04/03/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Brasileiros garantem seis vagas em finais no Mundial de Ginástica

2 min read

Diego Hypólito executa movimento no ar durante as eliminatórias do solo no Mundial da Antuérpia

Do ZigZag do Esporte.

Mundial da Antuérpia de Ginástica.

O Brasil teve bom desempenho com seus ginastas no Mundial da Antuérpia, nesta terça-feira. Nas eliminatórias por aparelho, o país garantiu cinco vagas em quatro brigas por medalhas na competição disputada na Bélgica.

Diego Hypólito e Arthur Zanetti, os outros dois que entraram em ação nesta terça, começaram bem as disputas. Os dois ginastas brasileiros conseguiram ficar em segundo lugar em suas provas e brigarão pelo pódio no próximos sábado.

No solo, Diego Hypólito obteve a nota 15,600, a mesma que lhe garantiu o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011. Ele ficou atrás apenas do japonês Kenzo Shirai, que fez uma apresentação quase perfeita e somou 16,233, aparecendo na liderança.

O brasileiro ainda conseguiu se classificar no salto, com a quinta melhor nota no geral (14,924 como média dos dois saltos). Sergio Sasaki também se garantiu na briga e conseguiu ficar à frente do compatriota – teve a terceira melhor nota (14,987).

Já Arthur Zanetti, campeão olímpico nas argolas e um dos favoritos à medalha de ouro, ficou atrás de Yang Liu, da China. O brasileiro teve a nota 15,733 contra 15,866 do asiático, que avançou em primeiro.

No sábado, em uma espécie de ‘ensaio-geral’ antes do Mundial, Arthur Zanetti apresentou um movimento que leva o seu nome e que recebeu a nota F, conceito que representa o mais alto grau de dificuldade. Na Antuérpia, o campeão olímpico não tem a concorrência do chinês Chen Yibing, prata em Londres e ouro nos Jogos de Pequim, em 2008.

“Eu fiz a série nova e gostei dela, mas gastei muita força. Essa série é muito mais difícil do que a que eu fazia. Mas a série em si foi boa, mas na chegada, na saída das argolas, eu dei um pulo razoável, nem tão curto e nem tão longo. Mas, no geral, o objetivo de passar à final foi alcançado”, afirmou o ginasta.

Sérgio Sasaki e Arthur Nory, mesmo sem competirem nesta terça, tiveram suas vaga garantidas na final do Individual Geral. Sasaki avançou com o sexto lugar e Nory com o 18º entre os 24 que vão brigar por medalha.

Outros dois brasileiros competiram neste segundo dia de provas, mas não foram bem e ficaram fora de suas finais. Péricles Silva obteve 12,600 no cavalo com alças e Francisco Barreto teve 14,500 nas paralelas e 14,600 na barra fixa.

 

Fonte: Do UOL, em São Paulo

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.