15/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Em jogo com clima quente no fim, River bate San Lorenzo e larga na frente na Recopa; confira.

4 min read

Carlos Sánchez marcou o único gol da partida, que marcou a estreia oficial das duas equipes em 2015.

Do Zigzagdoesporte.com.br por ESPN.com.br com Gazeta Press.

Getty

O River Plate venceu o San Lorenzo por 1 a 0, em casa
O River Plate venceu o San Lorenzo por 1 a 0, em casa

O River Plate saiu com a vantagem após a primeira metade da Recopa Sul-Americana. A equipe recebeu o San Lorenzo no Monumental de Núñez, nesta sexta-feira, e venceu por 1 a 0, pelo confronto de ida entre o campeão da Libertadores e da Copa Sul-Americana. Carlos Sánchez marcou o único gol da partida, que marcou a estreia oficial das duas equipes em 2015.

Com o resultado, o time de Buenos Aires poderá empatar no duelo de volta que ficará com a taça. Vale lembrar que o gol fora de casa não conta como um critério de desempate. Em caso de igualdade no placar agregado, haverá prorrogação e, se necessário, disputa por pênaltis.
Ambos os clubes nunca ganharam a Recopa. O River perdeu em 1997 e 1998 para Vélez Sarsfield e Cruzeiro, respectivamente. Já a equipe de Almagro foi superada pelo Olímpia em 2003

A torcida dos mandantes só foi soltar o grito de gol nesta sexta aos 33 minutos do segundo tempo, quando Mercier perdeu a bola e acabou originando um rápido contra-golpe veloz. A jogada terminou com um passe de Gonzalo Martínez para Carlos Sánchez, que soltou a pancada. A bola até foi perto do goleiro Barovero, mas ele não conseguiu fazer a defesa.

Nos minutos finais da partida ainda houve espaço para uma confusão. Após chegar solando em uma disputa de bola, Romagnoli se desentendeu com jogadores adversários e recebeu o cartão vermelho direto. Assim que o árbitro indicou a expulsão, os atletas do San Lorenzo se revoltaram e reclamaram intensamente. Vangioni, dos mandantes, e Caruzzo, dos visitantes, até foi advertido com o amarelo.

River Plate e San Lorenzo voltarão a se enfrentar na quarta-feira, no Nuevo Gasómetro, às 22h (de Brasília).

O jogo – Diante de um Monumental de Núñez lotado, o River Plate começou a partida fazendo valer o apoio da torcida e foi para cima do San Lorenzo. Aos dez minutos, os donos da casa forçaram o goleiro visitante, Torrico, a fazer sua primeira grande defesa, após bom cabeceio de Téo Gutiérrez. A mesma cena se repetiu aos 20: cobrança de escanteio, finalização do camisa 19 e defesa do arqueiro.

Com o domínio dos mandantes na partida, restava ao San Lorenzo apostar nos contra-ataques, mas o River seguia mais próximo de abrir o placar que os visitantes. Aos 32 minutos, Carlos Sánchez finalizou e foi parado pela trave do time de Almagro.

Aos 36 minutos, Gutiérrez quase abriu o placar para os donos da casa com um golaço. Após cruzamento em escanteio pela direita, a zaga rebateu, e o meia virou uma bicicleta, que tocou no travessão da meta de Torrico antes de sair pela linha de fundo.

O River manteve a pressão e, dois minutos depois, voltou a ser parado pela trave. Completando cruzamento de Pisculichi pela esquerda, Maidana deu um peixinho na bola e acertou o poste esquerdo.

A segunda etapa começou aberta como a primeira. Logo no primeiro minuto, o San Lorenzo chegou pela esquerda e, após cruzamento na área, o centroavante Cauteruccio tentou finalizar, mas foi antecipado pelo goleiro Barovero. No contra-golpe rápido do River, Maidana tentou surpreender Torrico com chute de fora da área, mas a bola passou à direita da meta.

Após o começo inflamado, o ritmo da etapa complementar diminuiu um pouco, com as equipes voltando a tocar a bola no meio-campo e esbarrando na forte marcação dos volantes adversários.

Na metade do segundo tempo, o River passou a demonstrar sinais de cansaço após pressionar o San Lorenzo durante boa parte do jogo. Os visitantes aproveitaram o momento para retomar um pouco da posse de bola, mas sem o mesmo ímpeto ofensivo antes exercido pelos donos da casa.

Voltando a crescer na partida, aos 32 minutos, o River Plate enfim conseguiu abrir o placar. Após boa troca de passes no meio, Martínez tocou na direita para Sánchez que, dentro da área, chutou cruzado de primeira e viu a bola passar por baixo do goleiro Torrico para colocar o time da casa em vantagem.

Aos 40, o clima esquentou no gramado do Monumental e, após muita discussão e empurra-empurra, o árbitro deu cartão amarelo para Vangioni e Caruzzo e expulsou o camisa 10 do San Lorenzo, Romagnoli, que iniciou a confusão ao entrar forte na dividida com o adversário. Depois disso, nenhuma das equipes conseguiu ameaçar, e o apito final confirmou a vitória do River Plate.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.