21/02/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

DoZigzagdoesporte por Carlos Muniz.

MLS.

Fora de casa, o time do goleiro da seleção brasileira Julio César, o Toronto FC, tirou a invencibilidade do líder Columbus Crew por 2 a 0, gols de Bradley e Nakajima-Farran, em Ohio. Com o resultado, a equipe empatou com o próprio Columbus Crew em número de pontos, nove, mas permanece na vice-liderança da Conferência Leste da Major League Soccer (MLS) por ter um saldo de gols inferior. A partida foi válida pela quarta rodada.

A partida ocorreu sem maiores transtornos para o Toronto FC. Logo aos dez minutos de jogo, Marl Bloon lançou Michael Bradley, que invadiu a área pela direita e bateu cruzado. 1 a 0. O Columbus Crew até manteve a maior posse de bola, mas ameaçava pouco a meta do goleiro Julio César.

O titular de Luiz Felipe Scolari foi exigido na primeira chance em uma cobrança de falta de Higuaín, irmão do atacante do Napoli, no segundo tempo, em que fez boa defesa. No restante, foi um mero espectador. De seu gol, ele assistiu ao também brasileiro Gilberto acertar a trave.

Aos 39 minutos, Morrow fez boa jogada pela esquerda de ataque do Toronto FC e cruzou para a área. Nakajima-Farran se antecipou à zaga e tocou para o fundo do gol. 2 a 0. Aos 48 minutos do segundo tempo, Julio César trabalhou para evitar o gol de honra do Columbus Crew. Finlay fez boa jogada pela direita, entrou na área e bateu de perna esquerda. Julio César defendeu e a bola ainda resvalou na trave superior. Fim de jogo e alegria no Toronto.

Confira outros jogos deste sábado da MLS:

Montreal Impact 2×2 New York Red Bulls
Chicago Fire 2×2 Philadelphia Union
Portland Timbers 4 x 4 Seattle Sounders
Montreal Impact 2 x 2 New York Red Bulls
Chicago Fire 2 x 2 Philadelphia Union
Columbus Crew 0 x 2 Toronto
Vancouver Whitecaps 1 x 2 Colorado Rapids
DC United 2 x 0 NE Revolution
Houston Dynamo 1 x 4 FC Dallas

CAMPEONATO INGLÊS.

QPR e Wigan perdem, e Leicester City é o primeiro promovido à 1ª divisão do Inglês.

O Campeonato Inglês conheceu neste sábado um de seus novos participantes para a próxima temporada. O Leicester City garantiu o acesso da segunda para a primeira divisão mesmo sem ir a campo.

Divulgação/Leicester City

Leicester City está de volta à Premier League após dez anos
Leicester City está de volta à Premier League após dez anos

Depois de ter vencido o Sheffield Wednesday na sexta-feira por 1 a 0, o Leicester precisa de dois resultados para confirmar a promoção, e eles vieram neste sábado: o Queens Park Rangers e o Derby County perderam para o Bournemouth por 2 a 1 e para o Middlesbrough por 1 a 0, respectivamente.

Dessa forma, o Leicester segue na primeira posição com 89 pontos e abre 19 para o terceiro colocado Queens Park Rangers – o Derby County está uma colocação e um ponto atrás – e não pode ser mais ultrapassado pelos dois, já que restam apenas seis rodadas para o término da segunda divisão.

Somente o campeão e vice-campeão da competição – que, atualmente, é o Burnley com 80 pontos – garantem o acesso de forma direta. Os times que ficarem entre o terceiro e sexto lugares jogarão um playoff na luta pela última vaga na elite.

O Leicester City, assim, retorna à Premier League após dez anos de ausência. A equipe foi rebaixada em 2003-04 ao terminar na 18ª colocação.

CAMPEONATO FRANCÊS.

Sem Ibra e com time misto, PSG bate Reims com dois gols contra e pode ser campeão na próxima rodada.

O Paris Saint-Germain não precisou de Ibrahimovic e nem de boa parte do seu time titular. Com um ‘mistão,’ a equipe bateu o Stade de Reims por 3 a 0, neste sábado, pela 32ª rodada do Campeonato Francês e ficou muito perto do título, que pode vir já no próximo final de semana.

Cavani até fez sua parte substituindo o sueco, mas quem ‘brilhou’ mesmo no setor ofensivo do time da capital foi o lateral direito Mandi, do Reims, que marcou nada menos que dois gols contra. No primeiro, ele deu azar em cabeceio de Lucas que acertou a trave, mas, na segunda vez, deu um belo chute no ângulo.

