16/04/2024

zigzagdoesporte.com.br

A sua revista eletrônica do esporte

Polo aquático do Brasil naturaliza goleiro campeão mundial pela Sérvia; confira.

2 min read

Do Zigzagdoesporte.com.br por UOL, em São Paulo.

  • Al Bello/Getty Images

    Slobodan Soro defende a Sérvia em Londres-2012: ele foi campeão mundial em 2010Slobodan Soro defende a Sérvia em Londres-2012: ele foi campeão mundial em 2010

Polo aquático do Brasil naturaliza goleiro campeão mundial pela Sérvia

O polo aquático brasileiro ganhou, nesta semana, um reforço campeão mundial. O goleiro Slobodan Soro, campeão mundial em 2009 e medalhista de bronze nas duas últimas edições dos Jogos Olímpicos pela Sérvia, completou o processo de naturalização e está autorizado a defender o Brasil em competições internacionais. Além dele, o croata Josip Vrlic também foi naturalizado e começará a competir pelo time.

Reprodução/Ricardo Cabral

Slobodan Soro (esq.), campeão mundial pela Sérvia, e Josip Vrlic mostram documento de naturalização: os dois devem defender o Brasil nas Olimpíadas de 2016

Os dois são os primeiros jogadores sem conexão com o Brasil naturalizados pelo polo aquático brasileiro. Antes, outros quatro atletas tinha passado pelo processo. Felipe Perrone, nascido no Rio de Janeiro, abriu mão de defender a Espanha para voltar a jogar pelo Brasil. Já o espanhol Adria Delgado e Felipe Salemi, ambos com família brasileira, mas nascidos na Europa, já tinham nacionalidade verde-amarela e apenas mudaram de país esportivamente. O quarto foi o cubano Ives González, casado com uma médica brasileira.

Os seis jogadores fazem parte do projeto de medalha olímpica que a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) começou ainda em 2012, quando contratou o técnico croata Ratko Rudic. Dono de quatro medalhas olímpicas, ele trabalha há quase dois anos com o time brasileiro. Seu primeiro diagnóstico foi a falta de experiência dos jogadores nacionais.

“Atletas juvenis na Europa fazem, em uma temporada, mais jogos importantes em nível internacional do que muitos dos atletas da seleção brasileira principal. E esse tipo de experiência de jogo não pode ser ensinada. Por isso, jogadores naturalizados, como o Felipe Perrone, são essenciais para o nosso plano”, explicou o treinador.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.