22/05/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Neymar ‘se vinga’ da Colômbia, e Dunga inicia nova era com vitória; confira os detalhes.

4 min read

Camila Mattoso, de Miami (EUA), para o ESPN.com.br.

BRUNO DOMINGOS/MOWA PRESS

Neymar fez golaço de falta contra Colômbia
Neymar fez golaço de falta contra a Colômbia

Em dia de reencontro, o Brasil conseguiu bater a Colômbia, em Miami, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira, a primeira apresentação após o quarto lugar no Mundial. Com um golaço de Neymar, Dunga retornou ao comando da seleção brasileira com triunfo, com apenas três dias de treinamento, em sua primeira convocação.

Quem ainda pensava que poderia ter alguma mágoa entre o camisa 10 brasileiro e ‘seu vilão’, o lateral Zúñiga, que o tirou da Copa com uma joelhada, nas quartas de final, se enganou. Em campo, os dois conversaram, com gestos carinhosos, e não houve nenhum problema.

Apesar desse clima de paz, o confronto, no geral, foi brigado até demais, teve diversas entradas violentas, que acabaram resultando em sete cartões amarelos e na expulsão de Cuadrado logo no início do segundo tempo.

BRUNO DOMINGOS/MOWA PRESS

Jogo foi bem violento nesta sexta-feira
Jogo foi bem violento nesta sexta-feira

Não faltavam histórias para o duelo, que conseguiu ser emocionante nos quase 90 minutos de bola rolando.

O encontro de Neymar e Zúñiga

Neymar e Zúñiga tiveram a oportunidade de se falarem logo no início, antes mesmo do jogo começar. Capitães de suas seleções, eles trocaram as bandeiras depois do hino, com gestos de carinho das duas partes, mostrando que não há mágoas nem ressentimentos. Durante a partida, o camisa 18 da Colômbia marcou o camisa 10 brasileiro em boa parte do tempo, e chegou a levar até um cartão amarelo em uma entrada um pouco mais dura. Com o clima tranquilo, Neymar teve noite de vingança, fazendo um golaço de falta, já no final do segundo tempo, no ângulo esquerdo de Ospina, dando a vitória para o Brasil.

A revanche da Copa do Mundo

Embora a Colômbia tenha negado isso durante as coletivas de imprensa, o jogo tinha um pouco de revanchismo embutido, por causa da eliminação no Mundial, mesmo dia em que Zúñiga deu a joelhada em Neymar e o deixou fora do restante do campeonato. Nunca antes na sua história, a equipe comandada atualmente por José Pekerman havia ido tão longe em uma Copa, saindo nas quartas de final, com uma grande estrela brilhando, James Rodriguez, que foi o artilheiro, com seis gols marcados. O clima ajudou a diminuir o rótulo de amistoso, fazendo parecer um duelo oficial. Os dois lados entraram com muita garra e a vontade de ganhar era fácil de ver.

O retorno do gaúcho tetracampeão

Dunga fez seu primeiro jogo no que pode ser considerado o início da sua quarta era com a verde e amarela. A primeiro mudança mais notável foi de visual: ele abandonou o look que era feito por sua filha estilista e adotou o tradicional combinado de terno e gravata. Na beira do campo, gritou, gesticulou e até conseguiu cobrar bastante do juiz. Saiu com a vitória, um passo importante para o seu recomeço. Para essa primeira etapa, que tem também o jogo contra o Equador, no dia 9 de setembro, ele decidiu manter 10 jogadores de Luiz Felipe Scolari, por uma questão de hierarquia.

Falcao Garcia de volta à equipe colombiana

Falcao começou o jogo no banco e só foi entrar no meio do segundo tempo. Enquanto isso, a torcida – os colombianos eram maioria no estádio – gritava nas arquibancadas para vê-lo em campo. Depois de ficar lesionado e fora da Copa do Mundo, o amistoso marcou o seu retorno para a seleção colombiana. Com pouco tempo nos gramados, no entanto, não conseguiu mostrar muito do seu futebol, teve uma chance no final, quase empatando.

Oportunidade para outros seis

Além dos onze que começaram jogando, Dunga deu oportunidade para outros seis jogadores: Elias, Fernandinho, Marquinhos, Philippe Coutinho, Robinho, Everton Ribeiro. Com substituições a partir do meio tempo, o técnico usou todas as possíveis e testou outras opções como quis.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 1 X 0 COLÔMBIA

Local: Estádio Sun Life, em Miami (Estados Unidos)
Data: 5 de setembro de 2014, sexta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Dave Gantar (Canadá)
Assistentes: Daniel Belleau (Estados Unidos) e Philippe Briere (Canadá)
Cartões amarelos: Ramires e Luiz Gustavo (Brasil); Cuadrado, Sánchez, Zúñiga, Valdés e Teófilo Gutiérrez (Colômbia)
Cartão vermelho: Cuadrado (Colômbia)
Gol: BRASIL: Neymar, aos 37 minutos do segundo tempo

BRASIL: Jefferson; Maicon, Miranda, David Luiz (Marquinhos) e Filipe Luíz; Luiz Gustavo (Fernandinho), Ramires (Elias), Willian (Éverton Ribeiro) e Oscar (Philippe Coutinho); Neymar e Diego Tardelli (Robinho)
Técnico: Dunga

COLÔMBIA: Ospina; Zúñiga (Mejía), Zapata, Valdés e Armero; Sánchez (Ramos), Ramírez (Arias), Cuadrado e James Rodríguez (Falcao García); Jackson Martínez (Guarín) e Teófilo Gutiérrez (Bacca)
Técnico: José Pékerman.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.