10/12/2023

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Em casa, Vitória vira sobre o Fluminense, mas não deixa a lanterna do Brasileiro; confira tudo da virada do Leão.

4 min read
Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br.
William pica-pau foi um dos destaques da virada rubro negra.
Willian marcou um belo gol.

O enredo parecia que seria como sempre. Mas não. Com uma virada em 45 minutos, o Vitória superou o Fluminense por 3 a 1, em Salvador, nesta quarta-feira, chegou aos 21 pontos, mas ainda não deixou a lanterna do Brasileiro.

Já o Fluminense permaneceu fora do grupo dos quatro melhores colocados do Campeonato Brasileiro, com 35 pontos, empatado com o Grêmio, que joga nesta quinta-feira, contra o Santos.

Na próxima rodada, o Fluminense encara o Flamengo em clássico no Maracanã, no domingo. Já o Vitória também tem clássico regional, contra o Bahia, na Fonte Nova.

O jogo

Já na saída do jogo ficou claro que o Vitória tinha dificuldades de sair jogando sem dar bons espaços ao poderoso ataque do Fluminense. O Tricolor, por sua vez, também tinha receio em deixar a defesa desguarnecida com os avanços.

A primeira boa chance veio com Dinei, aos 16 minutos, que arrancou rumo ao ataque, mas foi impedido por Cavalieri, que teve boa saída. Mas foi o Fluminense quem deu logo as cartas. Com 18 minutos, Fernando cruzou bola na área do Vitória, ela acabou desviada até a ponta direita. Conca pegou a sobra, ajeitou e cruzou no primeiro pau. Cícero, esperto, desviou de pé esquerdo e abriu o placar no Barradão. 1 a 0.

A vantagem tricolor serviu para enervar os donos da casa em campo e a torcida rubro-negra na arquibancada. Irritados com a performance de quem era lanterna até então, as vaias e protestos nao paravam. O jogo ficou mais solto para o Flu. Mas fora um lance em que Fred chutou para boa defesa de Fernández, nada mais aconteceu na primeira etapa.

No segundo tempo, Ney Franco pôs o Vitória mais à frente ao colocar William Henrique, um atacante, na vaga de José Welison, um meia. Mas o Fluminense voltou melhor. Com a estratégia de chamar o Vitória para seu campo e aplicar um contra-ataque, perdeu chances valiosas que fariam falta logo em seguida. Aos cinco minutos, Cícero soltou uma bomba e Fernández fez boa defesa. Fred, pouco tempo depois, teve chance, mas chutou em cima do goleiro.

O Vitória, então, foi para o tudo ou nada. Primeiro, William Henrique assustou Cavalieri em chute aos 21 minutos. A bola foi para escanteio. E aí o jogo mudou. Marcinho cobrou escanteio na área e Dinei, de cabeça, empatou a partida no Barradão. 1 a 1.

O empate mudou o panorama da partida. O nervosismo passou para o Fluminense e o Vitória se embalou na base do abafa. Chutes para frente na tentativa de achar alguém e aproveitar a falha da defesa tricolor. E ela veio. Aos 25 minutos, em bola cruzada da esquerda, William Henrique apareceu sem marcação na área e, de primeira, bateu de perna esquerda para virar o jogo, sem chances para Cavalieri. 2 a 1.

O Fluminense logo em seguida tento empatar com Rafael Sobis, que chutou duas vezes em confusão na grande área, mas as duas pararam no goleiro Fernández. Aí veio o castigo definitivo tricolor e a redenção do Vitória. Aos 30 minutos, em bola chutada para frente, Vinícius arrancou pela esquerda, ganhou na corrida de Bruno e bateu no canto direito de Cavalieri. Vitória 3 a 1. Explosão de alegria no Barradão.

A partir deste momento, o Fluminense não teve mais forças para reagir. Abatido, sem Fred, já substituído por Cristóvão, lutou em vão. Com o apito final, o Vitória sorriu no Barradão.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 17 de setembro de 2014
Horário: 19h30
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP)
Cartão amarelo: Marlon (FLU)
Gols: Cícero (FLU), aos  19 minutos do primeiro tempo; Dinei (VIT), aos 21 minutos, William Henrique (VIT), aos 24 minutos e Vinícius (VIT), aos 30 minutos do segundo tempo.

VITÓRIA: Roberto Fernández, Nino Paraíba, Luiz Gustavo, Kadu e Juan; José Wellison (William Henrique), Cáceres, Richarlyson e Marcinho (Luís Aguiar); Willie (Vinícius) e Dinei
Técnico: Ney Franco

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Henrique, Elivélton e Fernando (Marlon); Diguinho (Valencia), Jean, Cícero e Conca; Rafael Sobis e Fred (Kenedy)
Técnico: Cristóvão Borges

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.