19/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Pedido de Sporting por Samir e Luiz Antonio melou negócio de Fla com Elias

3 min read

Por Pedro Henrique Torre, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br.

Fla Imagem

Elias após partida pelo Flamengo, no Maracanã
Elias com a camisa do Flamengo: ficou mesmo na lembrança

Elias foi anunciado pelo Corinthians como novo reforço e gerou um sentimento de frustração no Flamengo, que planejava nova investida no meio do ano. Mas, dentro da diretoria rubro-negra, o sentimento é de que o clube foi até onde pôde. E um pedido em especial do Sporting melou a negociação que chegou a ser considerada como certa com o Rubro-Negro, na última semana: as inclusões de Samir e Luiz Antonio na negociação.

Na reta final da janela de transferências, o Flamengo voltou à carga para ter o volante. Ciente da concorrência forte do Corinthians, à altura ainda por um empréstimo, a diretoria rubro-negra pôs a oferta na mesa. Quatro milhões de euros pelos 50% dos direitos econômicos, em quatro parcelas. Uma de imediato e as outras três anuais, até 2017.

Como na outra mão só havia, até então, uma oferta de empréstimo corintiana, o Sporting sinalizou que o negócio sairia na segunda-feira, dia 31 de março. Animados, os dirigentes do Flamengo aguardavam apenas a chegada do documento para assiná-lo no último dia da janela, terça-feira, primeiro de abril. O documento chegou. E, nele, a surpresa que se transformou em frustração.

Além dos quatro milhões de euros, o Sporting fez mais exigências: desejava, também, 50% dos direitos do zagueiro Samir, de 19 anos, e do volante Luiz Antonio, de 23 anos e recém-incorporado ao elenco após imbróglio jurídico, além do mesmo percentual sobre dois garotos da base. De imediato, a diretoria do Flamengo vetou qualquer impossibilidade de inclusão dos jogadores, e, consequentemente, de realização do negócio nos novos termos.

Fla Imagem

Samir em ação pelo Flamengo contra o Bolívar, no Maracanã
Jovem Samir foi um dos pedidos do Sporting por Elias

À essa altura, o Corinthians já havia feito oferta financeira igual, de quatro milhões de euros, mas com um prazo mais curto. Ainda assim, o Sporting fez aos paulistas exigência similar à que fez ao Flamengo, com a inclusão de percentuais dos jogadores. A proposta também foi negada pelo Corinthians, que abandonou a negociação e só retornou após o fechamento da janela para, enfim, fechar o acordo por Elias.

Logo após a confusão ao fim da janela, o Sporting ameaçou processar Corinthians e Flamengo, alegando que os clubes faziam apenas marketing com seus torcedores, sem ter condições de bancar a proposta. O clube paulista preferiu se manifestar em nota oficial, reafirmando a oferta. O Flamengo optou pelo silêncio e só se manifestaria nos tribunais com documentação em caso de uma ação efetiva do Sporting.

O caso de Elias tomou atenção rubro-negra desde o fim da Copa do Brasil, em novembro de 2013. Melhor jogador da equipe, ele tinha 50% de seus direitos fixados em oito milhões de euros, mas havia um acordo verbal com o clube português, que lhe devia cerca de 800 mil euros em salários e direitos de imagem, de que um negócio sairia por cerca de quatro milhões de euros.

Após acertar um contrato de quatro anos com o atleta, o Flamengo buscou acordo com o Sporting, mas nunca teve êxito, principalmente após a cobrança voltar para oito milhões. Propostas de quatro milhões de euros foram recusadas, mesmo com Elias abrindo mão do que o clube português lhe devia. Irritada, a diretoria rubro-negra decidiu pôr fim ao negócio no fim de janeiro, após receber a recusa. Mas só tornou o fato oficial em meados de fevereiro. O Flamengo calculava que gastaria cerca de R$ 1,2 milhão mensais com Elias, entre compra de direitos e salários, em caso de êxito nas conversas. Mas a novela, enfim, chegou ao fim sem final feliz.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.