25/06/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Sem técnicos, Vitória e Palmeiras testam força de seus elencos na Bahia.

3 min read

Do Zigzagdoesporte Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press.

Gazeta Press

Alberto Valentim, interino do Palmeiras, ficará no banco de reservas mais uma vez
Alberto Valentim, interino do Palmeiras, ficará no banco de reservas mais uma vez

O estádio de Pituaçu será sede às 18h30 (de Brasília) deste domingo de um confronto de times desfalcados não só em campo, mas até de treinadores. Em meio à busca por técnicos, os comandantes interinos de Vitória e Palmeiras apostam na força de seus elencos para ter vida tranquila até a parada do Campeonato Brasileiro durante a Copa do Mundo.

No clube, Gilson Kleina foi demitido em 8 de maio e, desde então, coube a Alberto Valentim ficar à frente do time. Em dois jogos, o ex-lateral direito pôs fim a uma sequência de três derrotas e acumula duas vitórias consecutivas, garantindo o clube na terceira fase da Copa do Brasil. E precisa continuar contando com nomes pouco usados no elenco.

Além de Fernando Prass e Bruno César, machucados, a equipe não terá Valdivia, que já está com a seleção chilena se preparando para a Copa do Mundo, e Leandro, liberado para a seleção brasileira sub-21 que disputará o Torneio de Toulon, na França. William Matheus, que tinha conquistado a vaga de Juninho na lateral esquerda, torceu o tornozelo direito e não deve ter condições de jogar.

Com tantos desfalques, Alberto mantém o goleiro Fábio, com Juninho voltando à lateral esquerda e Mendieta incumbido de dar criatividade ao ataque que terá Marquinhos Gabriel como novidade ao lado de Diogo e Henrique, autor de quatro gols em quatro partidas pelo clube.

“Quem joga menos, precisa treinar para aproveitar a chance. Time grande é assim”, disse Alberto Valentim, animado. “Ficamos tristes pela saída do Gilson, mas o futebol não dá tempo para isso e nos recuperamos rapidamente. Os jogadores compraram a ideia de forma fantástica, se doaram máximo, correram muito e recuperamos o futebol do começo da temporada”, prosseguiu.

Assim, o Palmeiras venceu o Sampaio Corrêa na quarta-feira, pela Copa do Brasil. O Vitória, por sua vez, teve a semana toda para treinar e se preparar depois da saída de Ney Franco, ocorrida após o time ceder o empate ao Bahia no clássico de domingo. Carlos Amadeu assume o time interinamente em busca de uma campanha convincente.

Em quatro rodadas no Brasileiro, a equipe só derrotou o Fluminense, no Maracanã, acumulando empates com Atlético-PR e Vitória e perdendo na estreia para o Inter. Para ir além dos cinco pontos, o técnico terá que superar as ausências do lateral direito Ayrton, o zagueiro Luiz Gustavo e o atacante Vinicius, impedidos de atuar por estarem emprestados pelo Palmeiras, o atacante Souza, suspenso, e o volante Cáceres e o atacante Dinei, ambos com problemas físicos.

“O estilo de jogo das minhas equipes é sempre muito aguerrido, buscando incessantemente a bola para jogar de forma compacta, séria e objetiva, mas sempre com alegria”, prometeu Carlos Amadeu, admitindo que usará bastante o trabalho que Ney Franco deixou.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X PALMEIRAS

Local: estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 18 de maio de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS)
Assistentes adicionais: Nielson Nogueira Dias e Gleydson Ferreira Leite (ambos do PE)

VITÓRIA: Wilson; Nino, Alemão, Dão e Juan; Neto Coruja, José Welison e Mauri; Marquinhos, Caio e Alan Pinheiro
Técnico: Carlos Amadeu

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Renato, Wesley e Mendieta; Marquinhos Gabriel, Diogo e Henrique
Técnico: Alberto Valentim

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.