Com o triunfo, o PSG chegou a 79 pontos e abriu 16 de vantagem para o vice-líder Monaco, que entrará em campo no domingo, contra o Nantes, em casa, às 16h (de Brasília). Em caso de tropeço do time do Principado, os comandados de Laurent Blanc ficarão com a taça com uma vitória sobre o Lyon, fora de casa, no próximo domingo.

Mesmo que o Monaco ganhe seu próximo jogo, o clube de Paris poderá levantar a taça daqui oito dias caso ganhe e o seu concorrente ao título perca, fora de casa no sábado que vem para o Rennes.

Vindo de um ótimo triunfo na quarta por 3 a 1 sobre o Chelsea pela ida das quartas de final da Uefa Champions League, o Paris Saint-Germain foi a campo com uma formação com muitos reservas.Dos atletas que costumam ser titulares, apenas Sirigu, Van der Wiel, Thiago Silva, Pastore e Cavani começaram o jogo.

Aliás, o uruguaio, que reclamou por estar jogando no lado do campo – fora de sua posição original -, teve a chance de ser centroavante neste sábado, já que Ibrahimovic sofreu lesão muscular na coxa diante do Chelsea e será desfalque por um mês. Das tribunas, o sueco assistiu à vitória do seu time e deu autógrafos.

Aproveitando a chance no lugar onde mais gosta, Cavani abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo após completar cruzamento rasteiro da direita de Van der Wiel.

A vitória seria sacramentada logo na volta do intervalo. Aos três minutos, Digne levantou da esquerda, e Lucas cabeceou caprichosamente na trave. Na sequência, a bola acertou Mandi, que estava em cima da linha do gol, e entrou.

O brasileiro, por sinal, foi titular e teve boa atuação. Ele acabou substituído por Ongenda aos 27 minutos do segundo tempo e foi aplaudido pela torcida.

Agora, o PSG focará na Champions League, pela qual entrará em campo na terça-feira diante do Chelsea, em Stamford Bridge, às 15h45. A equipe poderá perder por um gol de diferença – ou até por dois, desde que marque dois – que irá às semifinais da competição.

CAMPEONATO ITALIANO.

Icardi faz dois, mas Inter falha na zaga, perde pênalti e só empata com o Bologna.

Neste sábado, com falhas da zaga e pênalti perdido, a Internazionale só empatou em 2 a 2 com o Bologna, que briga contra o rebaixamento, e pode perder a quinta colocação do Campeonato Italiano. O jogo foi disputado no Estádio Giuseppe Meazza e válido pela 32° rodada do torneio.

O primeiro gol do time da casa saiu logo aos seis minutos do primeiro tempo com Icardi. Nagatomo, que é o defensor com mais participações nos gols da Internazionele (10), cruzou da esquerda e o argentino bateu de primeira, superando o goleiro Curci.

O gol de empate do Bologna saiu de uma jogada que levou Handanovic, goleiro da Internazionale, do céu ao inferno. Após fazer uma grande defesa com os pés, o esloveno viu a bola sobrar para o meio-campo italiano Pazienza, que chutou de fora da área, e a bola passou por baixo de Handanovic.

A Internazionale conseguiu voltar à frente do placar aos 18 minutos, novamente com Icardi. Hernanes avançou pelo meio de deu bom passe para o argentino, que cortou para a direita e acertou um belo chute no ângulo esquerdo da meta. Um golaço.

No entanto, a Inter permitiu que o Bologna igualasse o marcador dez minutos depois. Após cruzamento na área, a bola bateu no zagueiro português Rolando, que escorregou quando tentou afastar o perigo e viu a bola sobrar para o grego Kone marcar.

A Internazionale teve a chance de vencer o jogo com um pênalti sofrido por Icardi já no fim. No entanto, o goleiro italiano Curci defendeu a cobrança batida por Diego Milito, decretando o empate.

Com o tropeço, a Internazionale foi a 49 pontos, perdeu a chance de ultrapassar a Fiorentina na quarta colocação e, de quebra, pode ser ultrapassada pelo Parma, que joga neste domingo contra o Napoli. O resultado também não serviu muito para o Bologna, que foi a 27 pontos, mas permanece apenas dois acima da zona de rebaixamento.

O jogo ainda contou com uma homenagem ao lateral-esquerdo romeno Chivu, que se aposentou nesta semana após sete anos defendendo as cores da Internazionale.

Na próxima rodada, a Internazionale enfrentará a Sampdoria, no próximo domingo, fora de casa, às 10h. No mesmo dia, o Bologna medirá forças contra o Parma, em seu estádio, às 7h 30.

