18/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Torcedores do Chelsea que cometeram ato racista são banidos do futebol por 5 anos.

2 min read

DoZigzagdoesporte.com.br por Carlos Fiúza com AFP e agência EFE..

622 c0805c6d 376f 3eee 877f 8e9df8e79d43
Torcedores do Chelsea cantam ‘somos racistas’ e impedem homem negro de entrar no metrô; veja

Cinco torcedores do Chelsea foram banidos de todas as partidas de futebol por cinco anos depois do incidente de racismo em Paris, em fevereiro. A decisão foi tomada por um tribunal do Reino Unido nesta quarta-feira.

Os torcedores, incluindo o ex-policial Richard Barklie, participaram do episódio no qual um francês negro foi insultado e impedido de entrar em um vagão do metrô depois da partida do time inglês contra o Chelsea pela Uefa Champions League.

“Isso foi repugnante, desagradável, ofensivo, arrogante e completamente inaceitável e não pode ser permitida em uma moderna e civilizada sociedade”, disse o juiz Gareth Branston, da Corte de Magistrados de Stratford. “Isso deve ser erradicado.”

Branston falou que Barklie, de 50 anos, e o Josh Parsons, de 20, tiveram um papel central no abuso racial e nos empurrões contra Souleymane Sylla. Ele os acusou de “conduta agressiva e desordeira.”

Barklie defendeu-se no tribunal afirmando que que não havia um motivo racista para empurrar Sylla e que o acusou o francês de “agressão” por tentar embarcar em um trem lotado.

O ex-policial, Parsosns e William Simpson, de 26 anos, foram banidos por cinco anos de jogos de futebol. um quatro torcedor, Jorday Munday, de 20 anos, foi acusado de participar do canto racista e foi suspenso por três anos. Um quinto fã no mesmo caso, Dean Callis, de 32, já tinha recebido uma punição de meia década pela sua participação.

O incidente, capturado por um celular, provocou uma condenação feral, e o Chelsea já baniu os cinco torcedores do Stamford Bridge. As imagens mostraram que o grupo, além de impedir Sylla de entrar no metrô, gritaram: “somos racistas e somos orgulhosos disso.”

Ainda que as provas não deixem dúvidas, o agredido assegurou, em um comunicado lido no tribunal nesta quarta, que foi “violentamente” expulso do trem por torcedores do Chelsea, que comemoravam enquanto indicavam a cor de sua pele.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.