto título, após vencer em 1999, 2003, 2005 e 2007.

No jogo, o principal destaque dos Spurs foi o pivô Tim Duncan. Ele anotou 19 pontos e pegou 15 rebotes. O cestinha da equipe na partida, porém, foi Boris Diaw com 26 pontos. A única nota triste para a equipe foi a lesão do armador Tony Parker. Ele machucou o tornozelo e ficou no banco durante toda a segunda etapa do confronto.

Do lado do Thunder, Russell Westbrook – que perdeu e errou algumas bolas decisivas durante o jogo – foi o cestinha com 34 pontos. Já Kevin Durant anotou um double-double, ao fazer 31 pontos e pegar quatro rebotes.

A partida teve apenas um momento de maior desequilíbrio. No fim do terceiro quarto, os Spurs conseguiram abrir dez pontos de vantagem (79-69). A diferença chegou a onze pontos no início do último tempo, mas o Thunder, aos poucos foi se aproximando.

A 58 segundos do fim, Kevin Durant sofreu falta, converteu dois lances livres e deixou tudo igual: 97 a 97. O atleta entrou em ação novamente com o cronômetro marcando 32 segundos, ao converter um cesta e virar a partida para 99 a 97.

O jogo não estava acabado para os Spurs. Faltando 28 segundo, Ginóbili, sem gastar muito o tempo com a bola, acertou um arremesso de três pontos e virou o marcador novamente: 100 a 99.

Com 15 segundos para o fim, um vacilo. Com a posse de bola, Durant, MVP da temporada, escorregou e perdeu a posse. Jackson fez a falta em Ginóbili. No lance livre, o argentino não foi tão decisivo e acertou apenas um dos chutes: 101 a 99.

A nove segundos do estouro do cronômetro, Westbrook partiu para a jogada individual e sofreu a falta. Dois lances livres convertidos e tudo igual, para felicidade dos torcedores do Thunder. Na última posse de bola do tempo regulamentar, os Spurs não conseguiram a cesta da vitória e o jogo foi para a prorrogação.

Quando o relógio marcava 1min23s, Tim Duncan converteu dois lances livres e deixou os Spurs em vantagem: 108 a 107. O Thunder, então falhou. Westbrook errou um arremesso e perdeu uma bola a 43 segundo do fim. Duncan não perdoou , converteu outra cesta e fez 110 a 107. No fim, os Spurs ainda converteram outro lance livre e fecharam a linha de três pontos para vencer a partida e voltar à final.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.