23/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Com apoio de torcedores, Diego Costa pode se tornar o sexto brasileiro a atuar pela Espanha

3 min read

Diego Costa está cada vez mais perto de defender a Espanha.

Do ZigZag do Esporte

Mais uma vez deixado de fora por Luiz Felipe Scolari da seleção brasileira, Diego Costa parece ter aberto a porta para atuar pela Espanha. O atacante, que vive excelente momento com o Atlético de Madri neste início de temporada – artilheiro e líder do campeonato nacional -, já possui o passaporte espanhol, mas, segundo o próprio, “ninguém se colocou em contato” com ele.

Pelo menos por ora, o centroavante de 24 anos, com a carreira baseada nos países ibéricos, conta com o apoio da torcida. Em enquete realizada pelo jornal Marca, 67% (14 mil de 21 mil pessoas) revelaram que gostariam de vê-lo na seleção de Vicente del Bosque.

Os próprios diários esportivos da Espanha sinalizam serem favoráveis ao menos à convocação.

Caso atue pela atual bicampeã europeia e campeã mundial, Diego Costa se juntaria à lista de cinco brasileiros com passagem pela Fúria. O precursor foi Heraldo Bezerra, nascido em São Jerônimo (RS), mas com pai espanhol. Ex-atacante do Atlético de Madri nos anos 1970, foi chamado para somente uma partida amistosa, em 1973, diante da Turquia.

Mosaico ESPN

Bezerra, o precursor, e Donato, participante da Euro-1996
Bezerra, o precursor, e Donato, participante da Euro-1996

Quase 20 anos depois (mais precisamente em 1994), Donato – lendário volante de Vasco, Atlético de Madri e Deportivo la Coruña – conseguiu a cidadania espanhola e disputou a Eurocopa de 1996, com um total de 12 jogos pela Fúria. O meio-campista havia sido chamado apenas uma vez pelo Brasil, em 1989, para um amistoso diante da Dinamarca, mas não entrou em campo.

Na sequência, o atacante Catanha, com passagens marcantes por Málaga e Celta de Vigo, chegou à seleção espanhola, com a qual disputou três partidas entre 2000 e 2001.

Getty

Catanha, ex-atacante de Málaga e Celta, jogou três vezes pela Fúria
Catanha, ex-atacante de Málaga e Celta, jogou três vezes pela Fúria

Então, apareceu Marcos Senna. Jogador do Villarreal por 11 anos, o volante atuou de 2006 a 2010 pela Espanha, com quem conquistou a Eurocopa de 2008. Apesar disso, dois anos depois, não participou da campanha vitoriosa na Copa do Mundo da África do Sul. Foram 29 jogos e um gol.

Getty

Marcos Senna, com a bandeira espanhola na mão direita, celebra o título da Euro
Marcos Senna, com a bandeira espanhola na mão direita, celebra o título da Euro

O atual representante brasileiro na Fúria é Thiago Alcântara. Filho de Mazinho – campeão mundial com a seleção canarinho em 1994 -, o meio-campista fez sua carreira em La Masia, do Barcelona, e hoje está no Bayern de Munique. Por opção própria, decidiu defender as cores da Espanha (seu irmão, Rafael, é da base das equipes nacionais do Brasil).

Getty

Thiago Alcántara, meia que preteriu o Brasil para atuar pela Espanha
Thiago Alcántara, meia que preteriu o Brasil para atuar pela Espanha

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.