14/07/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Brasil aperta o ritmo, atropela Bulgária e já encaminha classificação; confira.

3 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br.

DIVULGAÇÃO FIVB

O Brasil atropelou a Bulgária e já encaminhou a vaga para a terceira fase
O Brasil atropelou a Bulgária e já encaminhou a vaga para a terceira fase

Não houve espaço para qualquer contestação nesta quarta-feira. Quatro anos depois, o Brasil reencontrou o rival da maior polêmica da ‘era Bernardinho’ e não deu chances para a Bulgária: vitória por 3 sets a 0 (25-15, 25-21 e 25-21) e vaga já encaminhada na terceira fase do Mundial masculino de vôlei.

A Bulgária havia sido a adversária da polêmica entregada do Brasil no Mundial de 2010. Na ocasião, Bernardinho jogou de acordo com o regulamento e perdeu o duelo com os búlgaros para ter um caminho mais fácil na sequência da competição. A estratégia deu certo e levou o time brasileiro ao título, mas gerou reclamações por todo o mundo.

Nesta quarta, porém, não havia nenhuma chance disso acontecer novamente. Até porque o duelo foi apenas o primeiro brasileiro na segunda fase do Mundial. Por isso, os comandados de Bernardinho voltaram a apertar o ritmo depois de terminar a primeira fase com vitórias mais apertadas diante de Cuba e, principalmente, diante da frágil Coreia do Sul.

Com Bruninho totalmente recuperado e titular desde o começo, o primeiro set deu os sinais mais claros possíveis de que o ritmo mais lento tinha ficado para trás. Avassalador, o Brasil sacou bem, subiu um paredão no bloqueio e não deu nenhuma chance à assustada Bulgária. O resultado foi um atropelo: 25 a 15.

O segundo set foi bem mais complicado que o primeiro, com a Bulgária atuando bem melhor. Mesmo assim, o Brasil mostrou porque era favorito. Mais uma vez com boas passagens de Lucarelli pelo saque, a seleção abriu vantagem no meio da parcial e a manteve até o fim: 25-21.

A última parcial foi a mais sofrida para o Brasil, que chegou a ficar três pontos atrás no placar. Mas o saque mais uma vez salvou a seleção e garantiu o triunfo por 25 a 21.

“Colocamos pressão desde o início. Abrimos logo no primeiro set e fez com que eles sentissem, não conseguissem encaixar o saque. A pressão tirou a confiança deles no que eles são mais fortes”, analisou Bernardinho.

“A gente se preparou muito bem para o jogo. Eles jogaram abaixo do que a gente esperava. Fizeram um grande jogo com a Rússia, mas conseguimos anular bem as jogadas deles. A gente nunca fala em jogo perfeito, mas a tática funcionou muito bem hoje”, completou Murilo.

O oposto Wallace terminou como o maior pontuador do Brasil, com 14 bolas cravadas na quadra rival. Lucarelli também foi muito bem outra vez e terminou com 13 pontos.

 

Foi importante, mas foi só um passo. Amanhã é o dia de sacramentar a classificação

Bernardinho

 

A vitória leva o Brasil a 12 pontos e já deixa o time com a mão na vaga à terceira fase da competição. Isso porque a seleção já carregava 9 pontos e liderava o grupo F. Além disso, a equipe de Bernardinho volta à quadra às 11h40 (horário de Brasília) desta quinta-feira para enfrentar a China, que é a lanterna do grupo e não deve apresentar muitas dificuldades. Canadá e Rússia são os outros rivais brasileiros.

“Foi importante, mas foi só um passo. Amanhã é o dia de sacramentar a classificação”, avisou Bernardinho.

Nessa fase da competição, cada chave tem oito equipes. Os times trazem os resultados diante dos adversários da primeira fase e enfrentam os outros quatro adversários. Os três primeiros avançam para uma nova fase de grupos.

No outro duelo da chave na abertura da rodada desta quarta, a Rússia passou sem qualquer dificuldade pela Finlândia: 3 sets a 0 (25-10, 25-18 e 25-16). Os russos são os vice-líderes, agora com 11 pontos. Os finlandeses ficam com dois.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.