18/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Corinthians leva gol faltando 1s, é eliminado e torcida começa briga. Entenda a confusão.

3 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por UOL, em São Paulo.

Final da liga de futsal 2014
Cabreúva, hoje na algoz Orlândia, era jogador do Corinthians na semi de 2010.

O Corinthians disputou nesta terça-feira sua quinta semifinal de Liga Futsal (o Campeonato Brasileiro da modalidade) consecutiva, e pelo quinto ano seguido foi eliminado antes da decisão. Desta vez, porém, com requintes de crueldade: o time se classificava ao empatar com a Intelli/Orlândia por 1 a 1, na prorrogação, quando levou um gol faltando um segundo, jogando em casa, no ginásio do Parque São Jorge, em São Paulo (o jogo de ida havia sido 0 a 0. O empate na prorrogação daria a classificação ao Corinthians).

A torcida do Corinthians, no mesmo instante do gol, começou uma briga na arquibancada, tentando invadir a quadra. Os jogadores do Orlândia correram para o vestiário e a polícia teve que agir para segurar os torcedores.

De acordo com o técnico do Corinthians, Lucas Chioro, em entrevista à ESPN Brasil, a torcida interpretou que o lance do gol do Orlândia, feito por Dieguinho, foi ilegal – o jogador teria dominado com a mão, mas a bola tocou em sua coxa. Os jogadores Simi e David agrediram o árbitro da partida após o gol, esquentando os ânimos dos presentes nas arquibancadas.

A arbitragem encerrou a partida mesmo com 1,3 segundos faltantes no cronômetro. No vestiário, jogadores do Corinthians seguiram exaltados até a confirmação de que o jogo havia sido encerrado.

A torcida, cerca de 10 minutos depois do gol, começou a ser escoltada pela polícia para fora do ginásio.

 

Reprodução/Sportv

Polícia entra em quadra para conter confusão no jogo entre Corinthians e Intelli/Orlândia

 

“Alguns viram o lance, não sei. Eu estava ali pedindo desculpas, não tenho como falar se o juiz errou. Não é a primeira vez que acontecem esses erros na nossa quadra. Tem que ter uma arbitragem mais preparada para jogos importantes como esse,com quase 10 mil pessoas no ginásio. Infelizmente três ou quatro faltas ele não apitou, mas temos que reconhecer que, como humanos, eles podem errar”, disse Schumacher, capitão do Corinthians, após se dirigir ao vestiário do Orlândia para pedir desculpas pelo ocorrido.

“Ser roubado em casa é complicado. Mas vamos olhar os lances na televisão antes de falar que foi roubado”, completou Schumacher. “Muito triste, a história se repete. Vimos nas imagens que ele (Dieguinho) levou a bola com a mão. É inadmissível acabarem com o ano de uma equipe dessa forma. Não podemos aceitar, muito menos nossa diretoria, nós somos Corinthians”, afirmou Simi, um dos envolvidos na confusão.

O Orlândia, na decisão, encara o Sorocaba, time de Falcão – o astro disputará pelo 10° ano seguido a final do principal torneio de futsal do país.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.