23/02/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Reencontros, ‘tabu’ no frio e ‘profecia’: o guia da primeira semana dos playoffs da NFL

7 min read

2014 chegou e, com o novo ano, um dos momentos mais aguardados dos esportes americanos: os playoffs da NFL. Após dezessete semanas de ação, oito times vão a campo para o início da série de confrontos de mata-mata que definirá, daqui a duas semanas, quem viajará a Nova Iorque para o Super Bowl XLVIII. Broncos e Patriots, número 1 e 2 da AFC, respectivamente, e Seahawks e Panthers, o dois melhores times da NFC, folgam, e assistem “de camarote” a quem enfrentarão na próxima semana. O número 1 de cada conferência pega o pior rankeado entre os dois times que avançarem nesta fase de “wildcard”, e o número 2 pega o melhor. Vale lembrar que o time de melhor campanha sempre tem a vantagem de jogar em casa. Os canais ESPN, o ESPN.com.br e o WatchESPN acompanham tudo.

INDIANAPOLIS COLTS (4) X KANSAS CITY CHIEFS (5)
Getty

Andrew Luck e Jamaal Charles liderarão os ataques de Colts e Bengals na abertura dos playoffs
Andrew Luck e Jamaal Charles liderarão os ataques de Colts e Chiefs na abertura dos playoffs
Os playoffs começam com um reencontro. Há duas semanas, os Colts (11-5) foram a Kansas City e não tomaram conhecimento dos Chiefs (11-5), vencendo por 23 a 7. Agora, a história é diferente, e o confronto vale uma vaga na próxima fase da pós-temporada. O palco também é outro: o LucasOil Stadium, estádio fechado onde os Colts, campeões da AFC Sul com três semanas de antecedência, costumam ter sucesso. A aposta dos donos da casa, é claro, é o QB Andrew Luck, que já liderou 10 campanhas vitoriosas em finais de jogos em apenas duas temporadas na NFL. O veterano linebacker Robert Mathis, que liderou a liga com 19,5 sacks, também promete “aterrorizar” os Chiefs.
Mas a defesa é a especialidade dos visitantes, que emplacaram nada menos que cinco jogadores do setor no Pro Bowl. Um deles é dúvida para a partida: o linebacker Tamba Hali, com um problema no joelho. O offensive tackle Eric Fisher, seleção número 1 no último draft, é baixa confirmada, com lesões na virilha e no ombro. No ataque, os Chiefs apostam no running back Jamaal Charles, que liderou todos de sua posição com 19 TDs na temporada. O QB Alex Smith, que tem apenas uma campanha vitoriosa na carreira, mesmo sendo cinco anos mais velho que o rival Luck (29 contra 25 anos), também terá de se superar se quiser levar seu time à vitória. O jogo começa às 19h35 (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN, ESPN HD e do WatchESPN.
PHILADELPHIA EAGLES (3) X NEW ORLEANS SAINTS (6)
Gazeta Press

Jogo terrestre x jogo aéreo: LeSean McCoy e Drew Brees liderarão ataques de Eagles e Saints no frio
Jogo terrestre x jogo aéreo: LeSean McCoy e Drew Brees são os personagens do provável ‘shootout’ no frio
Conforme a noite for caindo, o foco mudará do climatizado LucasOil para o frio do Lincoln Financial Field, na Filadélfia, que deve registrar temperaturas negativas durante o confronto entre Eagles (10-6) e Saints (11-5). A notícia não é boa para os visitantes, que estão acostumados a jogar no Superdome e costumam sofrer em estádios abertos e temperaturas baixas. Em 2013, os Saints tiveram uma campanha perfeita de oito vitórias dentro dos seus domínios, mas perderam cinco fora de casa. Pior: campeão do Super Bowl há quatro anos, o time nunca venceu um jogo de playoffs longe de Nova Orleans. Foram cinco derrotas, incluindo um jogo para lá de surpreendente contra os Seahawks de 2010, o primeiro time da história a ir aos playoffs com uma campanha negativa na temporada regular (7-9).
Em campo, o foco será nos ataques, o segundo (Eagles) e quarto (Saints) em jardas por jogo no ano. No lado dos mandantes, o maior destaque vai para o running back LeSean McCoy, líder da NFL em jardas terrestres e jardas “de scrimmage”. O QB Nick Foles também tem impressionado com a consistência, e foi o diferencial na “arrancada” de sete vitórias e uma derrota do time na segunda metade do ano. Os Saints, por outro lado, seguem se apoiando no QB Drew Brees, número 2 em jardas aéreas, atrás apenas de Peyton Manning. Seu principal alvo é o TE Jimmy Graham, que liderou todos os recebedores com 16 TDs. A única baixa relevante é o RB Pierre Thomas, que deve, no entanto, ser bem substituído por Mark Ingram e Darren Sproles. Expectativa de um grande duelo ofensivo, e um prato cheio para quem gosta de muitos pontos e jogadas explosivas. A partida começa às 23h10 (de Brasília) e tem transmissão da ESPN, ESPN HD e do WatchESPN.
CINCINNATI BENGALS (3) X SAN DIEGO CHARGERS (6)
Getty

