20/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Prostitutas de BH reajustam programas em 30% e criam cartilha em inglês.

3 min read

Jeremias Wernek Do UOL, em Belo Horizonte.

Associação das Prostitutas de Belo Horizonte vai distribuir guia de bolso e exigir aumento nos programas
Associação das Prostitutas de Belo Horizonte vai distribuir guia de bolso e exigir aumento nos programas

A Copa do Mundo vai mudar a vida das prostitutas de Belo Horizonte. A cidade, que recebe jogos do Mundial e é sede de treinos de Argentina e Chile, vai receber diversos turistas no período entre junho e julho. Por isso, a Associação das Prostitutas de Minas Gerais, ASPROMIG, orientou todas as suas associadas a reajustarem o preço dos programas em 30% nestes dois meses. E a mudança na tabela de serviços não é a única novidade.

A categoria também vai distribuir em sua rede uma cartilha com dicas para atender bem os turistas que falam inglês. O livreto terá as dimensões de um pacote de camisinha e receberá o nome de ‘The Bitch Book’ (algo como ‘O Livro Vadia’).

Segundo a associação, cerca de quatro mil prostitutas atuam em Minas Gerais. E Belo Horizonte deverá receber uma leva a mais nos próximos dias, justamente em virtude do Mundial. As que já estão na cidade e as que virão receberam uma instrução para reajustar o preço dos programas.

“Vamos aumentar em 30% o valor dos programas. Somos autônomas, mas já falamos com os pontos e ficou combinado este reajuste. Vai ter Copa, sim. E vai ter com o time das peladas”, brinca Cida Vieira, presidente da ASPROMIG.

Já a cartilha em inglês ainda precisa ir para o papel. O conteúdo já está pronto e foi produzido pelo professor de inglês Igor Fuchs, mas espera um patrocínio para ser impresso. Contendo entre 15 e 20 páginas, dependendo da verba que for obtida.

“Vai ser uma cartilha com dicas para a paquera, para informar o preço e frases básicas de inglês. Tem também instrução de como usar a camisinha e como abordar o cliente sobre fetiches”, disse Fuchs.

A associação chegou a disponibilizar o professor para que as garotas de programa tivessem aulas semanais, mas a frequência não foi grande. E até por isso o livro de bolso foi criado.

“Começamos com 18 meninas, mas elas faltam muito. É incrível”, disse Fuchs. “Não precisamos distribuir isto logo no primeiro dia da Copa, tem todo um mês pela frente e muita gente vai chegar aqui depois da abertura”, completa ao ser questionado sobre um relativo atraso no guia.

A ideia de criar um guia em inglês deixa de lado um fato importante. As três seleções que ficarão em Minas Gerais falam espanhol: Argentina, Chile e Uruguai. Assim, o foco será nos visitantes que acompanharão os seis jogos no Mineirão.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.