18/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Por Carlos Fiúza de Salvador para o Zigzagdoesporte.com.br

Na condição de Analista esportivo tenho que me posicionar, é o mínimo que devo fazer e sugiro que os torcedores, dirigentes, e o Conselho Deliberativo façam o mesmo.

Tenho observado alguns fatos no Esporte Clube Bahia:

  • Contratação de treinadores, resolveram demitir Guto Ferreira o que se espera? Um treinador no mínimo melhor do que o que estava saindo, correto? Deveria, mas contrataram o Enderson Moreira que por sua vez não rendeu o que a Gestão de Futebol esperava, e nem podia; pois é do mesmo nível que o Guto ou pior por sua vez Enderson foi demitido. Ai o torcedor pensa agora vem um grande treinador, certo? Errado! Veio um ainda pior que os dois anteriores.
  • Preparação física dos jogadores: Por favor quem puder me responda por gentileza.

Como pode ao final de uma temporada há 03 jogos do final da temporada ainda tem jogadores que não suportam jogar nem 45 minutos, ou seja, ½ tempo de jogo? Posso exemplificar, e vou: Lucas Mugni, Ricardo Goulart e até mesmo Daniel não suportam. Daí o treinador precisa fazer uma alteração durante o jogo, ele tem dois meias em campo que na pratica municiam o esquema tático da equipe ou deveriam o treinador saca os 02 e põe dois jogadores de marcação tira Daniel e Mugni e entram Rezende e Miqueias. A pergunta que não quer calar? Quem arma o time ofensivamente? Eu, o torcedor ou quem? Com a palavra a Gestão de futebol do clube e os Dirigentes!

  • SAF: Quando começou-se a falar de SAF no Bahia diziam que o clube tinha um passivo de pouco mais de R$100 milhões com a provável SAF quase definida esse passivo já chega a quase R$300 milhões. Porquê esse valor quase triplicou durante a negociação da SAF? Com a palavra a Direção Executiva do clube e o Conselho Fiscal.

Com a SAF o grupo City espera sucesso num novo mercado, uma nova meta, o torcedor espera um time competitivo e disputando títulos grandiosos e os dirigentes o que veem? Em se tratando de Brasil, infelizmente o dirigente do clube ver a possibilidade de se favorecer, se beneficiar. Nesta história de SAF do Bahia, o Grupo City e o torcedor vão se ferrar, enquanto os dirigentes e componentes do Conselho fiscal, esses, provavelmente vão se dar bem! O título desta crônica é POR OBRIGAÇÂO FAZER O MELHOR, era o que eu, a torcida e o grupo City esperamos da SAF, mas temo que o torcedor, eu e o gripo City vamos amargar mais frustrações do realizações, e repito, com a palavra o politico por opção que esta Presidente do clube…

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.