CAMPEOATO ESPANHOL.

Atlético joga ‘para o gasto’, mas vence o Villarreal e mantém liderança.

Contando com o apoio massivo de mais de 55 mil torcedores no Vicente Calderón, o Atlético de Madri chegou até a passar sufoco, mas mesmo assim fez o dever de casa e conseguiu os 3 pontos ao vencer o Villarreal por 1 a 0 na manhã deste sábado, em duelo válido pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol.

Raul Garcia marcou o gol do Atlético aos 14 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio de Koke, Garcia completou de cabeça para abrir o placar no Calderón e levar os colchoneros à loucura.

Após o golaço em pleno Camp Nou no meio de semana pelas quartas de final da Uefa Champions League, Diego foi titular no time de Simeone, que não contou com o lesionado Diego Costa. O meia brasileiro atuou por 25 minutos e saiu de campo aplaudido.

Este resultado é crucial para o Atlético de Madri nesta reta final do Campeonato Espanhol com três times disputando o título. Os colchoneros vão aos 79 pontos e pressionam Barcelona (75) e Real Madrid (73) para não se distanciarem da liderança.

Agora o Atlético de Madri volta suas atenções mais uma vez para a Uefa Champions League. Na quarta-feira, o Atlético recebe o Barcelona no Calderón pelo jogo de volta das quartas de final. Na ida, empate por 1 a 1 no Camp Nou.

Com isso, empate sem gols dá a vaga ao Atlético de Madri. Um novo 1 a 1 leva a partida para a prorrogação, empate por dois ou mais gols dá a classificação ao Barcelona, enquanto qualquer vitória simples classifica o time que triunfar.

Real Madrid também faz sua parte, goleia Real Sociedad e não deixa líderes dispararem.

Nada de mudança entre os líderes. Depois de Atlético de Madri e Barcelona fazerem sua parte e vencerem seus jogos neste sábado, horas depois, foi a vez de o Real Madrid cumprir o objetivo. A equipe merengue visitou a Real Sociedad no Anoeta e triunfou por 4 a 0, pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol.

Com os resultados, o Atlético segue isolado na liderança com 79 pontos, apenas um a mais do que o Barcelona, e o Real Madrid vem no terceiro lugar com 76. Já a Real Sociedad, na sexta posição com 50 pontos, perdeu a chance de abrir vantagem para o Villarreal, que perdeu justamente para o primeiro colocado e está com 49 pontos, fora da zona de classificação à Liga Europa.

CAMPEONATO ALEMÃO.

Nada de campeão invicto: Bayern cai para Augsburg e perde invencibilidade na Bundesliga.

Não será em 2013-14 que a Bundesliga, formato do Campeonato Alemão desde 1963, terá um campeão invicto. O Bayern de Munique até parecia que conseguiria o feito, mas viu o sonho chegar ao fim neste sábado ao perder por 1 a 0 para o Augsburg, seu rival local, pela 29ª rodada da competição. Sascha Molders fez o único gol do jogo e se tornou o carrasco do time de Josep Guardiola.

Campeão há duas rodadas, o Bayern não perdia pelo Nacional desde outubro de 2012, quando caiu em casa para o Bayer Leverkusen por 2 a 1. Desde então, foram 53 jogos de invencibilidade, a maior série da história da Bundesliga, sendo 46 triunfos e apenas sete empates.

Dessa forma, o Bayern, que foi campeão alemão com maior antecedência da história (sete rodadas) estaciona nos 78 pontos. Já o também bávaro Augsburg, que não ganhava havia quatro jogos – três derrotas e uma igualdade – e está na oitava colocação, chega a 42 pontos e sonha com uma vaga na Liga Europa. Foi a primeira vitória na história do Augsburg diante do seu rival local.

Além da invencibilidade, o Bayern viu outras possibilidades de recordes acabarem. Por exemplo, com 12 vitórias como visitante e mais dois duelos a se fazer longe de seus domínios, a equipe não pode igualar os 15 triunfos nesta condição que conseguiu na última temporada, que é a melhor marca da história da Bundesliga.

Além disso, o time Guardiola deixou de ser o terceiro a terminar de forma invicta na condição de visitante. Apenas o próprio Bayern em 1986-87 e 2012-13 conseguiu esta façanha. Por fim, a equipe sofreu seu 17º gol na competição, um a menos do que sofreu em 2012-13 e que é a melhor defesa da história da competição.

