23/05/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Acompanhe giro pela rodada da NBA. brsileiros em quadra; confira resultados

4 min read

Do ZigZag do Esporte/NBA.

Splitter sai machucado, Spurs batem os Pelicans e vencem a 11ª seguida; Celtics triunfam.

O San Antonio Spurs conquistou nesta segunda-feira sua 11ª vitória seguida na temporada, ao bater, por 112 a 93, New Orleans Pelicans, em casa. O pivô brasileiro Tiago Splitter esteve em quadra por apenas 13 minutos, até sofrer uma lesão no tornozelo faltando cinco minutos para o final do primeiro tempo.

No tempo em que esteve em quadra, o brasileiro conseguiu 11 pontos, seis rebotes, um toco e uma assistência. Depois, permaneceu o restante do jogo no banco por precaução. O nome da vitória foi o ala-armador Manu Ginóbili, que saiu do banco, para marcar 16 pontos, seis assistências e cinco rebotes.

Os outros veteranos dos Spurs também tiveram atuações consistentes. O francês Tony Parker teve 14 pontos e sete assistências, e ala-pivô Tim Duncan chegou aos 10 pontos. Mais jovem que os companheiros, o ala Kawhi Leonard foi o melhor no garrafão com 11 rebotes.

Além dos ‘nomes de sempre’ entre os destaques, os reservas também foram bem para os Spurs, com o banco da equipe conseguindo 65 pontos. O ala-armador italiano Marco Belinelli anotou 14, com quatro cestas de três; o ala-pivô francês Boris Diaw fez 13 e o armador australiano Patty Mills marcou 12.

A vitória deixou os Spurs com a marca de 13 vitórias e apenas uma derrota, a melhor campanha da Conferência Oeste e da liga junto com o Indiana Pacers, que ganhou do Minnesota Timberwolves por 98 a 84, no Leste.

Os Spurs também estão invictos em San Antonio, com sete vitórias e têm o melhor começo de temporada na história da equipe, que volta à quadra na próxima quarta-feira, em Oklahoma City, para encarar o Thunder de Kevin Durant.

Getty

Boston Celtics passou pelo Charlotte Bobcats

Pelos Pelicans, o ala-pivô Ryan Anderson anotou 17 pontos e liderou o ataque da equipe. O time de Nova Orleans ocupa a 13ª colocação da Conferência Oeste e enfrenta na próxima rodada, já nesta terça, o Golden Sate Warriors em casa.

Celtics batem os Bobcats – O Boston Celtics, do pivô Vitor Faverani, venceu nesta segunda-feira o Charlotte Bobcats, fora de casa, por 96 a 86. O brasileiro começou mais uma vez no banco de reservas e esteve em quadra por 13 minutos, marcando cinco pontos, dois rebotes e uma assistência.

O destaque dos Celtics foi o armador Jordan Crawford, com 21 pontos, cinco assistências e quatro rebotes. A vitória deixou a equipe de Boston com campanha de seis vitórias e dez derrotas, na 10ª posição da Conferência Leste. O rival na próxima rodada, quarta-feira, é o Memphis Grizzlies, em casa.

Pelos Bobcats o melhor jogador foi o armador Kemba Walker, com 28 pontos, cinco assistências e seis rebotes. A equipe está na quinta colocação da Conferência Leste e recebe o líder, Indiana Pacers, em casa na próxima quarta-feira.

Veja outros resultados da rodada desta segunda-feira da NBA:
Charlotte Bobcats 86 x 96 Boston Celtics.
Indiana Pacers 98 x 84 Minnesota Timberwolves.
Detroit Pistons 113 x 94 Milwaukee Bucks.
Miami Heat 107 x 92 Phoenix Suns.
Memphis Grizzlies 86 x 93 Houston Rockets.
Dallas Mavericks 96 x 110 Denver Nuggets.
Utah Jazz 89 x 83 Chicago Bulls.
Portland Trail Blazers 102 x 91 New York Knicks.

 

Bulls caem para o pior time da NBA e perdem a quarta seguida.

O momento é mesmo delicado para as projeções do Chicago Bulls. No dia em que soube que não terá mais Derrick Rose até o final da temporada, a equipe acabou derrotada pelo pior time da NBA, o Utah Jazz, na prorrogação, por 89 a 83, e acumulou seu quarto revés seguido na liga.

Para piorar, Kirk Hinrich, responsável por substituir Rose na armação dos Bulls, teve mais uma atuação ruim, nesta segunda, com apenas um ponto, na linha de lance livre, e apenas quatro assistências – ainda assim, foi o líder da equipe na estatística – em quase 36 minutos em quadra.

Além de ser a quarta derrota consecutiva da franquia de Chicago, o revés também foi o sexto em jogos fora de casa. O desempenho é o pior desde 2010, quando os Bulls ficaram dez jogos sem vencer entre os fevereiro e março – na ocasião, o time foi aos playoffs em oitavo no Leste.

Os destaques dos Bulls foram o ala Luol Deng e o ala-pivô Carlos Boozer conseguindo duplo-duplos, liderando a pontuação, com 24 e 26 pontos, e ainda contribuindo com 10 e 16 rebotes, respectivamente. O pivô Joakim Noah foi outro com dois dígitos em duas estatísticas, com 10 pontos e 13 rebotes.

Já o Utah Jazz, com a vitória, se livra do pior início de temporada história da franquia, conseguindo dois triunfos em 16 partidas. Assim, o recorde negativo segue com o time de 1974-75 – ano de estreia da equipe -, que obteve apenas um triunfo em seus primeiros 16 jogos.

Para conseguir vencer, o Jazz contou com todo seu quinteto titular pontuando na casa de dois dígitos: Richard Jefferson, com 15; Marvin Williams, com 17 (e nove rebotes); Derrick Favors, com 10; Gordon Hayward, com 15 (e 12 assistências); e Trey Burke, com 14.

Tentado retomar o caminho das vitórias, os Bulls segue atuando fora de casa, nesta quarta-feira, contra o Detroit Pistons, de campanha similar ao time de Chicago – ambos com seis vitórias, mas a equipe de Michigan com um jogo a mais – na Conferência Leste. Já o Jazz só joga na sexta, contra o Phoenix Suns.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.