14/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

A exigência aumentou com Mano no Corinthians. E 2 jogadores viraram exemplo.

3 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por UOL, em São Paulo.

Mano Menezes, aos poucos, reformula o Corinthians. Nesta quarta-feira, fez uma das melhores partidas nos novos moldes da equipe. E, pelo que afirma o treinador, pelo menos dois atletas já viraram exemplo para que os companheiros percebam que houve um aumento na exigência do aceitável para a comissão técnica.

O principal nome é Petros. Líder de desarmes do Brasileirão, o meia dá contribuição impressionante no setor defensivo e serviu como ponto de equilíbrio para deixar apenas Ralf à frente da zaga, com Elias mais livre para chegar ao campo ofensivo. Depois da partida desta quarta-feira, na vitória sobre o Bahia por 3 a 0 pela Copa do Brasil, Mano rasgou elogios ao atleta contratado do Penapolense após o Paulistão. O outro que já cai nas graças é o paraguaio Ángel Romero, que estrou como titular marcando gol, ao lado de Paolo Guerrero no ataque.

Depois da assistência para Elias, Mano aplaudiu Petros no Itaquerão. Depois, explicou: “Quero que ele se desenvolva, por isso foi o aplauso. Ele já é o maior marcador, maior ladrão de bolas. E sei como é… logo, logo nós não vamos ser satisfeitos que o Petros só roube a bola. Nós vamos querer que ele arme, faça gol. Mas ele se dedica muito para desenvolver. Nós temos muitos bons exemplos nesse grupo e isso está fazendo com que outros jogadores enxerguem que o nível da exigência mudou”, falou o treinador, em coletiva.

A utilização de Petros no meio de campo permitiu a Mano Menezes desestruturar o 4-2-3-1 com o qual Tite ganhou a Libertadores e o Mundial, mas que parecia já não funcionar mais desde o segundo semestre de 2013.

“Quando o coloquei na equipe, disse que o Petros era um terceiro jogador de meio de campo. Quando você tem um jogador dessa característica, você quase sempre tem o domínio do setor”, falou o técnico.

Ángel Romero, titular pela primeira vez, foi como o ajuste que faltava ao esquema de Mano Menezes. Com Elias e Petros apoiando Ralf, Jadson ficou mais livre para trabalhar. Guerrero, igualmente, teve mais oportunidades para deixar a área – porque Romero também entra, busca mais as posições de ataque, para receber, do que propriamente a bola, para iniciar jogadas.

“Romero, é a primeira vez que inicia, iniciou bem, movimenta bem, dá opção boa. Eu disse um pouquinho antes do jogo que ele é um jogador que dá profundidade à movimentação do ataque. Nós temos como característica muitos jogadores que vêm ao encontro da bola, mas isso encurta o campo de jogo. Essa foi uma das características que mais nos chamou atenção para contratá-lo. O tipo de movimentação que ele faz, saindo nas costas dos jogadores. Mas sabemos como é o futebol, vamos com calma…”, falou o técnico.

Depois da vitória na Copa do Brasil, que encaminha o Corinthians para as oitavas de final, agora o desafio é contra o Palmeiras, domingo, no Itaquerão. Jadson está suspenso no Brasileirão e não poderá atuar. Deverá ser substituído por Renato Augusto.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.