Neste sábado, Guardiola mandou uma equipe quase toda reserva a campo. Dos titulares, somente Neuer, Kroos, Scweinsteiger e Mandzukic foram titulares.

Agora, o Bayern voltará suas atenções para a Uefa Champions League. Na quarta-feira, a equipe receberá o Manchester United na Allianz Arena, pelo duelo de volta das quartas de final, na quarta-feira, às 15h45 (de Brasília). Na ida, os bávaros empataram por 1 a 1 e, assim jogam, por um 0 a 0 para avançar.

Pela próxima rodada do Campeonato Alemão, o Bayern jogará em seu estádio diante do Borussia Dortmund, no sábado, às 13h30.Um dia depois, o Augsburg visitará o Hoffenheim na Rhein-Neckar Arena, às 12h30.

Reuters

Sascha Moelders deixou sua marca para o Augsburg diante do Bayern de Munique
Sascha Moelders deixou sua marca para o Augsburg diante do Bayern de Munique

O jogo
Aproveitando que o adversário escalou um time diferente, o Augsburg se mandou ao ataque e, durante o primeiro tempo, fez algo que poucos – ou ninguém – conseguiu nesta temporada: dominar o Bayern.

Criando as melhores chances do jogo, o time da casa abriu o placar aos 31 minutos do primeiro tempo. O volante Baier deu passe preciso nas costas de Javi Martínez, e Molders chutou forte na saída de Neuer.

Na volta do intervalo, Guardiola colocou Gotze na vaga de Shaqiri e, até os 18 minutos, já tinha colocado os titulares Muller e Alaba nas vagas de Sallahi e Pizarro, respectivamente. Os campeões até melhoraram, mostraram disposição, passaram a ter maior posse de bola e atacaram mais.

Os mandantes, por sua vez, se defenderam com eficiência e quase marcaram quando Esswein apareceu livre dentro da área, mas parou em grande defesa de Neuer.

Com o passar do tempo, o Bayern aumentou o ritmo e quase empatou com Alaba, que acertou a trave em chute de fora da área. Os comandados de Guardiola até mostraram afobação e deram sequência à pressão até o apito final, mas não foi suficiente para evitar o revés. Aos 44 minutos, em contra-ataque, Bobadilla ainda acertou a trave em finalização de dentro da área.

O lance, porém, não fez falta, e o Bayern deu adeus à chance de ser o primeiro campeão invicto da Bundesliga.

Mesmo a três dias de voltar a campo para o duelo de volta contra o Borussia Dortmund pelas quartas de final da Uefa Champions League, o técnico Carlo Ancelotti não quis saber de poupar e mandou a campo praticamente força máxima. Cristiano Ronaldo, com dores no joelho esquerdo, não foi para o jogo, assim como Marcelo. Já Di María, que se recuperou de uma gastroenterite, entrou no final do duelo.

Sem Ronaldo, o treinador merengue relacionou o atacante Willian José pela primeira vez. Porém, o atleta ex-São Paulo e Santos ficou no banco durante os 90 minutos.

Os visitantes abriram a vantagem pouco antes do intervalo. Aos 45 minutos, Benzema escapou de dois marcadores e finalizou para defesa de Bravo, que rebateu para o meio. Illarramendi, no rebote, só desviou para o fundo da rede. Contratado nesta temporada junto à Real Sociedad, o volante não comemorou o gol.

Na volta do intervalo, o Real Madrid praticamente não foi incomodado, controlou o jogo – chegou a acertar a trave duas vezes com Sergio Ramos e Benzema – e ampliou a vantagem graças a uma falha de Bravo. Aos 21 minutos, o goleiro chileno errou na reposição de bola, e Bale, aproveitando o mau posicionamento do arqueiro, finalizou de fora da área para a meta.

No fim, a equipe da capital não só consolidou o triunfo como também o transformou em goleada. Aos 40, Sergio Ramos aproveitou cobrança de escanteio, tocou de cabeça, e Pepe finalizou de primeira para a rede. Três minutos depois, Morata foi lançado completamente livre no campo de ataque e só tocou na saída do goleiro.

eira contra o Dortmund, na Alemanha. Após ter vencido por 3 a 0 em casa, os merengues poderão perder por dois gols de diferença – ou até por três, desde que marquem ao menos uma vez – que avançarão à semifinal da Champions.

Pelo Campeonato Espanhol, o Real irá a campo no sábado, quando receberá o Almería no Santiago Bernabéu, às 17h (de Brasília). Um dia antes, a Real Sociedad visitará o Celta de Vigo no Estádio de Balaídos, às 11h.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.