A.J. Green é o 'go-to guy' do QB Andy Dalton nos Bengals; 'renascido', Philip Rivers é a esperança dos Chargers
A.J. Green é o alvo nº 1 do QB Andy Dalton nos Bengals; ‘renascido’, Philip Rivers é a esperança dos Chargers
O domingo começa com mais um reencontro da temporada regular. E dos mais improváveis. Após parecerem virtualmente eliminados, os Chargers (9-7) venceram os rivais Chiefs de forma emocionante na semana 17 e se beneficiaram de derrotas de Dolphins e Ravens para se garantirem na pós-temporada pela primeira vez desde 2009. A chave para o sucesso no ano foi o QB Philip Rivers, que voltou à velha forma e foi o quarto da liga em TDs lançados. Já os Bengals (11-5) venceram a AFC Norte sem grandes dificuldades, sob a batuta de um dos melhores WRs da atualidade, A.J. Green, e de uma fortíssima defesa, a terceira da liga em jardas cedidas por jogo. A grande questão que paira sobre Cincinnati é o potencial do QB Andy Dalton, que, apesar dos números sólidos em três anos como profissional, tem um retrospecto de 0-2 nos playoffs, com nenhum TD e 4 interceptações lançadas. Esta será, talvez, a última chance do camisa 14 provar seu valor no “mata-mata”.
Quando os times se enfrentaram na semana 13, em San Diego, quem levou melhor foi Cincinnati, que segurou o forte ataque dos Chargers a apenas 10 pontos e, no embalo de três turnovers forçados, marcou outros 17 para sair vitorioso. Será que o time do técnico Marvin Lewis repetirá a dose, agora em seus domínios? Ou os visitantes continuarão a surpreender e se aproximarão do cumprimento de uma “profecia” dos playoffs nos últimos anos (ver “Em Números”, abaixo)? A bola oval entra em jogo às 16h05 (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN, ESPN HD e do WatchESPN.
GREEN BAY PACKERS (4) X SAN FRANCISCO 49ERS (5)
Getty

De volta de lesão, Aaron Rodgers liderará os Packers; Kaepernick tentará levar os 49ers à vitória sobre os rivais pela terceira vez
De volta, Aaron Rodgers liderará os Packers; Kaepernick e os 49ers tentarão vencer os rivais mais uma vez
A primeira semana dos playoffs termina com o mais aguardado dos déjà-vus. Vice-campeões do Super Bowl em 2012, os 49ers (12-4) contaram com 181 jardas terrestres de Colin Kaepernick – um recorde na carreira do QB – para vencer os Packers (8-7-1) por 45 a 31 na segunda rodada da pós-temporada daquele ano. Green Bay teve a chance de se vingar dentro de casa logo na abertura de 2013, mas novamente teve a defesa “atropelada” pelo jovem Kaepernick, que teve a maior marca de jardas aéreas desde que entrou na liga: 412. Agora, os “mordidos” Packers terão mais uma chance de dar o troco em seus domínios. O diferencial para a abertura da temporada será o frio no Lambeau Field, que, segundo a previsão do tempo local, registrará 18 graus celsius negativos no começo da partida. Tarefa difícil para um rival acostumado ao calor da Califórnia.
A aposta dos donos da casa, é claro, é no QB Aaron Rodgers, que retornou de lesão no ombro na semana 17 para levar Green Bay a uma vitória no fim sobre os rivais mortais Bears, e a uma classificação aos playoffs que parecia improvável após a perda do camisa 12 por sete jogos. A grande baixa será o linebacker Clay Matthews, grande estrela dos Packers no lado defensivo da bola. Além do “algoz” Kaepernick, os 49ers contarão com o RB Frank Gore, selecionado ao Pro Bowl, e uma das defesas mais temidas da liga, liderada pela dupla de linebackers Patrick Willis- NaVorro Bowman. O veterano cornerback Carlos Rogers é dúvida, com uma lesão na coxa. O jogo começa às 19h40 (de Brasília),

EM NÚMEROS

33 a 30 foi o placar da vitória dos Chargers no primeiro jogo em casa dos Eagles na temporada, na semana 2. Inacreditavelmente, os últimos quatro campeões do Super Bowl (Ravens, Giants, Packers e Saints) também venceram os Eagles no primeiro jogo da equipe na Filadélfia. Sorte San Diego já provou que tem, contando com um erro do kicker Ryan Succop para vencer os Chiefs na prorrogação na semana 17 e se garantir nos playoffs. Será que a “profecia” do campeão vai se concretizar mais uma vez?
49 vitórias e apenas 11 derrotas têm Broncos, Seahawks, 49ers e Chiefs juntos no ano. Todos os quatro times foram derrotados pelo Indianapolis Colts durante a temporada regular.
104.2 é o QB rating de Drew Brees nos playoffs. O camisa 9 dos Saints só é superado por Bart Starr, que encerrou a carreira com uma média de 104.8. O terceiro da lista é outro QB que estará na pós-temporada deste ano: Aaron Rodgers, com 103.6. O camisa 12 dos Packers também é o líder de rating na história da temporada regular, com 104.9. Nick Foles, dos Eagles, foi o número 1 da liga em 2013 com impressionantes 119.2 em 10 jogos como titular. Vale lembrar que o máximo possível é 158.3.

Fonte: Espn

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.